Arcanjo Miguel - O Inicio de Gaia

Atualizado: 31 de mai.

Queridos! EU SOU ARCANJO MIGUEL!

Hoje iniciaremos um novo assunto. Alguns podem até dizer, que o assunto sobre as religiões, ainda não terminou. Não, para mim terminou sim. O que eu tinha que dizer, eu já disse. O que eu tinha que plantar de dúvidas na mente de vocês, eu já fiz. Então esta semana, eu vou falar de Gaia; vou falar do que é este planeta e o que ele representa, na caminhada de cada um de vocês. Mais uma vez, eu repito, que eu não estou aqui, preocupado com a história. Em apontar os fatos cronologicamente, para que vocês acreditem no que eu estou falando.

Como é criado um planeta? A partir de uma grande explosão de matéria. É como se Deus Pai/Mãe tivesse em suas mãos, uma pequena molécula extremamente perigosa e explosiva; e que ao mínimo tato, ela poderia explodir. Então a partir desta pequena molécula instável, uma boa parte do Universo foi criada; e dentro dessas partes, formou-se o planeta Terra.

Essa história, que vocês conhecem do Big Bang é verdadeira. Mas como surgiu este planeta lindo, que vocês têm hoje? Pensem o seguinte: nosso Deus Pai Mãe é um grande artesão. Ele é completo; ele conhece todas as áreas; física, matemática, química, biologia. Ele sabe tudo. Então para ele, é muito fácil pensar e cocriar o que ele quer. E para este planeta, ele escolheu um planeta bem diversificado, um planeta belo, onde sua beleza poderia ser vista de qualquer lugar no Universo.

Mas o que é a beleza? É o que tenho dito, a beleza é uma referência para quem vê. É preciso que haja uma referência, para que tudo seja comparado a ela e possa ser dito: “Isto é belo. Isto é feio”. Então, como eu já comentei aqui algumas vezes, se vocês olharem o seu Sistema Solar, vocês só veem o planeta Terra, como um planeta com alguma beleza. Os demais, são apenas rochas. Isso na visão de Terceira Dimensão, que vocês têm. Vocês foram levados a crer, que no Universo só haveria vocês, mais ninguém.

Então seria aquele castigo, onde...”Não adianta chorar, nem pedir ajuda, porque ninguém atenderá e nem escutará o seu choro”; e vocês acreditaram nisso. Então este planeta, foi sendo criado aos poucos. A Consciência Divina foi implantada neste planeta. Cada rocha, cada pedaço de terra, sabia exatamente o que fazer; a Consciência Divina de cada elemento. Então qualquer reação era criada, era iniciada, e em determinado momento encerrada.

É como se vocês, plantassem uma semente e não soubessem, como será o galho que irá sair dali. Vocês sabem que sairá a árvore correspondente aquela semente, mas não sabem se ela será grande, pequena, em função de alguma coisa genética; vocês não sabem. Teoricamente, vocês sabem o que vocês plantaram. Mas o que acontecerá ali, quantos galhos aquela árvore terá? Todas as árvores são iguais? Não, não são! Elas apenas possuem, a Consciência Divina que têm que crescer! Ter flores, ter folhas, ter frutos, mesmo aquelas que não dão frutos comestíveis, têm os frutos. Então a própria consciência de cada árvore, sabe o que tem que ser feito.

E assim foi desenhado este planeta. Como se fossem muitas sementes jogadas no planeta, e se deixado germinar. Então cada reação era iniciada, e quando Deus Pai/Mãe, achava que já estava bom, ele encerrava a reação. E aí tudo ali seria mantido, dentro do equilíbrio. Então, assim foram criados os continentes. É como se fosse uma massa, que foi sendo desenvolvida a partir de uma única célula, com a consciência de Deus Pai/Mãe. Pelo tamanho de seu planeta, vocês vão concordar comigo, que nada aconteceu de uma noite para outra. Nada é tão rápido assim. Foram milênios, até que a sua Terra, que este planeta, tivesse a moldagem que tem hoje.

Inicialmente, alguns continentes, não são o que são hoje. Isso é outro assunto. Mas a Terra originalmente, era composta de muita água. E os continentes, foram sendo criados ao longo do tempo. Muito bem. Dos continentes vieram os organismos vivos. Tudo aquilo que cobriria a pele de Gaia, tudo aquilo que a manteria em equilíbrio com o Universo. Por que Deus Pai/Mãe, criou tantas árvores diferentes, tantas plantas diferentes? É o que eu já disse: cada uma com seu propósito.

Então naqueles locais, em que estivessem mais perto das temperaturas mais baixas, elas teriam que ter um comportamento, senão todas morreriam queimadas. Já aquelas que estão mais próximas do centro, carregam um calor do Sol, muito mais extremo. Então também teriam que estar preparadas, para tamanho calor. Então cada vegetal, cada planta, foi criada com um propósito. Nada na Terra, foi criado aleatoriamente. Onde haveria de ter campos abertos, plantações rasteiras; onde teria de haver abrigo para os animais, florestas fechadas; para que eles se abrigassem.

Então vamos falar aí da sabedoria infinita, de nosso Deus Pai/Mãe. Nada aqui foi posto fora do lugar. E ele é tão perfeito, que ele se preocupou com o belo. Algo que efetivamente chamasse a atenção de alguns animais, para que todo esse processo, se mantivesse funcionando. Porque esses organismos vivos, alguns tinham vida curta. Então outros, teriam que nascer no lugar. Mas como? Então teria que haver uma forma, de disseminar as sementes. E vieram as flores, cheias de substância adocicada, para que os pássaros, fossem atraídos para aquilo e para que disseminassem as sementes. Tudo em perfeito equilíbrio!

Então o seu planeta, cada pedaço de terra existente hoje; e muitos que já não existem mais, porque estão submersos, era totalmente cobertos por vegetação. A pele de Gaia nunca foi pelada, ela sempre teve uma cobertura; sempre teve fortaleza para os rios, para que eles navegassem naquele espaço delimitado, sem destruir o que está à volta. Muita vegetação, mantendo tudo sempre em equilíbrio.

Aí vou tentar falar de crendices, de que Deus criou o mundo em 7 dias. Não, isto para ele não seria impossível, mas não é nada disso. A Terra se desenvolveu por si só. Tudo foi desenvolvido. Tudo foi crescendo por milhares e milhares de anos. O seu planeta não é novo, ele é muito velho e a cada ano que passava, a Terra ia se modificando, e se cobrindo cada vez mais de vegetais, de árvores, plantas.

Ao perceber que teria que haver a semeadura das sementes, Deus pensou nos pássaros. Muitos foram importados para cá; vieram de outros orbes e se adaptaram perfeitamente aqui. Então as sementes passaram a ser disseminadas, mas faltava alimento para os pássaros. Então, Deus criou as árvores frutíferas; aquelas que iriam dar alimento, àqueles seres que faziam toda a manutenção, da expansão vegetal no planeta. Tudo em harmonia. E aí, para que vocês entendam, Deus percebeu que os pássaros, estariam se multiplicando velozmente e sem controle. Então é criada assim, a cadeia alimentar, em que o maior se alimenta do menor e assim foi feito.