Arcanjo Miguel - Vocês não Ouvem o que Dizemos

Queridos! EU SOU O ARCANJO MIGUEL!

Gosto sempre de iniciar as semanas com vocês. Sim, eu também estou bastante animado, com a reunião deste grande grupo. Mas não posso deixar aqui, de passar alguns ensinamentos; e expor alguns comentários. Interessante, quando pedimos, para que vocês criassem grupos para estudarem as Cartas, para aprender o que está ali, para simplesmente ouvir o outro, ler como o outro entendeu cada ponto das cartas. Vocês não são obrigados, a darem opinião ou participarem ativamente dos grupos. A ideia é que vocês consigam ver as coisas, por outros ângulos. Cada frase colocada naquele livro, pode ter uma interpretação pessoal, e é muito enriquecedor e interessante, que vocês vejam a opinião dos outros; que vocês percebam, a dificuldade que um irmão está tendo, em entender aquele texto, que para você foi tão simples; para você foi tão fácil entender aquele ponto. Por quê? Por que existe esta dificuldade?

Aqui vai um ensinamento. Cada alma tem uma caminhada, até aí nada novo; vocês todos já sabem disso. Quando a alma é aquela alma, que não consegue parar quieta; é uma alma bastante incomodada com a falta do que fazer; que gosta de aprender coisas novas; que gosta de sempre estar buscando conhecimento, sabedoria. Esse tipo de alma, normalmente, com o caminhar dos anos, dos séculos, e dos milênios, estas almas conseguem ter uma biblioteca completa, em suas memórias. São almas extremamente sábias; são almas extremamente com facilidade de entender, tudo que é dito. Porque já passou por aquele processo, de entende; foram tantas tentativas, que aquela alma aprendeu. E ela hoje quando lê uma simples frase, ela transforma aquilo não é ensinamento tão profundo que para ela é fácil, entender tudo que está escrito ali.

Reconheço que algumas almas, foram preparadas com este ingrediente a mais. Com o ingrediente da sabedoria, da perspicácia, do entendimento dos problemas. Sim, algumas foram preparadas para isso, mas não é garantido, que estas tenham chegado à um ponto, que seja o equilíbrio correspondente a sua criação. Então não é fator determinante, que uma alma seja sábia ou não. Eu diria que vale mais no caminhar da alma, aquela vontade de aprender, de evoluir, do que propriamente, a sua origem e a sua determinação. Então temos dois tipos de almas: aquelas almas inquietas, que gostam de aprender, gostam de ter conhecimento, que acham maravilhoso, quando qualquer assunto que é dito, elas conseguem entender e tirar proveito daquilo. Percebam que eu não estou falando, que a alma está tendo contato com ninguém. Então não há ego envolvido. Existe o prazer, o puro prazer daquela alma, em aprender, em seguir à frente, em buscar novos caminhos, em buscar alternativas; é próprio daquela alma. E quanto mais ela busca, mas tem vontade de buscar.

Então à essas almas, chamamos de almas sábias. Porque entendem facilmente, tudo que é dito; conseguem absorver exatamente onde estão seus erros, porque percebem realmente, que ali há um erro. Elas não ficam martelando. “Não, eu não errei, você disse que eu errei, mas eu não errei!” Elas não são almas teimosas, são almas fáceis de se lidar, porque um simples conselho, faz com que essas almas pensem, percebam, aonde estavam erradas. E sim, elas conseguem melhorar, conseguem sempre caminharem para frente. Posso dizer, que essas almas, estão lá, na frente do meu pelotão. Porque elas conseguem perceber facilmente, tudo o que é dito e se entregam àquele processo e se elevam. Então este é um tipo de alma.

Agora eu vou falar, do outro extremo oposto. Aquelas almas que como sempre digo, gostam de ficar na rede, não gostam de fazer muita coisa. Fazem porque são obrigadas, fazem porque têm que sobreviver. Comem porque se não comerem, morrem. Trabalham porque senão trabalhar, não têm como se sustentar, mas procuram aqueles trabalhos bem medíocres, que não lhe dê necessidade de pensar muito... “Aquela coisa bem mecânica que não vai ter problema. Então, eu não terei que pensar”. Assim as almas pensam. Então são almas que se contentam com nada, se contentam com aquilo que é o essencial para se manterem vivas. Não estão preocupadas em analisar, entender, evoluir, melhorar; não isso para elas é extremamente cansativo. Então elas se mantêm naquele limiar negativo, toda a sua existência, não só estou falando desta encarnação, estou falando de toda a existência da alma. Ela se mantém sempre ali, naquele patamar.

Vocês costumam dizer, que são pessoas burras. Eu não diria que são pessoas burras. Porque o burro, ele empaca sim, mas ele empaca, porque ele tem força de vontade. Ele empaca, porque ele tem entendimento do que está acontecendo. E ele não quer fazer aquilo, não porque ele seja burro; não porque ele não entenda o que vocês estão pedindo. Ele apenas está sendo contra, o que vocês estão pedindo; e vocês aí o classificaram de burro. Então, eu não posso chamar essas almas de burras. Porque elas não estão empacadas, elas não estão sendo contrárias à nada, elas não estão fazendo nada. Chamá-las de burras, é um elogio; porque o burro, é burro na concepção de vocês, não no que ele efetivamente é. Então são almas extremamente descansadas, extremamente sem propósito na vida; sem propósito para nada. O que vier está bom. Se hoje tem o que comer, está bom. Se não tem, amanhã terá; e não faz nada para melhorar aquela situação. São almas extremamente preguiçosas, esse é o termo. Não burras. São preguiçosas e que na grande maioria das vezes, dependem dos outros para viver. Colam naqueles que são o extremo oposto e ficam absorvendo as migalhas, daquele que trabalha exaustivamente. Porque ela não quer trabalhar, quer fazer o mínimo possível, quer ficar na rede o tempo todo.

Então temos aí dois opostos de almas: aquelas que querem tudo e aquelas que não querem nada. E temos o meio do caminho. Claro em tudo na vida, existe um equilíbrio. Então digamos que aquelas que são muito sábias, estão num ponto. Aquelas que não são nada, porque não querem ser nada, por decisão delas; estão no outro extremo. E no meio estão aquelas almas, que são o meio termo. Então podemos dizer, que aí temos um triângulo: onde de um lado estão as almas sábias, do outro as almas preguiçosas, e no meio, aquelas almas que se equilibram entre um lado e outro. É como se fosse um grande gráfico, onde no meio está o maior número de almas. Muito bem.

Então algumas almas, deste grupo do meio, umas têm mais facilidade de entender as coisas e ficam mais próximas das almas sábias; e têm aquelas, que não têm facilidade e ficam mais próximas das almas preguiçosas. E tem um meio, aquele ponto central, que digamos que é o equilíbrio; é aquela alma que aprende, o que precisa ser aprendido, mas também não corre atrás, para aprender mais nada. Então eu posso dizer para vocês, que cada um de vocês, se coloca num ponto desse triângulo, desse gráfico. Uns mais para à esquerda, outros mais para à direita, mas a grande maioria está no centro. Agora o que devo chamar atenção aí, não é recriminando quem apenas busca e não fica buscando o tempo todo. Não, de jeito algum. Vocês estão caminhando, tanto que são o topo deste gráfico. A grande maioria é assim; aprende o que tem que ser aprendido; não corre atrás de mais nada. Vive aquele desafio por vez. Quando termina aquele desafio…“Ufa, terminei um grande desafio! Agora eu vou descansar.” E passa um longo tempo, sem se impor novos desafios.

Agora onde quero chegar nisso tudo? Aquelas almas que tendem para o lado direito, das almas preguiçosas, infelizmente elas também são almas de pouca energia. São almas de pensamentos mesquinhos, de pensamentos baixos; não têm pensamentos bons, só pensamentos de baixa vibração. Então essas almas, são facilmente cooptadas pelo outro lado. Porque quanto mais preguiçosa, quanto mais ignorante uma alma, mais eles trabalham na mente dessas almas, para que elas se tornem cada vez mais ignorantes e mais preguiçosas. Porque com certeza, serão bons soldados para eles. Farão tudo aquilo que eles quiserem. Já aquelas almas, que buscam, que procuram entender, que estão sempre procurando um desafio; não importa se é um desafio constante ou esporádico, são almas sábias, são almas inteligentes e para elas é mais complicado eles manobrarem. Porque elas conseguem ver a mentira facilmente, coisa que essas outras não. Até porque elas mentem o tempo todo, para justificar aquele estado de inércia, que elas vivem. Muito bem.

Então assim, são classificadas as almas, em termos de sabedoria. O extremo, da extrema sabedoria daquelas almas, que não cansam nunca. No outro extremo, as almas que nada querem; e esse gráfico vai subindo até chegar ao meio, que é muito alto. Aonde está a grande maioria. Infelizmente neste gráfico, eu posso dizer a vocês, que o lado direito é mais volumoso. Poucas almas se aproximam, do lado esquerdo, da sabedoria inata. Porque muitas gostam de aprender, sim, mas não querem ter trabalho. Querem se manter sempre, podendo fazer o que querem, não querem se envolver muito. É uma decisão de cada alma.

Podemos dizer, que todas as características de uma alma, são passadas para a consciência humana. Onde vocês, enquanto consciências humanas, podem modificar a alma. A alma pode ser muito lerda, muito preguiçosa, mas se vocês nascem numa família de letrados, que fazem por onde, você consciência Humana, estudar, aprender, ser sábio; você muda sua alma. Porque essa sabedoria, tudo que vocês fazem, passa para a alma. E a alma vai vendo que não é tão ruim assim se modificar; e ela vai aprendendo também. Como também o contrário, também é possível. Aquela alma muito sábia, nascer numa família de extrema preguiça de alma; e ela começar a repensar, se vale a pena querer ser tão sábia, e começa a simplesmente a se acomodar. E aquela alma que era tão sábia, passa a ser uma alma preguiçosa.

Então meus irmãos, essa historinha toda que eu contei, vale muito para cada um de vocês. O que vocês entendem por sabedoria? O que vocês entendem por inteligência? Ninguém é... vou usar a palavra burro novamente, mas porque vocês usam essa palavra; porque o pobre do animal, não tem nada a ver com isso. Algumas pessoas, são o que vocês chamam de burras, porque não tiveram chance; porque aquela alma infelizmente, nasceu num local que só incentivou a preguiça à ela. Então, ela não teve chance de desenvolver a sua sabedoria. Ninguém nasce burro, como ninguém nasce inteligente. A alma pode ser inteligente, mas se a consciência humana, quiser mudar isso, ela muda. Então ninguém nasce burro ou inteligente, o que vai é o entorno; o que vale é o meio.

Então vamos lá, por que que eu estou dizendo isso tudo? Porque o comportamento de vocês, realmente é muito interessante. Eu fico observando, a forma como vocês se comportam, a cada novo desafio que coloco. Eu sempre costumo lembrar isso aqui: nada faço sem segundas intenções. Mas tem uma grande maioria, que não percebe isso. Acha que eu sou bobo… “Ah, ele não vai se preocupar em me olhar!” Engano seu, eu sei o que cada um de vocês faz.

Então é muito interessante; agora voltando ao assunto deste grupo. É muito interessante, quando nós criamos os grupos; vocês se animaram, porque à princípio, era para um encontro. Todos se animaram, os grupos foram criados. Aí veio a pandemia. Mudamos os planos. Vocês tiveram, quem quisesse poderia continuar no grupo, mas estudando as Cartas de Cristo. Seria uma grande oportunidade, de vocês estudarem. Terem outras pessoas; observarem outras formas de pensar. Muito bem. Só que isso é cansativo, estudar é chato; principalmente estudar algo que não é tão fácil de entender. Aí o que acontece? Eu vejo que muitos de vocês, escrevem: “Eu não consigo entender, o que está escrito nas Cartas!” Então eu diria para você, que pensa dessa forma, que volte para a primeira linha. Por quê? Porque desde o início, Sananda sempre coloca, que quem não entendeu, pergunte à ele e ele irá mostrar. Ah, mas aí eu me esqueci, que você coitadinho, você é um pecador, jamais Sananda falaria com você. Então você já se rotulou; “Não, Sananda não falará comigo! Então eu não entendi, e vai ficar sem entendimento”.

E aí você se sente aquela alma burra, que não entende nada. Entenda o que eu estou dizendo, eu não estou dizendo que você é burra. Você se coloca desta forma, porque você não se aproxima, daquele ser que está ali do seu lado. Basta você virar para direita ou para esquerda, ele estará ali, lhe respondendo à sua pergunta. Não, mas você jamais falará com ele; porque você não merece isso. Então vou dizer para você, que você também não merece mais nada. Não é? Você se colocou como coitadinho ou coitadinha. É muito pecador, tem erros demais na sua caminhada; então não merece a proteção de ser de luz nenhum. Muito bem. Então você está acabando de assinar um papel. com a não luz. Porque se você não é merecedor, de ter ser de luz nenhum à sua volta, o que você terá à sua volta? E aí eu vou dizer para você, que cada vez mais, você não vai entender. Você vai se sentir, cada vez mais impotente, para entender uma única frase e uma frase simples.

Por quê? Porque você está sendo manipulada, pelo outro lado, que não deixa você entender. Porque você um dia bradou e disse, que você não era merecedor de ter ser de luz nenhum à sua volta. Eles escutaram isso. ”Opa! essa é nossa!” E eles estão à sua volta. Então este é um aviso que dou, para vocês: Cada vez que vocês falam, que não entendem; cada vez que vocês expõem que não entendem, vocês estão dizendo para vocês mesmos, que vocês estão lá na outra ponta, das almas preguiçosas. Porque temos dito aqui a cada dia, a cada minuto, a cada segundo, que estamos aí, basta chamar! Se você não chama para entender, você está abrindo a porta para o outro lado. E ele vai agir através de você facilmente, porque você se acha aquela alma sem competência, aquela alma que não entende nada e se coloca desta forma. Muito bem. Voltando o assunto dos grupos.

Muitos, continuam estudando as Cartas, estão adorando, estão vivos, absorvendo cada frase, cada parágrafo que Sananda escreveu; ou melhor, cada parágrafo que Sananda passou para que fosse escrito. Muito bem. Aí têm aqueles, que estão só olhando, não se manifestam, mas estão lá no grupo. De vez em quando entram, olham o que os outros fazem. Muito bem. Está sendo agradável ver, como que outras pessoas interpretam o mesmo que ela interpretou, ou interpretaram diferente. E aí fazem elas pensarem... “Será que eu interpretei corretamente?” E aí buscam em Sananda a resposta: “Sananda, eu interpretei corretamente ou não?” E Sananda lhes responderá. Mas aí teve aquele grupo, que já que não vai se encontrar né... “Ah, não vou participar disso, não. Isso é muito chato”. Muito bem. E assim, têm ficado os grupos aí, se mantendo um longo tempo.

Ah, mas agora é diferente, eu falei que vamos ter encontro de novo. Agora todo mundo quer criar grupo e participar dos grupos. Interessante. Realmente vocês são um caso a ser estudado. Estudar, evoluir, entender, trocar ideias; não... isto não, não lhes agrada. Agora falou em juntar, todo mundo quer. Interessante. Muito interessante. É realmente, eu fico perplexo com cada um de vocês, muito perplexo. Mas está tudo certo, se vocês só querem se juntar, muito bem; eu respeito a opinião de vocês. Espero apenas, que vocês estejam estudando as Cartas por fora. Se não estiverem, é decisão de cada alma. Em que lugar daquele gráfico, vocês querem estar? O que vocês querem emanar para o Universo; é decisão de cada um, não minha.

Então voltando lá ao encontro. Não há muitas regras aqui a serem colocadas. Quando os grupos foram criados, avisamos que seria por cidade. E que pessoas de outras cidades, não deveriam estar no grupo. Então agora, vocês é que vão dar o jeito de vocês; porque a coisa não será bagunça. Vocês não vão ficar trocando de grupo, que nem trocam de roupa. Existe uma surpresa que Sananda vai dar à cada um de vocês, após o encontro. Então vocês terão que estar em um único grupo. Ou vocês vão querer dar uma de espertinhos, e ficarem vários grupos para ganhar várias vezes? Cuidado, eu estou olhando cada um de vocês; não queiram se achar espertos perto de mim. Então resolvam aonde vocês vão ficar.

Para quem está longe do país ou quem está no país, é a mesma coisa. Qual a diferença? Vocês vão se reunir, apenas com algumas ressalvas. Cada cidade, cada país, está sob uma regra em relação à pandemia. Vocês não vão querer juntar 100, 200 pessoas num lugar só, que não dará certo. Vocês vão provocar confusão. Então façam grupos menores. Que cada grupo fique num canto. Meus irmãos, vamos colocar a cabeça para pensar, ela não está aí só de enfeite. Existem regras, reuniões de muitas pessoas, ainda não são possíveis. Então pensem como vocês vão fazer. Então não há muito o que falar; vocês vão formar grupos pequenos, para que não haja confusão e vão se reunir, no dia marcado. Até amanhã vocês saberão o dia. Não fiquem perguntando qual é o dia. Eu tinha dito que seria informado amanhã. Vocês percebem, como vocês não ouvem o que eu digo? Vocês não ouvem, vocês continuam escutando; ouvindo não. Muito bem.

Então vamos lá; grupos pequenos. E como será? No momento... vocês por enquanto não saberão. Mais perto vocês serão informados. Todos terão que estar com a camiseta. Devo dizer à vocês o seguinte: atenção, com quem está tentando entrar nos grupos agora. Muita atenção. Aqueles que são os responsáveis pelos grupos, observem a postura de quem entrar. Vocês estão expostos. Não fiquem colocando em mim, a proteção do grupo. A proteção são vocês que fazem. Não pensem... “Ah, o Arcanjo não deixará ninguém entrar!” Não, vocês têm que ser capazes de perceber, o lobo em pele de cordeiro. Faz parte das lições, faz parte do aprendizado. Então não fiquem achando, que todos os que estão entrando, são da Luz. Vocês têm que ter capacidade, de perceber quem está entrando. Este é um ponto.

Segundo ponto: eu disse que vocês precisam dar um nome ao grupo. Os nomes serão definidos por votação. Não é o administrador de cada grupo, que vai dar o nome do grupo. Todos vão opinar; todos poderão sugerir nomes e os nomes serão votados. Deu para entender? Muito bem. Dois grupos com nomes iguais: o grupo de menor número, passará a ter o segundo nome na votação. Eu já defini isso aqui. Então não é... “Quem vai abrir mão do nome?”! Eu já defini. O grupo menor terá o nome, que for o segundo da votação. Caso o grupo seja tão pequeno, que não tenha segundo nome, inverte; o outro grupo, passa a ser o segundo nome.

Eu acho que não há mais o que pensar. Não há mais o que perguntar. Então apenas aguardem as comunicações. Não há por que ficar perguntando toda hora, o que vai acontecer. Ouçam os vídeos e esperem as notificações. Acabou. Vocês não estão entendendo, a gravidade do momento. Vocês continuam achando, que vocês estão vivendo naquele mundo maravilhoso, que vocês viviam até o momento. Então eu volto a repetir aqui: passem ao ouvir o que é dito, com muita cautela. Se possível, com papel e lápis do lado; o que for falado de importante, anote. Para que você não venha a perguntar exatamente o que está dito ali, porque isto é sinal de falta de carinho, falta de atenção, desdém com o que está sendo dito ali. É como se vocês estivessem escutando uma notícia da esquina, não deram a devida atenção ao que está sendo dito. Então para mim isso é desdém.

Meus irmãos, daqui para frente, muita coisa será dita e muita coisa importante. E se tudo que vocês ouvem, perguntarem para o coleguinha, realmente eu desisto com vocês. Eu desisto. Porque eu já estou cansado, de falar todos os dias a mesma coisa. E vocês não aprendem. Vocês continuam perguntando para o coleguinha. Então continuem, eu nada mais vou dizer. Se vocês acham que é dessa forma, que vocês têm que aprender as coisas, continuem. A única coisa que eu digo: não me culpem, se lá na frente, vocês chorarem; não me culpem. Porque isso está sendo dito aqui a todo instante e vocês não estão acreditando no que eu estou dizendo. Eu e todos os outros seres, que estão passando por aqui. Interessante que todos digam a mesma coisa, e interessante que vocês não acatam. Vocês continuam perguntando tudo que a dito nos vídeos. É impressionante. Impressionante.

Então eu garanto, que tudo que eu disse aqui de regra, amanhã vocês vão perguntar a mesma coisa. Eu garanto. Será que eu falo uma língua que vocês não entendem; ou vocês são tão sem amor por vocês mesmos, que não confiam nem no que vocês ouvem? Têm que confirmar com outro. “Será que eu ouvi direito?” É. Então ouçam esse vídeo de hoje, várias vezes, para ver se vocês entendem. Que cada vez que vocês duvidam da própria força, da própria inteligência, vocês estão dando a mão para o outro lado.

Pensem a respeito, mas pensem com vontade. Pensem com muita força, em que lugar daquele gráfico vocês estão. Pensem bastante. Então está dito. Não há mais o que comentar, não há mais o que dizer. E aos lobos em pele de cordeiro, eu apenas digo: vocês sabem qual é o lugar das cabras, não sabem?

EU SOU O ARCANJO MIGUEL! Estou aqui, pronto para ajudar cada um de vocês. Agora vocês têm que pedir, pois caso contrário, nada farei.


770 visualizações

CNPJ - 29.898.085/0001-59 - Anjos e Luz Terapias - RJ

Copyright 2020 - Anjos e Luz Terapias - Todos os Direitos Reservados à www.anjoseluz.com