Sananda - O Estudo das Minhas Cartas

Atualizado: há 1 dia

Queridos filhos e filhas do planeta Terra! SOU SANANDA!


Mais uma vez, e não me cansarei de repetir, sou muito grato por poder estar aqui manifestando todas as minhas ideias e os meus ensinamentos. Estar aqui hoje neste século, é um momento para mim, de muita alegria. Quando no deserto fui informado que somente milhares de anos depois, tudo que eu havia aprendido poderia ser compreendido, naquele momento não entendi, naquele momento me surpreendi, e porque não dizer, eu ainda tive um pouco de sentimento de contrariedade. Não diria raiva, porque este sentimento já não cabia mais em meu coração, mas a contrariedade em saber que tudo aquilo que eu aprendi, eu não conseguiria passar adiante, realmente tomou conta do meu ser. Porém envolvido por toda aquela energia que me foi revelada, no fundo do meu ser eu sabia que chegaria o dia em que tudo isso poderia ser dito novamente e compreendido.


Quero dizer a vocês, que voltar através das minhas Cartas à este tempo, foi um momento difícil para mim, porque a elevação que já tenho hoje, me torna bastante complicada esta aproximação com esta dimensão. Mas o amor que tenho, a missão que recebi, não me fariam desistir deste projeto. Quando recebi todas aquelas informações, toda a verdade de Deus Pai/Mãe, eu sabia que aquilo não poderia ficar apenas para mim, pois este não seria o desejo de Deus Pai/Mãe, seria a forma de mostrar aos meus irmãos, a vocês, meus filhos, meus amigos, toda a verdade. E pela sabedoria imensa de Deus Pai/Mãe, esta verdade somente agora, neste século, pode ser revelada.


Preparar uma mente humana para receber minhas palavras, a minha história, não foi simples e nem fácil, não para mim, mas para aquela que eu escolhi, para ser a minha voz; a minha voz através de um livro, não uma voz ditada. Como vocês sabem, eu a preparei durante aproximadamente 40 anos, pois naquela época em que começamos esta jornada, não foi fácil fazê-la entender, que ela seria o meu instrumento. Tivemos fases difíceis, onde ela se negava a crer totalmente que era eu quem estava falando. Precisei muitas vezes retornar a momentos de muita dor, para aminha alma, e mostrá-la em detalhes o que havia acontecido, para que ela acreditasse que era eu, mostrando a ela a verdade. Mesmo assim ainda não foi suficiente.


Então, quando conto que levaram 40 anos para que ela efetivamente estivesse pronta, percebam que não foi fácil. E também não vou dizer que foi fácil para mim, apesar do ser evoluído que hoje sou, das altas frequências hoje onde vivo, não é fácil descer ao ponto de passar as informações para uma pessoa humana. Mas como já disse, o meu amor por vocês superava qualquer obstáculo e superava qualquer sacrifício. Não diria que foi um sacrifício, porque a verdade de Deus Pai/Mãe teria que ser dita a qualquer preço. Então o que senti, o que tive que fazer não importa, posso dizer que foi mais uma elevação para mim, pois ao finalizar todo este processo, me dei conta do quanto eu também havia evoluído mais ainda. E aquela que soube tão pacientemente me ouvir, me sentir durante todos esses anos, para que efetivamente acreditasse que seria capaz e de que era eu, também recebeu a sua cota de evolução.


Por que estou dizendo isto tudo? Acompanhamos não ao lado, não próximos, mas acompanhamos toda a energia que é emanada entre vocês. E quando algo desequilibra esta energia ficamos atentos. Miguel quando criou todos estes grupos, sabia da missão que ele também tinha. Sim, era missão dele fazer despertar todas estas pessoas, mas não apenas um despertar frio, mas um despertar profundo onde cada um de vocês pudesse ir se interiorizando e se limpando para a ascensão. A missão dele foi cumprida e hoje eu estou conduzindo estes grupos; também por uma missão minha. E venho aqui hoje para colocar um ponto final em algumas dúvidas que estão surgindo.


Então eu volto a dizer, observamos tudo o que acontece com vocês. O nosso intuito é sempre mantê-los em equilíbrio, sempre mantê-los vibrando alto, sempre mantê-los no caminho correto para a ascensão. Então quando percebemos dúvidas, ataques, desequilíbrios, precisamos sim, vir aqui e arrumar a casa novamente. Muitos até hoje não conseguem entender, porque tantas regras, porque tantas proibições dentro destes grupos. Então, definitivamente vou fazer as palavras de Miguel as minhas: Quem não está satisfeito com as regras, não precisa continuar. Siga o seu caminho, faça aquilo que lhe traz alegria, lhe dá prazer. Não precisa continuar aqui.


Então vou repetir mais uma vez: Para estar nos grupos, estudando as minhas Cartas é preciso seguir regras, porque se ali foi criado um grupo de estudos, estudos profundos de tudo que ensinei, de tudo que trouxe nestas Cartas, não cabe discussões de outro tipo; não cabe outros assuntos; não cabe egos querendo se impor. Não cabe. Quem leu e quem lê as minhas Cartas, sabe exatamente aonde tem que colocar o ego. Então que cada um saiba dominar o seu. Ninguém é melhor que ninguém, ninguém é mais inteligente que ninguém, ninguém entende melhor do que outro. Cada um entende cada ponto das minhas Cartas à sua maneira, não existe estar errado ou certo. Existe entender à sua maneira. Se está errada, o próprio caminhar pelas Cartas fará aquela pessoa ver, que ela está errada naquele entendimento. Então não existe julgamento, não existe ninguém apontando: Olha você está errado. Não, aquela foi a forma de entendimento que aquela pessoa tinha naquele momento, como entender.


Então mais uma vez, não quero egos. Vocês estão estudando, não nomeei ninguém como professor. O professor sou eu. Então, qualquer um de vocês que tenha dúvidas profundas e que mesmo alguns colegas explicando não entendeu, sem cerimônias venha a mim e eu farei você entender. Cabe, de vez em quando, voltarmos a este assunto: regras. Então mais uma vez digo: não tem professores dentro dos grupos. Vocês estão estudando, cada um no seu tempo, cada um no seu entendimento. A ideia é cada um colocar o seu entendimento. Agora, ninguém está certo e ninguém está errado. Respeitem a opinião do outro. Aquele entendeu daquela forma, porque era a caminhada dele neste momento entender. Então não quero professores, não nomeei ninguém professores; o professor sou eu. Então quem tiver dúvidas, venha a mim.


E um outro ponto