Arcanjo Miguel - Sananda - Parte IV

Atualizado: 16 de jun.

Queridos ! EUSOU O ARCANJO MIGUEL!


Voltamos hoje aos nossos ensinamentos sobre as cartas de Cristo. Sananda.


Hoje vou falar, vou comentar sobre a Carta número 4. Meus irmãos, eu espero que vocês estejam realmente se aprofundando nos assuntos. Se vocês lerem essas cartas, 10 vezes, a cada vez que vocês lerem, vocês vão pegar uma coisa diferente; então é necessário um estudo profundo. É o que eu disse para vocês. Vocês podem ler todas de uma vez só, absorvendo o máximo possível, do que é dito. Posteriormente, vocês voltem na primeira ,e recomecem a leitura, os estudos, porque ali tem muito mais do que um monte de frases escritas; ali tem um ensinamento e uma evolução, que cada um de vocês irá passar. Continuo afirmando, que quem já leu essas cartas há muito tempo atrás, não conseguiu entender muita coisa do que leu, porque os seus pensamentos, os seus corações, não estavam preparados para as verdades, para o que é dito ali.


Então hoje, ao lerem as cartas, o entendimento é muito diferente. Primeiro porque vocês já têm uma outra ideia do que está acontecendo, de tudo o que está sendo dito; e segundo, vocês hoje estão prontos para ressoarem com a energia contida nas Cartas. Então é como se o aprendizado penetrasse em suas mentes de uma forma muito mais tranquila, de uma forma muito mais profunda. Também posso afirmar que ainda tem um grande número de vocês, que está meio cético com as coisas que está lendo. Acredita porque eu falei que são verdadeiras, mas ainda não conseguem aceitar o que está sendo dito.


Quebrar aquelas crenças limitantes, aqueles ensinamentos, adquiridos desde criança é muito difícil para elas. Então o que dizer? Não, eu não vou lhe condenar, nem muito menos dizer que você deva parar de ler, absolutamente. Apenas a sua caminhada está mais difícil, você está um pouquinho atrasado em relação aos demais, mas se você quiser verdadeiramente entender o que ali está ali escrito, e aceitar, mas não aceitar porque eu disse que são verdadeiras, é aceitar por que você acredita, que quem está dizendo aquilo ali, é realmente Sananda; e que ele está contando a história, que ele mesmo viveu.


Então para vocês que ainda se sentem um pouco desconfortáveis, antes de iniciar a leitura, peçam a Sananda que livre os seus corações e mentes, de todo qualquer preconceito ou dúvida. Abram seus corações para Sananda, peçam à ele que encham os seus corações de inteligência e sabedoria, para que vocês possam absorver cada palavrinha dita de forma correta e de forma tranquila. E assim vocês poderão ler as cartas, e irem absorvendo muito mais.


Então meus irmãos, percebam o seguinte; a caminhada é longa na leitura e estudo dessas Cartas; não é simplesmente ler e deixar para lá, é ler e aprender, tirar efetivamente o que é de importante que está escrito ali, e fazer valer nas suas vidas. Não importa quando as Cartas foram escritas, elas são atualizadissimas. Porque tudo que está ali é verdade em qualquer tempo.


Então hoje vamos comentar sobre a Carta número 4. Nesta Carta o assunto mais importante que Sananda fala, ou melhor, um dos assuntos, porque tem dois assuntos muito importantes. O primeiro em relação às suas religiões. É o quê tenho dito aqui já há algum tempo, as religiões não foram criadas pelos seres de luz, as religiões foram criadas pelos homens. Sananda não criou o Cristianismo, usaram Sananda como representante para esta religião.


Não, não posso afirmar que tudo foi feito de forma mal intencionada. Não, existe muita coisa boa em cada uma das religiões. Não podemos ser simplesmente, condenadores de que todas são ruins, e que nada que é dito ali presta. Não, eu jamais poderia dizer isso, e nunca disse. Existem os aspectos bons, e existem os aspectos ruins. O que posso dizer como aspecto ruim, é o grau de manipulação que foi feito em relação, ao que os seres de luz disseram. Para mantê-los presos, para mantê-los aprisionados. Aquelas regras que vieram da mente dos homens. Entre elas aquele Deus punitivo e vingativo, que caso vocês não seguissem as palavras corretas, vocês seriam castigados. Este foi o lado ruim, não apenas do Cristianismo, mas de todas as religiões. Todas impuseram o medo; todas impuseram seguir o ser de luz, mas acorrentados, presos ao medo, não ao respeito, ao medo, de quê se não fizessem aquilo que era ordenado que fosse feito, vocês seriam castigados, iriam para o Inferno.


Aí foram criadas várias figuras, para que vocês conseguissem entender o céu, o inferno, Deus, o Diabo, tudo para mantê-los na polaridade, na dualidade, do bem e do mal. Sim o bem e o mal existem, mas não da forma como foi colocado para vocês. Porque em primeiro lugar, não existe Deus punitivo. Quero crer que você já tenha entendido nas Cartas anteriores, o que sempre falo aqui: vocês colhem o que vocês plantam. Então tudo que vocês estão olhando no seu mundo, é decorrência de tudo que vocês já fizeram.


Aí muitos pensam assim: “Mas eu estou colhendo coisas que outras almas fizeram em tempos passados!”. Opa! Opa! Eu vou falar aqui, das almas que estão aqui há milênios, e milênios, e milênios. Quem fez o quê? Então você se acha totalmente isento de culpa, que você nunca fez nada, porque a sua consciência atual não lhe permite agredir Gaia, não lhe permite agredir os animais, você é uma pessoa que não come carne animal, ou seja, você se acha o ser perfeito, e sua alma há quantos anos está aqui? Há quantos milênios está neste pla