Arcanjo Miguel - Vamos Falar Sempre de Perdão

Queridos! EU SOU O ARCANJO MIGUEL!

Continuando a falar sobre os Textos Complementares das Cartas de Cristo. Não mais apropriado para o momento; vamos falar hoje sobre o perdão.

O que é o perdão? Perdoar é imbuir-se do mais sincero sentimento de amor, por aquela pessoa que fez algo contra você. Existem vários tipos de ameaças; vários tipos de ataques contra as pessoas. Pode ser um simples ataque verbal, em que você diminui, humilha, assedia, tornando aquela pessoa inferior; totalmente submissa às suas palavras. No momento da sua raiva, do seu ódio, da sua vingança, não importa o sentimento que levou você a fazer isso, você simplesmente fez .E causou profundas mágoas, profunda tristeza naquela pessoa, onde foi dirigida essa sua energia. Muito bem. Cabe lhe dizer que mesmo que aquela pessoa não tenha lhe retornado nada, não tenha lhe ferido com palavras também, que ela simplesmente escutou tudo que você disse, armazenou; e muitas vezes, pior ainda, acreditou no que você disse. Tudo que você fez terá volta, não passará impune no Universo.

Todo aquele sentimento, que você descarregou naquela pessoa, voltará para você. Porque você infringiu a lei do amor; a lei do amor por aquele ser que estava ali a sua frente. Mas aí você passa o tempo, se arrepende, percebe que foi injusto, que não deveria ter agido daquela forma. E aí você pensa em pedir perdão. Mas por outro lado o seu ego, bate na porta e diz o seguinte: “O que está feito está feito! Deixa para lá, para que pedir perdão? Você vai se humilhar para quê? Você não tem nem mais contato com esta pessoa, para que pedir perdão? Deixa para lá!”. E você segue a sua vida, realmente achando que o que você fez naquele momento; de destempero, de raiva, de ódio, não causou mal algum. A pessoa pode até ter ficado chateada, mas, até onde você sabe, ela não morreu por isso.

Então você segue a sua vida, realmente acreditando que aquele pedido de perdão, seria desnecessário. Só meu querido, que a vida lhe devolve o que você lançou para o Universo. E de alguma forma você receberá exatamente tudo aquilo que você emanou. Você será humilhado; você será submetido as palavras de alguém. As circunstâncias poderão não ser as mesmas, mas você se sentirá exatamente como aquela pessoa se sentiu. Porque você jogou isso para o Universo; e o Universo está lhe devolvendo, da mesma forma. Terminado este pequeno susto, você pensa: “É, realmente é muito ruim se sentir assim”. E aquela pessoa volta à sua mente novamente. E você pensa em pedir perdão, novamente. Aí o seu ego volta a gritar: “De novo isso. Esquece isso tem tanto tempo, para quê que você vai se humilhar em pedir perdão?”. Mas você é mais forte que o seu ego, porque você sentiu no seu interior, tudo aquilo que você provocou.

Percebe que todo este tempo, desde o acontecido, aquilo sempre volta à sua mente; mas o seu ego sempre faz questão de apagar. Então aquilo lhe incomoda, aquilo lhe faz mal. Porque você não é uma pessoa que emane isso todo o tempo, foi um momento de destempero. Então você toma a decisão de ir pedir perdão aquela pessoa. Muito bem. Você cala o seu ego e vai em frente na sua empreitada. A outra pessoa até se assusta, porque não imaginava que você, aquele ser tão arrogante, tão superior, pudesse vir tão humildemente lhe pedir perdão. E ela se sente extremamente agradecida, por perceber que você cresceu, que você se tornou um ser humano melhor. E ela lhe perdoa, porque ela é uma pessoa elevada. Muito bem. Ciclo encerrado.

Mas vou fazer uma variação da história. Você foi pedir o perdão e aquela outra pessoa é tão superior e arrogante, quanto você era. Ela se tornou assim; talvez porque ela tenha sido uma pessoa que sempre abaixou a cabeça para todos apontarem o dedo para ela, e falarem aquilo que sempre queriam; ela se tornou arrogante, se tornou má; muito pior até do que você foi naquele momento. E quando você vai pedir o perdão à ela, ela lhe bota menor do que uma formiga. Ela lhe fala coisas que você nunca ouviu na sua vida; ela faz dez vezes mais você se sentir como ela se sentiu, quando você a agrediu. E você se sente muito pequeno. Aí você se pergunta: “Poxa, eu aprendi a minha lição, eu fui pedir perdão; e olha como fui tratado, então não vale a pena pedir perdão!”. E você volta aquela sua arrogância de antes. “Nunca mais vou pedir perdão a ninguém, o que fiz está feito!”. Muito bem. Duas pessoas transformadas pelo ódio, pela arrogância; e pessoas que dificilmente vão trilhar um caminho de elevação, vão trilhar sempre aquele caminho de submissão dos outros, sempre se mostrando o superior. Mas vou fazer uma outra versão da história.

Você pediu perdão, aquela pessoa cresceu em cima de você, e você se sentiu pequeno. Mas ao sair da situação você diz: “Bom, ela me magoou; me disse coisas que eu não esperava, mas eu a perdoo. Porque eu entendo que ela se desequilibrou dentro daquela situação; então eu a perdoo. E fiz a minha parte, eu pedi perdão!”. Ao final desta versão da história, aquela pessoa estará leve e livre; porque ela teve o sentimento real de pedir o perdão; ela foi com todo amor, com toda a humildade, pedir perdão. Não foi bem aceito, não foi perdoado, e pelo contrário, ainda ouviu um monte de desaforos. Mas mesmo assim ela também perdoou a outra pessoa. Então ela saiu leve, saiu livre, daquele ciclo. Ela iniciou e fechou um ciclo. Não importa que a outra pessoa não a tenha perdoado; não é assim que funciona. Se você pede perdão do fundo do seu coração, com humildade; nao humildade no sentido da subserviência, mas humildade na chegada, no trato com a pessoa; se você faz isso, com o coração aberto e exultante de alegria por estar fazendo aquilo, o Universo entende que você entendeu aquela lição e aprendeu. Agora se a outra pessoa irá lhe perdoar ou não, já não é mais problema seu, aí o problema passa a ser dela. Ela não foi capaz de perdoar. Aí ela tem um programa agora, não mais você.

Então meus irmãos, esta é uma forma de explicar o que vocês fazem todo o tempo. Atire a primeira pedra quem nunca fez isso na vida, quem nunca xingou, quem nunca discutiu, quem nunca inferiorizou o outro. Porque vocês querem sempre fazer valer o seu entendimento, aquilo que você acredita. Existem pessoas que não aceitam a opinião do outro, a sua é sempre a certa, a correta; não existe discussão. “É o que eu quero e acabou”. São as pessoas tiranas, ditadoras de regras em que acham que todos têm que seguir o que vem a sua mente. mesmo que seja a coisa mais absurda do mundo; todos que estão abaixo têm que seguir.

E aí vamos dar exemplos de grandes empresários, vamos dar exemplos de diretores, de chefes, gerentes, que acham que a sua equipe tem que fazer exatamente aquilo que ele quer. Ele não quer escutar ninguém. Não existe a troca de ideias. Não existe sentar numa mesa todos juntos: “Bom, eu gostaria de ouvir a ideia, de cada um sobre este assunto!”. E aí todos terão direito de falar; e ele absorverá tudo aquilo e tomará uma decisão. Perfeito. Ele tem o dom da decisão exatamente pela posição que ocupa, mas ele ouviu um a um.

Então ele pode fazer uma solução, que atenderá a grande maioria. Se não atender a todos, mas pelo menos ele foi humilde, em ouvir cada um. E pegar um pouco de cada ideia e formar uma ideia maior. Isto é ser um chefe, isto é ser um gerente, um diretor; não importa.

Todas as pessoas que têm, pessoas abaixo, digamos assim, da sua função, têm que aprender a ouvir. Não é simplesmente ditador subindo num pedestal e dizer: “É isto, isto e isto e acabou! Quem não estiver satisfeito, pode ir embora!”. E muitos por medo, permanecem debaixo desta ditadura. Aquele gerente, aquele diretor, só está atraindo para ele mesmo, tudo que é ruim. Porque aquela equipe não trabalhará para ele com amor, com alegria; todos farão o mínimo do mínimo, porque têm que permanecer ali. Então todos ali não contribuírão para o sucesso daquela empresa, pelo contrário, vão querer mais é que tudo vá por água abaixo; porque trabalham todos os dias debaixo do chicote. E essas pessoas acham que estão fazendo o certo: “Ah, eu sou chefe, então eu mando!”

Interessante. É uma pessoa que dificilmente chegará para os seus funcionários e pedirá desculpas, pedirá perdão por toda aquela tirania, que ele já teve. Ah, não esperem, porque isto nunca vai acontecer. Então muitas vezes pessoas são colocadas em posições estratégicas, exatamente para desenvolverem determinadas atitudes. Para que elas se mostrem exatamente como elas são; o próprio Universo faz isso. Porque este é um ponto da caminhada daquela alma: se tornar um ditador. Até que ela perceba e consiga sair daquilo. Infelizmente a grande maioria não percebe.

E aí eu vou falar do outro lado, daqueles que estão ali embaixo, todos acuados com medo daquele chefe, que só grita, só impõe as suas vontades. Todos alimentando ódio, alimentando raiva, alimentando todos os sentimentos ruins e desejando para aquele que está lá em cima. Então da mesma forma, essas almas também foram colocadas ali estrategicamente; para que aprendam o perdão, para que aprendam que não devem se deixar envolver, pelo que o outro está fazendo. O outro está fazendo errado, problema dele, você não tem nada a ver com isso. “Ah, mas eu fico escutando as barbaridades dele todos os dias!”. Muito bem. No momento em que ele estiver falando aquele monte de barbaridades, envolva-se em Luz. Pare de ouvir, ou ouça aquelas palavras como uma cantiga de ninar, não como algo que esteja lhe agredindo. E simplesmente deixe aquelas palavras irem embora. Elas passaram por você, você as ouviu e elas foram embora; você esqueceu tudo o que foi dito. Porque você não quer se contaminar com aquela energia.

Lembrem-se meus irmãos, vocês são testados a todo instante. Então, ele foi colocado naquela posição, para fazer brotar tudo aquilo que estava interno nele; e que ninguém via, todo mundo achava ele uma pessoa maravilhosa, só que com o poder... ah, outros sentimentos afloraram. E todos vocês que estão abaixo dele, foram levados a estar ali, exatamente naquela posição de submissão. E como vocês interpretam isto tudo?

Toda essa historinha que eu estou contando, é para mostrar a vocês que o ódio, o perdão, a raiva, o pedido de desculpas, são coisas rotineiras na vida de vocês. Só que uma dessas palavras, o perdão, é muito pouco usado. Porque é humilhante pedir perdão; porque pedir perdão, é admitir o erro; é admitir que você exagerou, que você falou coisas que não devia; é admitir um erro, um descontrole seu. E a grande maioria não está pronta para isso, porque o ego não deixa. O ego vai ficar sempre martelando: “Que bobagem, deixa isso para lá, ela que se vire; falou tá falado!”.

Então se façam a pergunta: Quantas vezes vocês não estiveram numa situação dessas? E vocês sentiram raiva, sentiram ódio, daquele que estava lá esbravejando, falando alto, dando lições sem querer ouvir ninguém. Quantas vezes? Ah, eu posso aqui apontar que a maioria, 99% aqui, já passou por isso. E posso até dizer mais, que a grande maioria aqui, também já fez isso; com os filhos; porque são os mais fáceis para serem submissos. Aí vocês descarregam toda aquela raiva em cima das crianças; elas não têm nada a ver com isso. Mas você chega em casa, com a cabeça cheia, como vocês dizem, e a primeira coisa que elas fazem: você descarrega na sua companheira, ou descarrega no seu companheiro, não importa; vocês fazem isso também. O destempero, o desequilíbrio em vocês, a raiva, é altamente cultuada; é altamente usada a todo instante por vocês. A revolta. Tudo isso. Ah, eu só posso dizer a vocês isso, que tudo que vai, volta. Que toda essa raiva que vocês emanaram para o Universo, e em cima das outras pessoas, ela vai voltar. Vocês não vão passar impunes. Não tem jeito. E da mesma forma, aqueles pais tiranos, que só criam as crianças debaixo do medo; aguardem os filhos que vocês estão criando, porque serão crianças revoltadas, que nunca terão amor no coração, porque nunca receberam amor!

Então vocês percebem a grande teia, que foi criada no seu próprio mundo? O seu mundo vive à base da raiva, vive à base da discórdia, da ditadura, da imposição de ideias, em cada ponto. Não estou aqui falando de governantes, isso então nem se fala; eu estou falando de vocês, cidadãos comuns. Em algum dia em suas vidas, vocês já foram tiranos, sim; e fizeram fazer valer o que vocês queriam. E não quero que ninguém retruque o que eu estou falando. Sim, todos vocês já fizeram isso. E lhes digo, que vocês receberam de volta, de alguma forma. Vocês podem até não lembrar, porque isso é melhor esquecer né? O dia que você levou aquela bronca, boa, aí você esquece. Mas o dia que você deu uma boa bronca, você não esquece. Porque ali você se sente grande, importante, todo mundo parou para lhe ouvir, porque você deu uma bronca. Que maravilha! E é desta forma que a revolta, o ódio, a raiva, a mágoa, habita o coração de vocês.

Porque vocês trocam isso todo tempo. Todo tempo vocês trocam isso; vocês não trocam amor, vocês trocam raiva. É raiva do motorista do ônibus, que passou e não parou para você pegá-lo; é raiva da pessoa que esbarrou em você na rua; é raiva daquela pessoa que você marcou a hora e ela não chegou. Tudo isso é raiva. Tudo aquilo que faz você se irritar, é a raiva. Então vocês passam por isso todo o tempo. E aí está o seu mundo. Exatamente, o fruto de toda esta raiva, de toda essa superioridade de algumas pessoas. Aí por outro lado, eu também vou falar da submissão de outras. Da mesma forma que não pode existir o tirano, que sobe em cima de um pedestal e dá ordens, não pode haver aquele que quando escuta as ordens, se encolhe feito uma bola, e fica lá no cantinho, escondidinho só escutando, cheio de medo. E o medo é tanto, que se aquele tirando falar: “Saia daqui agora e se joga pela janela”, ele vai se jogar, porque ele não pensa, ele é movido ao medo.

Então é aquela pessoa, que se submete a tudo para agradar aquele lindo tirano. Se o tirano falar: “Limpe meus sapatos”, e ele vai limpar diariamente e nao achará aquilo humilhação. Ele fará porque ele mandou. “Se ele manda, eu faço”. Então é aquele submisso ao extremo. Isso também não está certo. Nenhum ser humano pode deixar-se submeter a outro. Nenhum. Ninguém é submisso à ninguém. Vocês não são submissos nem ao nosso Deus Pai/Mãe, porque ele não governa ninguém; ele não é um ditador que cita regras. Ele emana amor. E é isso que vocês têm que repetir. Emanar amor , não submissão, não autoritarismo.

Porque é aí que começam a surgir, aqueles desvios de conduta. Porque chega um tempo, que tanta submissão explode; e aí passa a virar um psicopata; mata a todos que vê pela frente sem amor, porque amor ele nunca teve. Então todos os desvios que existem, em função do desequilíbrio, desse sentimentos, raiva, ódio, revolta. Tudo é baseado nisso. E vocês construíram o seu mundo assim. Nações tendo raiva de outras. “Porque uma tem aquilo que eu quero. Então eu vou planejar algo para ter mas fácil aquilo. Por que que ela tem eu não posso ter?”. Aí começa aquela manipulação política, para invadir, atacar, aquela outra nação. Só porque ela tem algo que, esta aqui quer.

È o que eu canso de dizer para vocês meus irmãos, para que as fronteiras? A Terra é uma só! A Terra não é dividida em pedaços: “Esse pedaço é meu, este pedaço é seu!”. Isso é coisa dos homens, A Terra é uma só! Mas vocês se acharam no direito de dividir a Terra; e aí todos brigam por um pedaço que todos anseiam. E vêm os sentimentos de superioridade, autoritarismo; e aí vêm as guerras, as batalhas. A troco de quê? A troco de um dia, aquele governante acordou: “Ah, hoje estou com vontade de invadir aquele outro país. Junte meu exército e invadam!”. Ele está na cadeira dele, plenamente protegido. Agora, aqueles que estão lá na linha de frente, estão lá obrigados a estarem lá, por uma decisão autoritária. E eles são imbuídos do quê? Da raiva por aquele outro povo. Então eles participam da batalha com ódio, com raiva. E é isto que move, este mundo horrível que vocês têm hoje.

Aí muitos ainda se perguntam: “Por que está acontecendo o que está acontecendo?”. Pois é. Uma coisinha tão pequena, tão minúscula, que ninguém vê a olho nu, conseguiu parar o mundo. Cadê as fronteiras? De que adiantaram as fronteiras? Isto é para mostrar a vocês meus irmãos, que vocês são um só. Todo o planeta foi atingido. Por quê? Não poderia ter ficado só num lugar só? Não, é para mostrar a vocês que o planeta é um só.

Não existem vários planetas dentro da Terra; e vocês são um só povo, todos conectados.

Então, para de que serviu as suas fronteiras? De nada. Ele está aí, se disseminando cada dia mais, para mostrar exatamente à vocês, que vocês não são nada. Que todo o seu autoritarismo, toda a sua arrogância, toda a prepotência, adiantou de alguma coisa? Não, porque todos estão sendo atingidos. Esta não é uma guerra de bastidores, em que os grandes ficam só planejando os movimentos, e os soldados na área de batalha. Não, não, mesmo os que estão atrás dos bastidores, estão sendo atingidos. Esta guerra é diferente.

Então de que adiantou tantas conquistas, de que adiantou tantas guerras? Se um simples microorganismo, está matando mais facilmente do que qualquer outra guerra. E o pior, numa guerra você tem o poder de dizer acabou; dar ordens para suas tropas voltarem para o front. E tudo acaba. “Vamos contar os mortos e vida continua”. Esta guerra agora não, vocês só contam mortos. Não tem ninguém que aperte o botão e diga, acabou.

Então meus irmãos, para finalizar este vídeo de hoje... Eu realmente aqui não comentei outras formas de agressão, porque são desnecessárias. Eu vou ficar falando de agressões físicas; de agressões, exatamente desta forma, por guerras. Existem milhões de formas de vocês agredirem o outro; de lhe gerar a raiva, de sentir raiva. Então, o comentário deste texto hoje vem muito a calhar, no momento em que vocês estão vivendo. Em que temos propagado que vocês aprendam a viver o amor incondicional; que vocês aprendam o perdão; que vocês peçam perdão, aqueles que me magoaram antes que seja tarde. Porque o inimigo está aí, você poderá abrir a porta e ele entrar. E daqui alguns dias, você não terá mais chance de pedir perdão, a quem você precisava pedir.

Então não deixe para amanhã, para pedir perdão. Não importa se você será perdoado; importa é a sua ação, de pedir o perdão. E tenha certeza, que isto causará uma transformação em seu corpo, em sua alma; e lhe ajudará mais ainda nesta caminhada. Não é fácil meus irmãos, eu sei que para vocês não é fácil. Perdoar, pedir perdão, não é fácil. Mas façam, e vocês verão como vocês vão se sentir muito melhores. Muito. Confiem. Acreditem nisso. É o primeiro passo para treinar o amor incondicional. E eu vou insistir nisso, ainda por muitos dias, por muito tempo. Vocês precisam treinar o amor incondicional; o não julgamento; não sentir raiva; não sentir ódio; não sentir revolta, por nada nem por ninguém. Aprendam a mudar as suas vibrações. Passem a perceber o porquê, que cada coisa aconteceu. Não com raiva. Confiem no Universo.

Se aquele ônibus passou e não parou para você pegar, algum motivo teve. Se aquela pessoa que você marcou, ela não chegou no horário, algum motivo ela teve; não a julgue. Cada um tem o seu caminhar. Aceite o caminhar do outro, seja ele qual for. E desta forma vocês estarão evoluindo; vocês estarão se modificando. E mesmo que vocês trabalhem, continue trabalhando, debaixo de um chefe tirano, vocês aprenderão a se envolver em luz, e envolvê-lo em luz também. Façam isso e vocês perceberão, que ele pouco a pouco vai começar a mudar. Porque você está emanando amor para ele, independente de todas as baboseiras que ele fala. Você não está ressoando com o que ele está falando, pelo contrário, você está emanando amor para ele, luz. Então você está fazendo seu papel. Pensem a respeito meus irmãos. Pensem muito, pois muita coisa que vocês passam na vida, é a volta desses momentozinhos de raiva, que vocês explodem. Tudo volta. Tudo que vai volta. Estejam certos disso.

EU SOU O ARCANJO MIGUEL! Estou aqui, a cada dia, mostrando a vocês o caminho. Como segui-lo? Basta ouvir os seus corações!


331 visualizações
  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook Social Icon

CNPJ - 29.898.085/0001-59 - Anjos e Luz Terapias - RJ

Copyright 2016 - Anjos e Luz Terapias - Todos os Direitos Reservados à www.anjoseluz.com