Arcanjo Miguel - Os Sentimentos e Nossa Evolução

Atualizado: 13 de jun.

Queridos! EU SOU O ARCANJO MIGUEL!


Muito bem. Muitos estão bastante pensativos a respeito do que falei ontem. Meus irmãos, sempre tenho repetido isso aqui, mas vale a pena falar mais uma vez: o que está feito, está feito. Sentar num canto e ficar chorando, se arrependendo do que fez, não muda nada. Cada erro que vocês cometem fica no passado. Vocês hoje, podem já estar sofrendo as consequências ou não; mas podem também ter a consciência do que virá no futuro. Mas não adianta chorar; não adianta se condenar; não adianta se julgar; o que está feito está feito. Não tem como voltar no tempo e desfazer a ação ou situação.


Então qual é a solução? A solução é encarar de frente aquele erro, e incorporar aquilo como uma lição, e não repeti-lo. “É, mas tem muita coisa que a gente tem a consciência de que não teremos a chance de repetir de novo”. Você não sabe. Vocês não sabem. O Universo dá muitas voltas e quando a lição tem que ser apreendida, ela volta; da forma mais inesperada possível.


Então não pensem assim. ”Ah, isto nunca mais vai voltar. Então este problema eu não tenho que me preocupar”. Não, não. Encarem aquilo como um erro, percebam que erraram e declarem para vocês mesmos que não repetirão. Com certeza, a lição voltará; poderá ser de uma outra forma, mas ela voltará; para justamente testar essa sua decisão; esse seu comprometimento de não repetir o erro.


Então é isso meus irmãos que vocês têm que fazer. Chorar, espernear, não adianta de nada. Esta é uma das ações. A segunda, se for possível a correção do erro, nos dias atuais, corrija; pelo menos tente consertar alguma coisa do estrago que você fez; e isto também é importante pois demonstra uma vontade de mudar. Ficar se julgando, se condenando, e reclamando todo o tempo, não adianta de nada; não resolve o problema. O problema tem que ser resolvido com o compromisso de vocês de não repeti-lo, e quando a lição voltar, vocês realmente fazerem valer o seu comprometimento, e a tentativa de correção, se for possível. É isto que vocês têm que fazer.


Continuando o nosso assunto sobre Alma. Como vocês podem perceber, esta semana eu estou falando de vários assuntos; todos referentes ao caminhar da Alma. Muito bem. Então hoje nós vamos falar de um assunto um pouco diferente também. Nós vamos falar sobre sentimentos que foram desenvolvidos nas Almas. Tem um pouco a ver com criação dos filhos; tem um pouco a ver com suas próprias decisões. Vamos falar de sentimentos em geral. Então muito bem.


Vamos iniciar por crianças; por sentimentos que muitas vezes vocês não colocaram, mas que vêm em determinadas crianças. Muitas se colocam extremamente tristes, introvertidas, vivendo no seu próprio mundo; em que sua medicina classificou, rotulou, como Autismo. Eu já falei sobre isso aqui, mas é sempre bom repetir. Todas essas particularidades que estão sendo diagnosticadas nos últimos tempos, têm muito a ver com Almas que estão chegando aqui, de outros lugares, cuja descida das dimensões que elas vêm para a Terceira; não é uma coisa fácil. É uma coisa extremamente difícil e complicada, que somente uma Alma com muito amor no coração é capaz de fazer.


Então essas Almas vêm para cá, porque escutaram o chamado do Universo em ajudar os habitantes deste planeta, nesta Ascensão. São Almas que nos seus lugares de origem, eram muito desenvolvidas, muito poderosas e se colocaram à disposição de todo este processo para ajudar; para serem Pilares de Luz, no momento certo. Algumas são mais extrovertidas, então ao se acoplarem àquele corpo pequenino, são extremamente agitadas, que no caso vocês também acham que é uma doença; já outras preferem se interiorizar naquele mundo (que vocês não sabem o mundo que elas criam a sua volta). Dentro da mente dela elas criam aquele mundo que elas viviam.


Então elas se isolam do mundo de vocês, se tornam interiorizadas, com pouquíssima ou nenhuma comunicação; varia de caso para caso. Em alguns casos, elas recebem tanto amor, tanto carinho, que elas em alguns momentos começam a perceber que este mundo aqui, não é tão ruim imaginavam; que existe seres amorosos à sua volta que se preocupam com ela; que querem o bem dela e que a amam.


Então ela começa a se abrir um pouco; começa a se permitir viver neste mundo de Terceira e experimentar o que ele tem para lhe dar. Então em alguns casos, essas crianças conseguem ter um convívio um pouco mais sociável; dependerá muito do que estiver à sua volta; de como aquela família interpreta aquele seu jeito de ser.


Então meus irmãos, não, eu não estou dizendo aqui que vocês não devam tratar; que vocês não devam cuidar com medicamentos; mas posso dizer à vocês que tudo que acontece com aquele corpo, com aquela roupagem, é porque aquela Alma quer. Muitas vezes os medicamentos ajudam a liberar algumas coisas no corpo, porque é como eu já disse para vocês.