Arcanjo Miguel - Transmutando os Erros

Queridos! EU SOU O ARCANJO MIGUEL!

Muito bem. É claro que não poderia deixar hoje de comentar, sobre essa caminhada. Espero que muitos tenham feito a caminhada, iniciado a caminhada ontem no raio Azul e tenham conseguido transmutar alguma coisa. Meus irmãos, muitos de vocês estão extremamente apreensivos, porque não conseguem ver nada. Não conseguem ver o tal saco; não conseguem ver nada nas mãos; não conseguem nada; não conseguem ver nada à volta. Meus irmãos, a mente de vocês é extremamente poderosa. Então quando nós falamos: “À sua volta tem uma natureza exuberante!”, cada um vai criar a natureza que para si é exuberante. Então é criar uma imagem na sua mente. Então cada coisa que está sendo dita, vocês vão criando na sua mente. Isto é ver! Tem aqueles que conseguem mentalizar e ver o que estão mentalizando; mas esses são a minoria da minoria.

Então tudo o que é dito numa meditação, é imaginação. Não é visão real. Ninguém está sendo transportado para nenhum campo verde. Vocês têm que imaginar isso em suas mentes. Vão montando o cenário nas suas mentes e o cenário lhes é apresentado. Então montem ele nas suas mentes. “À sua frente tem uma cadeira...”. Ninguém consegue imaginar uma cadeira vazia? Vocês não conseguem se ver sentadas nela? Olharem para o lado e ver um grande saco? Aí eu digo à vocês: se vocês estiverem concentrados, envolvidos naquela atmosfera, eu garanto que virá nas suas mentes um saco. E de alguma forma, vocês saberão o tamanho dele. “Trazer algo nas mãos”; imaginem qualquer coisa, algo que vocês nunca viram. Imaginem no momento em que você transmutar aquilo, sumindo da sua mão. É desse jeito que vocês cumprem a meditação.

Não estou obrigando aqui, que ninguém veja. É imaginação! Só que a imaginação dentro da energia colocada pelo próprio raio e pelo próprio mestre, vocês fazem acontecer. Então se você já começa: “Ah, eu não consigo! Ah, eu não vi nada! Ah, porque eu não consigo! Ah, eu não sei o que eu vou fazer!”. Acabou; é melhor não fazer nada. Então enquanto vocês não entenderem o que vocês têm que transmutar, e como vocês vão transmutar, não iniciem nada. Sentem-se à frente do papel, escrevam tudo aquilo que vocês gostariam de eliminar de suas mentes e de seus corações. Escrevam ao lado como vocês vão transmutar isso.

Meus irmãos é uma troca. É simples assim; é uma troca. Vocês magoaram alguém, qual a troca que vocês podem fazer com o Universo para transmutar isso aí? Fazer as pazes com alguém que você brigou, ajudar alguém que você torce o nariz, porque ali você vai estar mostrando, que você efetivamente não vai magoar mais ninguém. E claro prometer para si mesmo, que isso não vai mais acontecer. Mas isso é o básico, e isto é o correto. Se você está transmutando todos os atos, em que você magoou alguém, você está assumindo perante o Universo, que você não magoará mais ninguém. Senão aquilo volta para o saco. Entenderam? Meus irmãos, são compromissos.

Voltando ao mesmo exemplo: “Eu quero transmutar toda a mágoa, que eu causei em qualquer pessoa!”. Muito bem. Eu transmuto isso sendo gentil, eu transmuto isso fazendo um agrado à quem eu magoei, eu transmuto isso me conscientizando que a mágoa ficará longe do meu caminho para qualquer pessoa. “Eu decreto que a mágoa, ficará longe do meu caminho! Que causar a mágoa, ficará longe do meu caminho!”. Cuidado com a palavra Não. Cuidado!

Então meus irmãos, escrevam. Se vocês acharem que: “Ah, ontem eu não foi bom!”. Repitam hoje o mesmo pedido, no raio Amarelo. Se vocês finalizarem a roda e não conseguirem transmutar tudo, reiniciem, comecem de novo. Meus irmãos isso é uma caminhada. É uma caminhada de limpeza de alma. Vocês acham que seria fácil, seria simples? Vocês transmutarem todo este carma que vocês carregam, é fácil? Não, não é.

E também tem que ser algo positivo, de mesmo peso do negativo. Não basta dizer: “Ah, daqui para frente, a mágoa ficará longe do meu caminho”. Isso é o mínimo que o Universo espera. Mas o que você fará de efetivo, como você vai pagar aquela energia negativa? Não é prometendo que não vai fazer mais; isto é consequência, não a troca. Tem que haver uma troca. Então a troca é: “Ser gentil, principalmente com aqueles que eu magoei. Trazer alegria para eles, provocar a felicidade para eles”. Se isto não for possível, porque aquela pessoa está longe ou você perdeu o contato, seja gentil com as pessoas; torne-se uma pessoa agradável; faça alguém triste, feliz!

Então essa é uma troca, é transmutar o sentimento de alguém que precisa, em algo bom. Porque você fez uma coisa ruim; você machucou aquela pessoa. Então você precisa ajudar, aquelas que estão machucadas, a se levantarem. Então é uma palavra amiga, não um conselho, mas mostrar um caminho; trazê-la para perto; pegá-la pela mão e ajudá-la. É meus irmãos, não é simples. Eu reconheço que não é, mas vocês têm que encontrar o caminho.

Eu não vou ficar aqui dando dicas de cada problema de vocês. Vocês têm que encontrar a forma de transmutar isso. E digo mais, vocês vão imaginar aquilo nas suas mãos, e vão transmutar, e vão esperar que aquilo suma. Não é simplesmente dizer: “Eu transmuto toda a mágoa que eu causei!”. Aquilo vai continuar na sua mão, porque você poderá até imaginar a sua mão vazia, mas ele vai voltar para lá. Vocês não vão conseguir tirar ele da mão, porque não é desta forma.

Isto é o que vocês farão daqui para frente. Você magoou alguém. “Ah, daqui para frente eu não vou magoar mais ninguém!” Muito bem, esse será o seu papel. Porque você transmutou as mágoas, então você não poderá magoar mais. Agora o que você vai dar de retorno, para transmutar aquela energia, aquele sofrimento que você causou? Você vai aliviar o sofrimento de alguém. É dessa forma que vocês têm que pensar. O que vocês causaram? Causaram sofrimento! “Então como que eu transmuto?”. Aliviando o sofrimento de alguém. Entendem?

Vocês tiraram algo de alguém, vocês a partir de agora se prometem que não farão mais isso. Então o que é tomar algo de alguém? É prejudicar aquela pessoa; é fazê-la sofrer, porque você tirou aquilo de uma forma não adequada. Você sabe que tirou aquilo da pessoa de uma forma não muito correta. Então você a magoou, você fez ela sofrer. Daqui para frente, você não cometerá mais isso; ótimo. Mas o que você fará para compensar? Você vai doar algo para alguém que precisa, você vai tirar o sofrimento de alguém doando algo, porque você tirou algo. Então você vai doar algo para alguém.

E uma coisa que vocês têm que entender, é que isto não é uma brincadeira. É como se... Vocês se lembram que eu falei que nós estávamos filmando? Então cada transmutação que vocês fizeram, cada decreto que vocês fizeram: “Não, isto eu não repito mais!”. Isso está anotado. Então aguardem que o Universo vai testar vocês. Ou vocês acham que acabou? Ah, aí seria muito fácil, não? Então cada coisa que vocês decretaram, cada compromisso que vocês assumiram como moeda de troca, está anotado lá no filme, está gravado no filme. E isso o Universo vai ficar lendo. Hum! Vamos ver mesmo se ela vai cumprir! E isso lhe será cobrado.

Então não esperem o Universo cobrar. Tudo que vocês deram como moeda de troca, anotem e cumpram. Porque senão, aquilo vai voltar cada vez mais forte, lhes lembrando que vocês têm um compromisso com o Universo. E aí vocês vão acabar voltando, aquele problema para o saco ou gerando um outro. Tudo que você promete, você não cumpre. Esse é o outro problema que vai aparecer lá no saco, novinho, fresquinho.

Então cuidado com o que vocês vão prometer; cuidado com as moedas de troca. Não prometam algo que vocês não podem cumprir. Digam aquilo que está ao seu alcance. Por exemplo, vocês têm que dar algo à alguém. E aí vocês olham para sua situação financeira e dizem: “Mas como, eu não tenho condições de dar nem para mim, quanto mais para o outro!”. Dê um abraço, dê uma palavra de conforto, dê um minuto da sua atenção, façam algo por alguém. Hoje em dia não precisa ser físico, vocês podem se comunicar com qualquer pessoa do mundo. Então façam isso, deem uma palavra amiga.

“Fulano eu estou entrando em contato, para dizer que você é importante para o Universo! Que você é importante para mim, que eu gosto muito de você!”. Vocês não têm ideia do que isto provoca na outra pessoa. Então não é apenas fisicalidade, materialidade. Quando eu falo em doar, eu não estou falando aqui em doar presentes físicos, materiais. É doar-se. O que é doar-se? É doar o seu tempo, é doar a sua atenção, é falar uma palavra amiga, um abraço, uma presença, uma flor arrancada no jardim. Se você fez este gesto de arrancar a flor de um jardim, para doar para alguém, a natureza não se incomoda. O que você não pode, é arrancar para jogar fora. Mas se você vai fazer alguém feliz dando uma flor, pode arrancar, que a natureza entende. Gaia aplaude seu gesto. Porque para você dar uma flor, você precisa arrancar.

Meus irmãos eu não estou aqui, querendo que ninguém saia para rua hoje, comprando presentes e presentes, nada disso. São presentes imateriais, não físicos. Então não tentem dar como moeda de troca, material. Não, material não, não funciona. Vocês podem até doar comida, roupa; é um material necessário, aí eu concordo. Agora doar presentes, não. Ninguém aqui está falando em presentes.

Então meus irmãos, tirem o dia de hoje para escrever. Vocês já tiveram a ajuda dos anjos, para conseguir descobrir como transmutar, então façam isso. Vocês estão cheios de ajuda. Peçam à nossa ajuda: “Me deem a intuição de como transmutar isso? E nós lhe daremos! Então não usem como desculpa “Eu não sei. Eu não consigo!” Então sinto muito, você vai ficar com seu saco cheio. Ninguém vai esvaziar o saco desta forma, se achando incapaz. É interessante, vocês são capazes de cometer milhões de erros. Ninguém pensa antes, ninguém pensa: “Como que eu vou cometer isso?”; não. Isto está muito claro na mente de vocês. Vocês apenas cometem. Agora consertar o erro, ninguém sabe né? Ninguém consegue descobrir como fazer. Interessante.

É por isso que vocês estão do jeito que vocês estão. Porque vocês só sabem magoar o outro, prejudicar o outro, ou muitas vezes, prejudicar a si mesmo. Não esqueçam de se colocar na lista. O que vocês fizeram com vocês mesmos? Não esqueçam disso, porque vai dar muitas linhas. Os vícios que vocês adquiriram, o maltrato aos seus corpos, a forma de vida que vocês escolheram, muitas vezes, que vocês sabem que não é a correta; mas vocês escolheram aquilo, e... sentaram na porta e estão chorando até hoje.

É meus irmãos, muitas vezes vocês chamam o sofrimento, vocês tomam as decisões erradas e sofrem por essa decisão errada. Porque vocês sempre colocam os outros acima de vocês: “Não, se eu fizer isso, eu vou magoar fulano, vou magoar fulano!”. E você, você está feliz? Então você se magoa, você se agride, você se prejudica porque não quer magoar o outro. Será que não está aí uma lição do outro, em respeitar a sua vontade também? Pensem a respeito. Vocês colocam sempre os outros, na frente da caminhada de vocês. E aí vocês ficam reclamando, que a vida está ruim, que vocês sofrem por causa do outro. E o que vocês fazem a respeito para melhorar as suas vidas?

Eu já disse aqui e vou repetir: ninguém tem que sofrer o sofrimento do outro. O sofrimento do outro, foi ele que colheu, ele plantou e ele está colhendo. Não é você que tem que colher junto com ele, o sofrimento dele. “Ah isto é ruim, isto é maldade!”. Vocês foram habituados a entender isso, que vocês têm sempre que sofrer o sofrimento do outro... Coitadinho! “Ah, não eu tenho que estar com ele no sofrimento o tempo todo”. Por quê? Foi sua escolha, você plantou aquilo? Você está colhendo a sua plantação? Não, você está colhendo, o que o outro plantou. Então está errado. Você não tem que colher o sofrimento que o outro plantou. A vida é sua, não dele. Então você parou a sua vida, estacionou os seus planos, por causa do outro; por erros que ele cometeu.

Então você também está cometendo um erro. Você simplesmente morreu para o mundo, para viver o sofrimento do outro. Isto é um erro. Ponha na sua lista, porque você não tem que viver o sofrimento do outro. Cada um é cada um. Ele pensou antes de fazer a bobagem, que iria te causar algum problema? Não ele não pensou. Ele simplesmente fez porque foi a vontade dele; e você está aí de braço dado com o sofrimento dele. A sua vida está passando, o seu momento está passando. Porque para ele, ele não está perdendo nada; é aquilo que ele quer. Agora é o que você quer? Não, não é. Então livre-se do sofrimento do outro. Se ele não gostar, sinto muito. Ele vai espernear, vai falar, vai reclamar e você dirá: “Sinto muito, é a minha vida. Eu não vou viver a sua vida!”. Acabou. Ele escolheu uma caminhada, você tem que escolher outra, não a caminhada dele.

Então quando eu já disse aqui muitas vezes, que ninguém tem obrigação nenhuma de cuidar dos pais, quando ficam velhos; porque vocês têm obrigação, por que são filhos? Vocês têm uma única obrigação, amar e respeitar os seus pais. Agora a caminhada é deles, não sua. Então não julguem, nem critiquem, quem escolhe viver a sua vida, não seguindo ao lado dos pais. Estes estão certos. A única ressalva que faço, é que o amor tem que ser mantido. Vocês podem sim, manter as suas vidas e manter seus pais longe. Mas vocês têm que continuar dando a eles amor, não abandono. Não é isso que eu estou dizendo. Eu não estou dizendo aqui, a ninguém para abandonar ninguém, apenas vocês tem que encontrar um meio termo, que não desampare quem está com problema, mas que permita, você seguir a sua caminhada, seguir a sua vida. É isso.

Não se culpem por pensar assim. Este é o pensamento correto. Cada um tem a sua própria caminhada, tem o seu próprio saco. E aí sabe o que, que vocês estão fazendo? Vocês estão carregando o seu saco e o saco deles. Porque você abraçou o sofrimento dele. Então aquele sofrimento, veio para o seu saco também. Você está carregando uma coisa que não é sua, um peso que não é seu. Não foi você que escolheu isso. Você escolheu carregar o saco dele. Então está aí, ficou pesado mais ainda para você. Então ponham isso na sua lista: “Eu preciso aprender a pensar em mim, e até este momento eu não pensei. Como vou transmutar isso? Tomando uma decisão que seja bom para mim e para ele". Ótimo, o Universo vai lhe mostrar essa solução. Se você tem amor no coração, o Universo vai mostrar. Vai lhe dar a solução que ele se sinta ainda cuidado, e você possa levar a sua vida. E você continue amando ele do mesmo jeito; nada muda em relação ao amor. Você não tem que ser subserviente, para demonstrar amor. Você não tem que estar ali 24 horas tomando conta, para demonstrar amor. Não, o seu amor é demonstrado em você... colocar alguém que tome conta, que seja tão carinhoso quanto você; e você não deixe faltar nada, inclusive atenção. Então não é abandonar; não é abandonar aquela pessoa, é estar com ela sempre que possível, mas não mais à disposição. Aí é que muda, porque aquela pessoa também gosta de ver você à disposição dela, fazendo tudo que ela pede. É como se ela tivesse aquele gostinho: “Ah, já que eu não posso fazer, ela também não vai poder!”. No fundo é isso.

Então vocês não estão abandonando ninguém, só estão assumindo a sua caminhada. E largando o saco que não é seu; aquele sofrimento não é seu. Então você não tem que carregá-lo. Aí muitos vão dizer: “Ah, mas para que a gente faça isso, é preciso muitas vezes ter dinheiro para pagar uma pessoa!”. Concordo, o que é que eu acabei de dizer? Vocês querendo isso com amor no coração, não com raiva, nem rancor; é com amor; o Universo dá um jeito. Ah, o Universo dá! O problema é que vocês não acreditam. Vocês acham que tudo que virá terá despesa, não é bem assim. O Universo sabe exatamente como fazer. Tentem. Tentem fazer isso, transmutem esse sentimento e façam a moeda de troca como: “Eu vou pensar em mim, eu vou cuidar da minha caminhada.” O Universo vai entender que tem que fazer alguma coisa. Vocês não precisam dizer nada. apenas dizer: “Eu vou cuidar da minha caminhada! A partir de agora, eu vou cuidar de mim!”.

Acabou. Isto está filmado, vocês se lembram? E o Universo está olhando a sua ficha. “Opa! Ela me deu uma atribuição, aqui eu vou ter que dar um jeito. Para que ela tome conta da vida dela, não fique mais presa aquela outra pessoa”. É meus irmãos, vocês percebem como que vocês têm que vasculhar muito a vida de vocês? E vocês têm que ser extremamente verdadeiros, não tenham vergonha de escrever. “Ah, eu tenho raiva de Fulano”. Muito bem. Como você vai transmutar isso? “Vou deixar de nutrir esse sentimento por Fulano, vou tentar aceitá-lo do jeito que ele é”. Pronto, você disse que ia amar o Fulano? Não, você não falou que ia amar o Fulano, você apenas disse que esse sentimento, você não nutrirá mais por ele. “Não nutrirei mais sentimentos baixos em relação ao Fulano”. E aí isso inclui raiva, ódio, inveja, mágoa, tudo que vocês quiserem; vingança. Ninguém disse aqui para você amar o Fulano. Você apenas não vai nutrir mais nada por ele. E você está decretando isso: “A partir de agora, terei somente sentimentos bons em relação à Fulano”; ou “Me manterei sem expressar sentimentos negativos em relação à Fulano”. E pronto acabou, aquilo foi transmutado, porque vocês quando sentem raiva, vocês enviam essa raiva para o outro e ele recebe. Tudo que vocês fazem, sentimentos e ações, o outro recebe; se tem alguém envolvido na situação.

Então meus irmãos, escrevam bastante. Peçam ajuda aos anjos e eles estão prontos aí para ajudar vocês a transmutar tudo. E não se esqueçam de deixar uma coluna para o final do dia; ir lá e colocar: “Transmutei. Transmutei. Transmutei”. Agora não queiram ser espertinhos, de achar que transmutou tudo. Aquele saco, não vai esvaziar e você não vai entender o porquê. Por que que meu saco não esvazia? Porque você está se enganando, você não está transmutando nada. Então é preferível pegar aquele problema e dizer:

“Hoje eu não estou pronto”. Jogar ele de novo no saco e seguir adiante. Do que dizer: “Ah, tá bom, transmutei”. Voltou para o saco, você não transmutou foi nada.

Meus irmãos, vocês têm que ter concentração no momento. E tudo aquilo que vocês transmutarem, será sentido por vocês, como uma grande alegria. Agora aquilo que vocês disserem que transmutou, mas dentro de você deu aquela sensação ruim, você não transmutou foi nada. Deixa para outro dia. Então não existe dificuldade, existe falta de fé. Porque se vocês têm fé e confiam, vocês confiam que nós vamos ajudar cada um de vocês a montar essa lista e a descobrir como transmutar. Agora para quem não acredita, realmente vai ficar difícil. Vocês vão passar por todos os raios e vão continuar com o saco cheio. Passem pelos raios, quantas vezes vocês quiserem e forem precisas. Não tem problema, ninguém é melhor ou pior por isso.

Então, está mais uma vez explicado. Não vou ficar me repetindo aqui todos os dias, porque senão, não saímos do lugar.

Então hoje será o raio Amarelo Dourado. O raio da sabedoria. O raio Azul é o raio da criação, onde vocês iniciam novos projetos. Neste raio vocês vão ganhar a sabedoria, para saber como manter tudo aquilo que vocês criaram no raio Azul. Então todos aqueles decretos que vocês fizeram, vocês vão encontrar a sabedoria para saber como mantê-los. Mestre Lanto. Então hoje aguardem e vocês farão a meditação dele. E mais uma vez, ontem eu percebi que surgiu essa dúvida. Em algum momento eu falei que teria um horário para fazer a meditação? Em algum momento falei que seria em grupo? De onde vocês tiraram essa ideia? Eu acho que eu ainda não fui suficientemente claro, quando eu já disse que eu não quero mais meditações em grupo. Onde vocês não entenderam, quando eu disse isso? Aí eu falo meditação ontem, um monte de gente perguntando, que horas seria a meditação em grupo. Eu acho que eu estou falando ao vento, porque eu falo e vocês não escutam.

Eu não quero meditações em grupo. Isto é uma caminhada individual, como que vocês vão fazer isso em grupo? Não tem lógica. É cada um por si. Não esperem que o amiguinho vá lhe pegar pela mão, para andar pelos raios. Essa é uma caminhada solitária. Se vocês acharem que está muito complicado, não façam. O que que vocês querem que eu diga? Se vocês começam a colocar tantos obstáculos, tantos impedimentos; simplesmente não façam. Agora não fiquem perturbando os outros, perguntando como fazer. Este é o terceiro vídeo de explicações, porque eu expliquei um pouco na Segunda-feira, expliquei ontem ao vivo, e estou explicando de novo. Então por favor, não perturbem os outros perguntando como fazer.

Eu já disse aqui, quem não souber como fazer, peça aos seus mestres, anjos, peça a quem vocês quiserem ajuda, não ao outro. Essa ajuda tem que vir do Alto, porque o outro talvez não saiba lhe explicar e vai enrolar mais ainda a sua cabeça. Então vocês têm que pedir, àqueles que estão próximos à vocês, espiritualmente falando. Não peçam ajuda à ninguém, porque quem mandar mensagem, será essa a resposta. Peça ajuda aos seus mestres, aos seus guias, aos seus anjos. Então nem mandem a pergunta, nem peçam ajuda. Eu estou dando uma ordem!

Espero que vocês estejam entendendo. Não quero ninguém ajudando ninguém. Esta é uma caminhada solitária, em que cada um, tem que buscar as suas fontes espirituais; não o outro. Deu para entender? Então não perguntem para ninguém. Muitos aqui revoltados com isso, não me importo. Eu sei muito bem o que está sendo feito.

Meus irmãos, eu já tenho dito isso para vocês a alguns dias; A caminhada cada vez ficará mais difícil. E vocês não terão irmãozinho do lado para lhes ajudar. Vocês terão que contar com os guias que vocês têm perto de vocês. Guias, falando generalizadamente, mestres, anjos, arcanjos, quem vocês quiserem chamar. Sananda, Maria, os santos que vocês têm devoção, não importa.

Chamem quem vocês quiserem. Mas não o outro. Vocês têm que aprender a contar com o que vocês têm à sua volta, não com o amiguinho do lado. Espero que tenha ficado bem claro isso, para todos aqueles inclusive que dão apoio à vocês. Ninguém tem que ajudar ninguém. “Ah, como eu vou transmutar isso?”. Não, você tem que encontrar a resposta. Porque a forma que aquele outro vai lhe dar a resposta, pode não ser a correta para você. Então não busquem no outro a ajuda.

A ajuda é espiritual, não física. Espero ter me feito entender. Aí depois vocês dizem que eu dou bronca; tenho que dar, porque vocês não aceitam o que eu falo, não cumprem o que eu falo, parece que eu falo para o vento. Não entendi, porque quiseram fazer meditação ontem com o horário e grupo, não entendi. Aonde eu disse isso? Bom, a partir de amanhã, nada mais falarei sobre isso. O assunto se encerra aqui, e que cada um faça a sua caminhada. Tem as instruções, já foi tudo muito bem explicado aqui. Então não há mais porque ter perguntas. Cada um fará a sua caminhada. Espero ter me feito entender.

EU SOU O ARCANJO MIGUEL! Estou aqui, pronto para ajudar, cada um de vocês. Basta que vocês peçam a minha ajuda. E tenham certeza que todos os outros, inclusive os mestres, também estão prontos para lhes ajudar. Basta que vocês peçam, mas peçam com o coração!


882 visualizações

CNPJ - 29.898.085/0001-59 - Anjos e Luz Terapias - RJ

Copyright 2020 - Anjos e Luz Terapias - Todos os Direitos Reservados à www.anjoseluz.com