Kwan Yin - A Escolha dos Caminhos

Atualizado: 13 de abr.

Queridos irmãos da Terra! SOU KWAN YIN!


Venho aqui hoje, para mais uma vez espalhar todo o amor que tenho por todos os habitantes deste planeta. Quando vivi encarnada, passei por muitas lições, por muitas dores, muitos sofrimentos; então sei exatamente o que é viver encarnado nesta dimensão.


Cada um de vocês tem uma trilha, guiada por suas almas, a seguir. Cada alma define, elabora, planeja, o caminhar que terá enquanto estiver encarnada. Este caminhar leva à sua evolução, pois este é o grande objetivo de cada alma. Todo este planejamento é passado no momento certo, para a consciência humana, pela forma de intuição. Muitas vezes, vocês acreditam em suas intuições, muitas vezes não. Posso até afirmar, que na grande maioria das vezes, não. Vocês se recusam a admitir, que podem saber exatamente o caminho certo a seguir, antecipadamente.


Muitos acham isto uma grande bobagem, muitos até chegam ao ápice de dizer... “Que isto é coisa do maligno, que ninguém é capaz de ter uma intuição verdadeira” E desta forma vocês desprezam, todo aquele planejamento que foi feito pela alma. Tomam suas próprias decisões, escolhem seus próprios caminhos. Estes caminhos geralmente que foram escolhidos por vocês, são caminhos de grandes atribulações, grandes sofrimentos, porque, não são aqueles caminhos escolhidos pela alma e que ela sabia que levaria vocês mais facilmente à evolução.


Então com estas decisões que chamamos de “livre-arbítrio”, na grande maioria das vezes vocês erram; sempre escolhem aquilo que vocês acham que é o correto. Muitas vezes vocês se veem tão perdidos, tão desorientados, que pedem ao alto que os ajudem a escolher o caminho certo. Missão difícil para nós, porque..., e se todos os caminhos que você tem para escolher, estiverem errados? O que poderemos responder? Sim, poderíamos optar em escolher aquele que traria menor prejuízo. Mas será que seria o caminho, que traria mais conforto para vocês?


O livre-arbítrio é exatamente ter o poder da escolha nas mãos, ter o poder de decidir, cada um de vocês a própria vida. Então, como podemos interferir? Não podemos. Muitos de vocês acham que quando pedem uma ajuda para saber qual escolha fazer, que nós como seus Mestres, como Seres de Luz evoluídos, temos a obrigação de mostrar a vocês o caminho melhor a ser seguido, ou diria, o caminho correto a ser seguido.


Então, volto a repetir: e se todos os caminhos estiverem errados? Porque não são caminhos da sua alma, não foram aqueles caminhos orientados por sua alma, foram caminhos escolhidos por vocês. Como podemos responder? Não podemos. E aí vocês ficam extremamente decepcionados, extremamente, muitas vezes, raivosos, porque não respondemos qual caminho vocês deveriam seguir.


Faz parte da própria caminhada, a escolha do caminho. Se vocês chegaram no ponto da Encruzilhada, em que têm várias opções de estrada a seguir; quem construiu aquela encruzilhada? Quem construiu aquela série de caminhos que podem ser escolhidos? Não fomos nós, foram vocês. Então, como podemos dar a orientação que vocês querem? Cada caminho daqueles que vocês produziram tem uma lição; uns poderão ser mais fáceis, outros poderão ser mais difíceis, dependerá do que vocês plantaram ao longo da estrada, e trouxeram até a encruzilhada.


Se vocês plantaram um bom caminho, mesmo não sendo o caminho de alma, podemos dizer que a maioria dos caminhos que você pode escolher, serão bons, serão fáceis. Agora, se você não plantou nada disso, posso afirmar que a grande maioria será extremamente difícil, para que você possa fazer a colheita do que plantou.


Quero trazer para vocês hoje aqui, a certeza de que amamos vocês incondicionalmente. E que se pudéssemos e se fosse permitido por Deus Pai/Mãe, cada um de nós colocaria vocês no caminho certo; poderia até dizer, que impediríamos que vocês criassem novos caminhos, mantendo-os sempre no caminho que sua alma determinou, para a evolução dela. Mas pela sabedoria de Deus Pai/Mãe, cada alma tem que trilhar a sua própria evolução, cada alma tem que aprender as suas próprias lições. E estar nesta dimensão, é a certeza de muitas lições a serem aprendidas. Mas todas com um único objetivo: ver tudo pela lente do amor.


Então ficar aqui apenas dizendo que não podemos ajudar vocês, que não podemos escolher o caminho, que não podemos dizer por onde seguir, não adianta muito para vocês; vocês querem sempre ter uma resposta, vocês querem sempre ter uma saída, uma ajuda. Pois muitos até se desesperam, por não saberem realmente, qual caminho seguir. Então, como resolver este impasse? Vocês querem uma resposta, nós não podemos dar a resposta. E aí encerramos a discussão, encerramos o jogo e fica tudo por isso mesmo? É claro que não.


O que podemos fazer é sempre orientá-los a pensarem com o coração, não com a mente. Quando vocês pensam com o coração, a decisão se aproximará ao máximo daquele caminho de alma, mesmo não sendo o que foi escolhido pela alma. Mas vocês optarão por aquele que conterá mais pontos próximos ao que a alma queria. E vocês desta forma, estarão praticamente voltando para a estrada que a alma definiu.