Sananda - Sobre o Desafio de Miguel

Queridos filhos e filhas do planeta Terra! SOU SANANDA!


Não posso deixar de observar a movimentação criada com o desafio de Miguel ontem. Então estou aqui hoje para acalmar, para mostrar à vocês que cada desafio não é o fim do mundo; cada desafio não é desesperador. Jamais seria esta a intenção.


Vocês foram enquadrados, manipulados e sucessivamente levados à, terem a dependência que têm hoje desses meios de comunicação. Não existe mais o encontro físico. E não estou aqui comentando o resultado da pandemia, porque isto já acontecia antes; então não estarei falando novidades. O encontro físico, olho no olho, se tornou supérfluo, se tornou desnecessário, se tornou sem sentido. Isto traz o quê? A separação, o afastamento, o rompimento; porque é exatamente o olho no olho que faz a conexão entre os seres humanos; é a ação que os torna fortes, unidos, poderosos.


Então foi tudo muito bem planejado para cada vez mais vocês se esconderem atrás das máscaras da tecnologia, e se sentirem à vontade para atacar, bisbilhotar, falar mentiras, fazer fofocas, observar a vida do outro, ter inveja, provocar inveja, mentir, inventar; toda sorte de sentimentos que vou ficar aqui falando muito tempo; sentimentos de baixíssima vibração. Vocês caíram nesta teia, e hoje está praticamente impossível vocês saírem dela, porque o seu mundo se tornou dependente dela.


Trabalho, negócios, tudo é dependente; nada mais é feito olho no olho. E aí sim, vou citar o exemplo da pandemia, onde mais uma vez vocês foram impelidos à ficarem em suas casas totalmente isolados uns dos outros. Tudo muito bem planejado. Não quero com isso dizer que todos deverão ir para a rua e achar que nada está acontecendo. O viral existe. Não, ele não tem essa força toda; não, ele não tem este perigo todo, mas para aqueles que acreditam, para aqueles que vibram o medo, ele tem. Ele, como todos os outros milhares de micro-organismos que existem no seu mundo.


Posso afirmar aqui que praticamente 100% da população já tiveram contato com ele, com o viral; então qualquer exame que seja feito dará positivo. Então todas as mortes estão sendo atribuídas à ele. Interessante, porque isso causa mais medo; e aí está o que está acontecendo no seu mundo. Então não minimizem o problema; o problema existe. Vocês podem acreditar que nada acontece e vocês poderão trazê-lo para dentro de casa e ter uma pessoa em sua casa que morra de medo, e vocês serem os responsáveis pela morte daquela pessoa, porque achavam que nada iria acontecer. Realmente, com vocês nada acontecerá, mas e com os outros? Mas não é esse o assunto que trago aqui.


Trago exatamente o desafio passado por Miguel ontem. Muitos estão desesperados. Então entendam o seguinte: o que for trabalho, o que for compromissos de negócios, tudo continua da mesma forma. A comunicação continuará. Seria interessante que vocês falassem pelo menos pelo telefone, substituindo aquela infinidade de coisas que vocês escrevem. Por que não? Por que não criar um novo hábito? Mas se isto for realmente muito complicado, porque vocês também perderam o hábito de atender o telefone para que tudo se mantenha em silêncio. Então nada a fazer; continuem do jeito que sempre foi.


Entendam, que não estamos aqui para prejudicar ninguém. Os negócios continuam, os compromissos continuam, apenas evitem falar o desnecessário. Como vocês diriam: sejam curtos e grossos. Nada além do que é o assunto a ser tratado; e vocês estarão cumprindo o desafio. Vocês podem perceber que a cada dia as coisas se tornam mais complicadas. Antes vocês apenas escreviam. Hoje o que aconteceu? Milhares de pequenas figuras foram espalhadas; então vocês escrevem uma linha e enviam dezenas dessas figuras. Coitado do outro que está do outro lado, que tem que parar para olhar cada uma delas. E vocês acham isso bonitinho, vocês acham extremamente agradável.


Vocês observam, e eu espero que sim, o quanto vocês são desrespeitosos com os outros? Eu vou voltar a insistir nesse assunto. Tudo aquilo que vocês enviam e que o outro não pediu, vou repetir o que Miguel disse: é falta de respeito. Você acha bonitinho, você gosta de enviar. Se pergunte, o outro gosta de receber? Pergunte ao outro: “Você gosta de receber?”, e mais importante ainda, se o outro responder: “Não, por favor não me envie mais”, não fique com raiva dele, porque é o direito dele.


Você invadiu o direito dele, fazendo uma coisa que ele não pediu. Ele só lhe fez uma pergunta e você respondeu com uma frase e dezenas, de imagenzinhas, de coisinhas, que depois ele terá que ler. Vocês percebem como tudo é manipulação? Para que cada vez mais o sentimento do desgosto, da chateação, da invasão, da falta de respeito, cresça no mundo? Ou vocês não conseguem ver nada disso? Vocês apenas acham que são donos e senhores daquilo que pensam e fazem aquilo que acham que é certo, não importando com quem está do outro lado. Isto é egoísmo.


Então vamos voltar a falar de egoísmo? Egoísmo é quando você pensa somente em si, você não pensa no mal que pode estar causando ao outro a sua atitude. Isto é egoísmo. Porque quando você pensa no outro e no Todo, você se coloca no lugar deles, e aí você percebe o quanto você está sendo inconveniente. Mas vocês não se colocam no lugar do outro, vocês se colocam apenas no lugar de vocês. “Achei bonitinho. Vou mandar”. Muito bem e você manda. Egoísmo – porque você pensou só em você, não pensou no outro.


Eu gostaria sinceramente que vocês analisassem cada ponto desses que falamos. Uma conversa é uma conversa, e uma conversa consiste em palavras, frases, nada mais; nada mais. Não precisa entupir o outro de coisas que ele não quer. Responda o necessário. Respeite o tempo do outro. É uma coisa que vocês agem, principalmente aqueles que não têm muita coisa a fazer, e adoram perturbar os outros; porque é este o termo: perturbar. “Ah, mas eu faço isso porque eu gosto da pessoa”. Se você gosta mesmo da pessoa, escreva uma frase: Gosto muito de você. A outra pessoa lerá aquilo, e veja o que você estará causando: uma emoção, um sentimento de alegria, porque ela perceberá que agiu corretamente e você passou a gostar dela.


Então você estará trocando o único sentimento interessante nesse tipo de troca: o amor. Perfeito. Bato palmas para você, mas também não é mandar diariamente, porque aí se torna enfadonho, se torna repetitivo, se torna desnecessário. Porque uma vez dito que você gosta daquela pessoa ela sabe que você gosta; você não precisa repetir isso a cada minuto. Muitos de vocês gostam de ouvir isso, e o outro se sente na obrigação de dizer. Já nem fala mais com sentimento, fala por que você quer ouvir. É isto mesmo? Onde está o amor? Foi embora.


Então esse desafio de Miguel é um processo de englobar tudo isto que eu estou falando aqui; é de vocês aprenderem a ser sucintos; a falarem o estritamente necessário “Ah, eu me sinto só. Eu preciso conversar”. Muito bem. Então pergunte à outra pessoa: “Você pode falar agora?” Se a pessoa responder: “Sim, eu posso” Aí você conversa com ela, mas não comece uma conversa imensa, enorme, achando que a outra está disponível para você; porque ela não está. Poderá até estar e se estiver ela lhe responderá, mas você já encheu com milhares de frases, com milhares de imagens, e ela uma hora terá que parar e olhar. E vou garantir à vocês que a maioria nem olha. Vocês perderam tempo à toa. A maioria vai para o final e continua, despreza o que vocês mandaram, porque não é interessante; não acrescenta nada.


Eu espero que vocês estejam entendendo a profundidade do problema. Existe um problema aí; existe. Por que que vocês acham que tudo isso é disponível para todos? Porque se fosse pago, ninguém faria. Vocês agiriam exatamente como nós estamos pedindo agora, no estritamente necessário, e eles não conseguiriam fazer o que fizeram e estão fazendo com vocês. Percebem, o tamanho da manipulação?


Então mais uma vez repito: o desafio não é para atrapalhar o negócio de ninguém; não é para atrapalhar as vendas; o contato de ninguém; é apenas para que vocês se policiem e usem somente nestes casos. O desafio é: ficar sete dias sem conversar com ninguém desta forma, mas não é para vocês pegarem o telefone e saírem ligando para todo mundo, porque o outro, lá do outro lado pode não estar com tempo para lhe ouvir.


Não será fácil cumprir este desafio, mas eu espero que pelo menos vocês tentem. E como Miguel disse, temos certeza que ao final de uma semana vocês se sentirão totalmente diferentes. Por quê? A resposta não daremos agora, vocês terão que imaginar o porquê. Vocês terão que entender e sentir o porquê de vocês ficarem diferentes daqui a uma semana. Cumpram o desafio. Quem não quiser cumprir, muito bem, não cumpra, mas não critique o outro se o outro cumprir. Combinado? Porque terão pessoas aqui que já estão cumprindo.


Então se o outro simplesmente ignorar o que você escreveu, o que você enviou, as dezenas de imagens, fotos, que vocês mandaram, não fique com raiva; o outro só está cumprindo o que foi pedido. É só isso que eu tenho a dizer hoje. E eu já disse muito. Como Miguel disse nossas mensagens se tornarão mais curtas, mas tenho certeza que eu disse muita coisa aqui que fará vocês pensarem, que fará vocês verem o quanto vocês estão caindo na armadilha deles. Isto é uma grande armadilha, e todos no planeta, todos sem exceção, com pouquíssimas exceções. Exceto aqueles que abriram mão de qualquer contato com o mundo externo, no máximo têm um rádio para não ficar isolado. Esses não fazem parte desta rede armada para todos caírem. E todos caíram.


Então repensem seus hábitos; repensem a postura de vocês. Sejam estritamente não egoístas. Pensem no outro antes de enviar qualquer coisa. Ele quer receber? Pensem nisso. Porque para encerrar eu só vou dizer uma coisa: entendemos que vocês não tinham noção disso tudo; e todas essas ações de desrespeito, de egoísmo, infelizmente terão volta, mesmo que vocês não tenham sabido a respeito, porque o sentimento está aí; terão volta.


Então por que não cessar o plantio? Por que não cessar o processo, para que a colheita um dia tenha fim? Deixo vocês com essa pergunta.



589 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

CNPJ - 29.898.085/0001-59 - Anjos e Luz Terapias - RJ

Copyright 2020 - Anjos e Luz Terapias - Todos os Direitos Reservados à www.anjoseluz.com