Sananda - Vamos Tratar as Deficiências

Queridos filhos e filhas do planeta Terra! SOU SANANDA!


Mais uma vez, me sinto como nos velhos tempos, sentado no alto de uma grande pedra, na minha colina preferida. Não, não entendam que eu me desloquei para lá; é apenas um sentimento muito agradável que eu ainda tenho, daquele tempo em que eu pregava para o povo da Palestina. O trabalho que estou fazendo aqui agora, me remete àqueles tempos, pois da mesma forma estou tentando fazer vocês aprenderem muita coisa, e se elevarem.


A transformação da consciência, a elevação da consciência, não é um processo fácil; todo o entorno foi magicamente e meticulosamente planejado para mantê-los sempre centrados no ego. Todas as coisas, todos os mecanismos, levam vocês ao ego. EU sinto, EU penso, EU falo, EU faço; sempre o EU na frente. O Todo jamais é levado em consideração.


Primeiro ponto, que vocês devem se observarem, em relação como vocês se sentem, em relação a vocês mesmos. Sim, esta é uma pergunta de difícil resposta: Como eu me sinto em relação a mim, vocês se perguntam. Vocês estão satisfeitos com o ser humano que vocês são? Como vocês se sentem em relação à vocês mesmos? Vocês se sentem vitoriosos, altivos, bons de coração, solidários, amorosos, e muitos outros adjetivos positivos; ou vocês se sentem, exatamente o contrário, muitos adjetivos negativos?


Então gostaria de fazer uma proposta à cada um de vocês.


Que vocês peguem uma folha de papel, dividam esta folha em duas partes.


Em uma parte vocês vão colocar todos aqueles sentimentos que vocês veem em vocês positivos; sempre começando com a frase: “EU SOU...”. Então seria, como um exemplo: EU SOU amoroso; EU SOU organizado; EU SOU íntegro; e por aí vai. Percebam que são frases afirmativas. Então vocês estão dizendo para o universo que vocês são aquilo.


Na outra parte vocês colocarão os sentimentos negativos, mas não colocarão o “EU SOU!”. Simplesmente vocês vão escrever a palavra: invejoso, desorganizado, impaciente, ansioso... e por aí vai.


Este será um trabalho muito profundo e que eu estou sinceramente esperando que vocês façam, pois será de extrema importância nesta caminhada que vocês estão fazendo.


Agora é muito importante que no momento em que vocês forem fazer estas afirmações ou escrever todos os hábitos e sentimentos negativos, que vocês sejam muito honestos.


Ninguém vai ler o que vocês escreveram. Então não adianta você escrever: EU SOU bondoso, e daqui a 5 minutos você olhar alguém na rua e criticá-lo. Onde está a sua bondade? Então risque aquela frase – você não é bondoso. Por que o bondoso, não ataca o outro, de forma alguma.


Então quem estará olhando o que você estará escrevendo? O universo. Você estará sendo honesto com você mesmo, honesto com o universo ou estará deixando o ego falar primeiro?


Então antes de escrever as afirmações, eu sugiro à cada um de vocês que faça uma prece, se coloque num lugar bem tranquilo, que não seja interrompido. Fique neste clima por uns 15 minutos. Peça ajuda ao seu Mestre Espiritual ou Mestres, que lhe ajude a lhe conhecer melhor, para que você faça uma autoanálise centrada no coração; não na mente. Porque o ego fará você colocar afirmações erradas, se você fizer com a mente. Porque você estará ali admitindo que tem muito ainda a melhorar.


Então percebam que o objetivo não é apontar os seus erros; é apontar as suas deficiências. É apontar os pontos aonde você tem que melhorar. É apontar os pontos que você terá que tratar.


Então muito bem.


Ao finalizar esses 15 minutos de longa escrita, de interiorização, de deixar o coração falar, aí sim, vamos as ações. Vocês vão pegar uma outra folha de papel, vão escrever todas as afirmações que vocês fizeram.


“Ah, mas eu só fiz uma!”. Não tem problema; e ninguém julgue aquele que só colocou uma, porque a maioria está assim. Não julguem o outro. Isto aqui não é uma brincadeira.


Então você escreverá numa folha todas as afirmações que você levantou. Ao levantar, diariamente, você será grato por cada uma delas. EU SOU grato por ser... a afirmação que você fez. Por exemplo: EU SOU honesto è EU SOU grato por ser honesto.


Ao ir se deitar, a mesma coisa. Então vocês terão aquelas afirmações sendo replicadas e aprofundadas, e extremamente enraizadas em sua consciência e em sua alma diariamente.


Quem quiser fazer num caderno, faça, não tem problema. Importante que ela seja escrita; e não quero nada em computador. Tem que ser com a sua energia escrita, porque quando vocês escrevem algo, ali está a sua energia; e o universo está lendo aquela energia colocada naquela frase. Quando vocês escrevem no computador, ali não tem mais a sua energia, tem uma máquina; é diferente. Então tem que ser escrito manualmente. Caneta ou lápis, à vontade; o importante é o que está escrito, não como você escreverá.


Então vocês já sabem o que fazer com as afirmações. Agora vocês... isto sim, vocês poderão fazer no computador se quiserem. Vocês vão fazer a seguinte prece:


Gratidão meu Deus Pai/Mãe por ter sido capaz de levantar os meus pontos fracos. Gratidão meu Deus Pai/Mãe por conhecê-los, lá no fundo de minha alma.

Gratidão meu Deus Pai/Mãe por ter a oportunidade de poder melhorar, de poder tratá-los. Gratidão meu Deus Pai/Mãe por viver este momento tão importante na minha caminhada. Peço a sua ajuda Pai, para que eu saiba como transmutar e me livrar do sentimento de –

aí vocês dirão um único sentimento – que hoje eu ainda sinto e executo.

Tenho certeza Pai que com sua ajuda, a cada dia, eu irei eliminando, eliminando, eliminando, cada vez mais este sentimento do meu caminho, de minha mente e do meu ego.

Gratidão Deus Pai/Mãe.


Percebam que aqui, vocês estarão tratando, sentimento a sentimento. Não é para fazer todos de uma vez. É um de cada vez. Por quanto tempo? Até que o sentimento suma. Então percebam o seguinte: como eu disse, pela manhã, vocês serão gratos pelo positivo, por aqueles sentimentos que vocês levantaram, que vocês já praticam. Logo a seguir, farão esta prece, e vão tratar um sentimento; pela manhã, e pela noite.


E comecem a observar que o próprio universo vai lhe ajudar nesta caminhada. Não será um processo rápido. Mais uma coisa. Digamos que você tem o hábito da fofoca. Você vai pedir pela manhã e pela noite. Durante quanto tempo? Não sei. Até que você passe vários dias sem cometer aquele sentimento; até que você entenda, que eu não estou lhe proibindo de fazer fofoca. A ideia aqui é que você perceba que fazer fofoca é errado, porque quando você fala da vida alheia, você está apontando o dedo para o outro. Então você fará a prece até que você entenda que aquilo é uma atitude errada. Quando você perceber isso, quando você interiorizar isso, você poderá finalizar a prece para aquele sentimento.


Então não é aqui proibir... é a mesma coisa, vou dar um exemplo, um pouco diferente esqueçam a prece; é só um exemplo. Eu digo aqui que o açúcar faz mal e que vocês deixem de comer açúcar. Aí vocês no primeiro dia, muito bem; no segundo, muito bem; no terceiro já começa a ficar meio esquisito; no quarto vocês estão desesperados para comer o açúcar; e no quinto vocês caem em tentação. Por quê? Porque é como se eu houvesse proibido vocês de comer. Você não deixou de comer porque você acreditou que o açúcar era ruim. Você deixou de comer porque eu pedi.


Então não é assim que funciona. As coisas têm que ser de dentro; não é fazer porque eu estou pedindo; é fazer porque você acredita que seja bom para você, e que vale a pena melhorar; vale a pena não exercer mais aquele sentimento. Aí digamos que você finalizou aquele sentimento. Num belo dia você se pega novamente fazendo fofoca. Aquele sentimento vai voltar para a sua lista como sendo o último a ser atendido, mas ele volta para lá. Você vai continuar tratando os demais na ordem que você apontou, mas aquele terá que ser feito novamente.


Então este será um trabalho diário e longo, porque esta folha dos sentimentos negativos crescerá durante muito tempo; ela não parará, porque você voltando a repetir o sentimento, ele tem que voltar para o final da fila; e você daqui a um tempo fará ele de novo. Não adianta, se mesmo...”Ah, mas eu não farei mais!”, não importa, você terá que repetir a mesma coisa com ele. Será bom que você tenha entendido que não é bom praticá-lo mais, porque quando chegar a vez dele você fará um único dia pela manhã e pela noite; porque você já se interiorizou que aquilo não é bom. Pronto você já terá se livrado dele, mas você terá que fazer.


Então tenham folhas, e folhas, e folhas, porque vocês vão repetir o mesmo problema durante muito tempo, até que vocês entendam, acreditem, sintam no coração que precisam mudar. Enquanto o coração não sentir, vocês continuarão colocando sentimento lá porque ele vai voltar. Vocês repetirão, isto é certo. Não criem fantasmas, nem obstáculos imensos em relação ao que estou dizendo aqui. Não é para ter uma enxurrada de perguntas, com o que estou dizendo aqui.


Tudo será resumido, e vocês farão exatamente o que estará escrito.


Aprendam a analisar o que vocês leem, e escutam. Não há mais tempo de ficar pedindo ajuda para tudo. Vai estar tudo escrito.


Não precisam ficar perguntando. Não entendeu peça a minha ajuda; eu lhe ajudarei a entender. Basta pedir: “Sananda me ajude a entender este ponto”, e eu lhe ajudarei. Parem de pedir ajuda ao outro. Eu estou criando isso, então eu responderei as dúvidas. Entenderam?


Então iniciem o processo. Façam os seus 15 minutos de contemplação interna, de entrega, de total análise interna. Não tenham pressa, mas isso tem que ser feito com muito amor. Amor por quem? Por vocês mesmos, porque o objetivo aqui, volto a repetir, não é apontar os erros, é apontar as suas deficiências. Deficiências essas que serão problemáticas para a Quinta Dimensão. Então é uma proposta. Vocês querem se livrar delas, então façam o que ensinei. “Não, não quero fazer nada disso”; não faça. A colheita será de acordo com cada um.


Tudo deverá ser feito com muito amor, sem julgamentos. Se você descobrir que tem uma folha cheia de deficiências, não se julgue, não desanime, apenas arregace as mangas e vá à luta. É isso que você tem que fazer. Não se julgar. Não se criticar. Não chegar a conclusão que você não presta. Você tem deficiências. Então se permita curá-las.


É um convite. Não é obrigatório. Fará quem ressoar com o que disse aqui.



2,810 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

CNPJ - 29.898.085/0001-59 - Anjos e Luz Terapias - RJ

Copyright 2020 - Anjos e Luz Terapias - Todos os Direitos Reservados à www.anjoseluz.com