Arcanjo Miguel - Mantendo a Vibração Alta

Queridos! EU SOU O ARCANJO MIGUEL!

Mais uma vez, vou mudar um pouco o assunto. Não, não, não; não será um dia de broncas. É interessante... Isto é só um à parte. É interessante, como muitos de vocês não gostam, quando eu falo um pouco mais sério aqui, quando chamo a atenção. Se acham, não merecedores da bronca. Então para estes, eu faço uma pergunta: se você não se acha merecedor, por que que você se importou? Porque quem não segue e quem não age, como eu comento e dou a bronca, simplesmente escuta e concorda. Então, por que que você ficou tão chateado? Será porque a bronca atingiu em cheio, aquilo que você não quer entender? Aquilo que você não quer ver? Faça esta reflexão, é só isso que vou dizer.

Então hoje, hoje não, hoje eu quero passar algumas ideias, passar algumas sugestões, para cada um de vocês. Eu quero que vocês usem estas sugestões, como uma sugestão, como o próprio nome diz. Faz quem quiser; faz quem tiver vontade; faz quem sentir ressoar no coração; e o melhor de tudo, faz quando quiser. Isto não é procedimento, isto não é tarefa, isto são sugestões de vida. Pequeninas coisas, que vocês podem fazer; para que vocês mantenham as suas mentes sempre elevadas, que mesmo que vocês, caiam na armadilha de pequenos sentimentos, vocês tenham a capacidade de perceber e de voltarem a emanar luz.

Antes de começar, eu queria explicar algo que muitos já conhecem, mas muitos aqui não entendem. Quando nós falamos que sentimentos; que alguns sentimentos, são sentimentos de baixa vibração. Então eu sugeriria à vocês, que procurassem em sua Internet, as vibrações dos sentimentos. Aí muitos se perguntam: “O que é a vibração do sentimento?”. Eu já disse para vocês, que tudo no seu mundo, são ondas. Quando vocês falam, o som que vocês emitem, são ondas. E cada tom, de cada letra, o tom da sua voz, tem uma frequência. Você pode falar rapidamente, você pode falar ra-pi-da-men-te; isto é uma frequência. Onde a onda vai muito rápido, ou onde a onda vai muito de-va-gar. Isto é frequência.

Muito bem. Quando nós falamos que tudo é vibração, tudo causa uma vibração no universo, lembrem-se que vocês não estão no vazio. Existem milhares, milhões de moléculas de ar, à sua volta e que vocês respiram, senão vocês morreriam. Se não existisse o Oxigênio aí, nesse ar que vocês respiram; o Nitrogênio, o Hidrogênio, vocês morreriam. Porque tudo é necessário aos seus corpos, para a sua vida, para oxigenar todas as reações químicas que têm no seu corpo. Junto com essas moléculas, que têm aquela consciência de cada partícula, que Sananda já explicou, existem aquelas partículas, que vocês não veem: são as partículas de vibração etéreas, que são aquelas que vocês emitem, quando pensam.

Ninguém vê uma partícula de pensamento. As partículas do Oxigênio, Hidrogênio; se vocês usarem microscópio potente, vocês as verão, elas existem, são do seu mundo, apenas são infinitamente pequenas que vocês não as veem. Mas as partículas, criadas pelo pensamento, vocês não conseguem ver, porque são etéreas. São partículas de energia, e este tipo de energia, não é medido no seu mundo. Muito bem. Então quando vocês emitem um pensamento, vocês estão transformando, cada letra, cada palavra, cada frase, em ondas que vibram, numa determinada frequência, exatamente como a sua fala. É exatamente a mesma coisa.

Só que a sua fala gera ondas no seu mundo. Se alguém quiser medir, conseguirá, porque você faz som, e o som nada mais é que a propagação de ondas. Então, da mesma forma; os seus pensamentos emitem ondas, com determinada frequência, exatamente igual as suas palavras, quando vocês falam. E podemos incorporar, neste grupo de pensamento, os sentimentos. Por quê? Porque os sentimentos, é que vão dar o tom. Vou dar aqui um exemplo: vocês podem simplesmente falar: “Eu sou saudável”. O que teve nessa frase? Teve algum entusiasmo? Muito pelo contrário; é como se vocês tivessem falado forçado, de má vontade. Agora eu vou repetir: “Eu sou saudável!”. Percebem a diferença? Nesta segunda houve entusiasmo, houve alegria, houve confiança, no que vocês estão dizendo.

Então vocês podem perceber, que a diferença da frequência da primeira frase, para a segunda, é imensa. Porque vocês colocaram um sentimento ali, a frase é a mesma, as palavras são as mesmas. Mas a intensidade foi diferente, porque teve um sentimento, muito mais poderoso na segunda. Não, não é o tom da voz, não é o volume da voz, não é vocês, a partir de agora, vocês saírem gritando, o que vocês querem, não é isso. Gritar não muda nada, o que muda é o sentimento.

Como da mesma forma, vocês podem não falar; vocês podem gritar no pensamento. Respirar bem fundo e falarem no pensamento, a mesma coisa. E vai ter o mesmo efeito, do que vocês falando fisicamente. Então vocês percebem, que vocês têm vários mecanismos, para se deteriorarem, para deteriorar as energias de vocês, durante todo o dia. Ninguém aqui age 24 horas por dia, sempre com um sorriso nos lábios, falando coisas boas, sempre emanando coisas boas. Vocês não conseguem, a menos que vocês estejam isolados, dentro da natureza, tendo atividade. Porque mesmo na natureza, isolado, vai chegar aquele momento, em que você sentirá falta de companhia e você ficará, um pouco triste. Haverá aquele momento, que você ouvirá um barulho, que você não sabe o que é; e sentirá medo.

Haverá um momento, que você poderá comer algo, que não lhe fez bem e aquilo lhe trará preocupação, lhe trará medo. Então percebam, que a própria vida, “o viver”, desequilibra vocês; vocês não conseguem manter aquele equilíbrio, de ficar emanando frequências altas, 24 horas. Até porque na maior parte do tempo, vocês também dormem. E durante o sono, dependerá muito do que o seu espírito, quer fazer; se ele quiser andar por lugares, não muito adequados, a sua vibração também vai caindo.

Então meus irmãos, perfeição, vocês não vão encontrar. Vocês podem é, sempre, como eu digo aqui: reequilibrar. Esta é a palavra-chave. Sentiu alguma coisa ruim, imediatamente reconhece e volta a vibrar luz. Essa é a chave da vivência, essa é a chave da manutenção da vibração alta. Aí, muitos sempre me perguntam: “O que faço, para manter a minha vibração alta?”, “Como saber, que eu estou vibrando alto?”. Como saber, que você está vibrando alto? É saber, que você não está emanando, sentimentos ruins. É saber, que você não está falando nada que possa comprometer a você, ou ao outro. É procurar fazer ações, que pensem no outro, isto é vibrar alto. Mas, você não conseguirá vibrar alto, todo tempo. Você terá que ter, as suas “armas” para se reequilibrar.

Então, é isto que eu quero fazer aqui hoje. Dar algumas sugestões, para que vocês consigam ir recuperando, ao longo do dia, a baixa vibração. Eu não vou enumerar, eu vou falando e se vocês quiserem depois, terem algo em algum lugar, vocês é que sabem. Primeiro ponto. Vocês principalmente, aqueles que já estão aqui, há algum tempo, e que ressoam com a minha energia, que estão totalmente conectados comigo, de vez em quando, vocês dão aquela balançada. Vocês se pegam falando bobagens, se pegam falando do outro, e, de repente, vocês se dão conta: “Meu Deus, falei um monte de coisas, que não devia!”. Muito bem. O que vocês vão fazer neste momento? É claro que bradar: “EU SOU LUZ!”, três vezes, resolve qualquer problema.

Isto é certo! É a forma mais rápida, de vocês recuperarem a energia. Porém, existem outras formas TAMBÉM. Vocês podem bradar, o “EU SOU LUZ” mentalmente. Então para aqueles que gostam de…, que acham, que, é somente falando que funciona, muitas vezes vocês não podem falar o “EU SOU LUZ”; porque; vocês estão no meio de pessoas, que não vão entender, vão achar que você está ficando maluco, gritando que “EU SOU LUZ” pela casa, ou pelo trabalho. Então nesses casos, o que você tem que fazer? Levante-se ou ande, não importa; vá até onde você, possa pegar um copo de água, (se for gelada melhor ainda), vou explicar porquê.

Pega aquele copo de água, não precisa dizer nada, apenas tome e mentalize, que ao beber aquela água, você está limpando todo o seu campo áurico, daquelas partículas que você emanou. Então, é como se você lavasse o Universo, em relação ao que você disse. Simples, não? E por que gelada? A água gelada, traz um pouco mais de conforto para vocês, ela se torna mais saborosa, então vocês tomam com mais conforto. Alguns não gostam, então perfeito, tomem a água na temperatura que vocês se sentem confortáveis. Isto é que é o importante.

Agora, em tudo meus irmãos, tem que ter o equilíbrio: “Ah, então agora eu posso falar bobagens, o dia inteiro e só tomar um copo d'água depois!”. Entendam o seguinte: eu vou contar uma pequena história. Aquela criança, ou às vezes até os adultos fazem isso; mente para os pais, por alguma coisa errada que fez. Muito bem. Ela é descoberta. No outro dia, ela volta a mentir, é novamente descoberta. E assim se passa, várias vezes; ela sempre mente; quando os pais perguntam alguma coisa, ela sempre mente. Então, ela vai criando uma egrégora em torno dela, de que ela é uma criança mentirosa, ou um adulto mentiroso. Até que chega um dia, em que ela precisa dizer a verdade, porque a situação exige isso. Ela vai dizer a verdade: mas o que vai acontecer? Ninguém vai acreditar nela, porque ela só mente. E ela não conseguirá mostrar, que aquilo que ela está dizendo, é a verdade. E é onde provavelmente, ela vai aprender uma lição, muito dura. Porque o mentir, é uma coisa muito feia e ela sempre, prejudica a si e ao outro.

Então, o que eu quero dizer com essa história? Que... você falou uma bobagem, foi lá bebeu um copo d'água. Muitas horas depois, você falou outra, foi lá bebeu um copo d'água. Então, digamos que você tenha alguns percalços durante o dia e bebeu água. Muito bem. Isto tem que ser um ensinamento, não um antídoto. Eu não estou ensinando isso, para que vocês fiquem falando coisas erradas o dia inteiro e tenham como resolver. Porque é a história da mentira. Se vocês começam a usar isso, como um antídoto, ele não vai funcionar mais; ele deixará de funcionar e vocês vão tomar, litros de água, e de nada adiantará. Você estará emanando, aquilo para o Universo. E ... eu não vou dizer mais a frase. Entenderam?

Então, isto é um remédio, não uma solução para o seu problema. Porque se você não consegue parar de falar coisas erradas, opa! aí você tem um grande problema! Então, chegará ao ponto que aquela água,não funcionará mais. Aquilo, é uma forma de vocês; enquanto estiverem tomando a água, analisarem o que vocês falaram. E que aquilo seja uma lição aprendida, e vocês não repitam. Então, “Se eu falar coisas diferentes e for aprendendo cada uma delas, aí funciona ao longo do tempo?”. Sim, aí funciona! Você só não pode repetir, a mesma coisa, insistir no mesmo erro.

Mas sempre tentando evitar de falar. Este é o grande objetivo. É aprender a falar só coisas boas, está com vontade de abrir a boca, fale coisas boas. Porque muitas vezes; vocês não têm o que falar e quando abrem a boca, só sai bobagem; vocês falam um monte de besteiras; depois, vocês se arrependem. Por que falaram? Porque queriam falar; queriam exercitar a língua. Aí vocês comentam algo da televisão, comentam algo do vizinho, comentam algo da vida alheia, porque têm que falar alguma coisa, não pode ficar calado. A língua incomoda dentro da boca. Aí vocês, têm que falar.

Então cuidado, cuidado com o que vocês estão falando. Porque isto, não é um remédio para ser tomado sempre. É aquele remédio, que têm que tomar por pouco tempo, senão ele cria efeito colateral. Que é? Não adiantar mais. Então; se vocês quiserem continuar falando, coisas erradas e tomando água, podem continuar, faz bem para saúde tomar água, mas não vai adiantar de nada, este é um ponto.

Outro ponto. Eu sei que talvez, fique meio estranho para alguns de vocês, mas façam coisas bonitinhas. Quem não sabe mexer em computadores, para fazer algo bonitinho, peça alguém que faça; pequenos de lembretes, pequenas frases e coloquem pela casa. Não precisa ser uma coisa feia, pode ser uma coisa bonita, para que qualquer pessoa que chegue, bata o olho ali e pense a respeito.

Então, caso vocês estejam andando pela casa, vocês vão bater o olho ali e vão se lembrar, de alguma coisa: vão lembrar de alguma coisa, que eu disse. Vocês também podem usar uma imagem, desde que vocês mentalizem, que aquela imagem é alguma mensagem. Perfeito! Então, cada vez que vocês olharem aquela mensagem, é como se vocês me ouvissem dizendo: “Olha, isto é uma mensagem”. E vocês vão voltar, para o prumo. E vão se lembrar: “Ih! O Arcanjo Miguel falou disso”. Também pode. Como vocês quiserem. Façam frases bonitas, do tipo: “Se você não tem o que falar, fique calado”. Outra frase: “Ao falar do outro, você está atraindo para você exatamente o que você falou dele”. Essa é forte, essa é muito forte! E é o que mais as pessoas fazem.

Muito bem. Outra frase: “Meu caminho é iluminado, e eu sempre supero qualquer obstáculo”. Olha que frase maravilhosa, forte! É uma frase de coragem. Então; vocês estão cabisbaixos, chateados, aí batem os olhos nessa frase; rapidamente vocês vão recuperar, aquele sentimento de força, que vocês têm. Então meus irmãos, criem suas próprias frases, espalhem pela casa. Se vocês não puderem espalhar pela casa, espalhe pelo menos em pontos, que você sempre passa. Faça pequenos papeizinhos e cole.

Muitos de vocês, gostam de colar pequenos recados, na geladeira. Faça isso! Cole na sua geladeira. E assim, todos da casa vão ver também. Vão achar que você não está muito bem da cabeça; mas não tem problema, já estão pensando isso mesmo hoje. Se for uma coisa, que traga a discórdia, por favor, aí vocês não têm alternativa, botem uma imagem: “Ah, eu quero colocar este quadro aqui! Mas por quê? Ué, porque eu gostei da imagem, eu quero ter ela aqui”. Muito bem. E cada vez, que vocês olharem aquela imagem, vocês vão estar se lembrando: “É momento, de eu levantar a minha vibração”. E aí, vocês vão ter que fazer um exercício do “EU SOU LUZ” mentalmente, para levantar a vibração.

Então, eu quero que vocês tenham, pequenos pontos dentro de casa, ou no trabalho, como vocês queiram, que faça você lembrar, como está sua vibração. É como se aquilo ali, estivesse como uma pergunta: “Como está a sua vibração?”. E você automaticamente, percebe e muda. Então é desta forma, que vocês vão conseguindo se manter, vibrando alto. Façam enfeites. Alguma coisa que para vocês, tenha um significado. Se vocês não puderem espalhar as frases, espalhem enfeites. Olhem para o enfeite e saibam, que ali estou eu perguntando: “Como está a sua vibração?”. Pensem exatamente nisso, eu perguntando: “Como está a sua vibração agora?”. E aí, você vai analisar como está; se está bem, se está mal e vai se reequilibrar.

Isto é simples, meus irmãos! Escolham os objetos. Vocês vão fazer o seguinte: quem não puder colocar as frases, quem não puder colocar imagens, não tem problema. Escolham um objeto, que já esteja na sua casa, um quadro, alguma coisa, escolham. Vocês, vão colocar a mão no objeto, no quadro, o que seja, o que for; vocês vão colocar a mão e vão dizer: “Aqui está o meu ponto de equilíbrio”. Com muita fé, vocês vão dizer isso: “Aqui está o meu ponto de equilíbrio”. Então, vocês colocaram uma energia ali, totalmente ligada à mim, porque fui eu que ensinei isso. É a mesma coisa, daquela frase: “Este medicamento é para o equilíbrio do meu corpo”. É uma frase simples, mas é minha; então ela tem a minha energia. Então, quando vocês dizem: “Aqui está o meu ponto de equilíbrio”, esta frase é minha, tem a minha energia; então aquele ponto se torna, um ponto, como se fosse um grande Obelisco, dentro da sua casa.

E aí, cada vez que você passar; aquilo vai lhe chamar a atenção; você vai olhar para aquilo e vai lembrar, que eu estou lhe perguntando: “Como está a sua vibração agora?”. E você vai terá a chance de se modificar. Então não é ter um ponto só, é ter vários pela casa; um em cada cômodo, um em cada quarto, na sala, na cozinha, no banheiro, não importa, pode ter no banheiro, vocês também passam um bom tempo no banheiro. Então, por que não? Coloquem uma flor; algo que vocês saibam, que aquilo ali é o ponto de equilíbrio! E quando vocês entrarem, no banheiro: “Como está a minha vibração agora?”. E aí, vocês fazem aquela análise. Então meus irmãos, vamos fazer esse exercício?

Ele é um exercício fácil, simples, gostoso. Quem puder espalhar as frases, será excelente; porque a própria família, vai começar a se perguntar, vai começar a pensar: “Opa, o que está dito ali?”, “Ih, eu costumo fazer isso”. E vai começar a pensar também. Então faça uma coisa bonita, coloque uma imagem no fundo; façam o que vocês quiserem. E vocês terão, aquilo como uma; como também, um ponto de equilíbrio; vocês poderão pegar esta frase, que estará em algum lugar, colocar a mão e dizer: “Esse é o meu ponto de equilíbrio!”. Muito bem. Ali estarei eu lhe perguntando: “Como está a sua vibração?” E você lerá a frase e aquilo, provocará uma mudança, em cada um de vocês.

Outro Ponto. Vocês podem (eu já ensinei isso aqui, mas vamos ensinar de novo, nunca é demais). Vocês, vão tentar encontrar o ponto central da sua casa; depois que todos forem dormir, que ninguém estiver andando pela casa (espero que o Ponto Central, não seja dentro do quarto de ninguém), vocês vão parar nesse ponto e vão mentalizar, uma grande bola violeta em volta da casa. Sim, indo para cima, indo para baixo, pegando o vizinho de baixo; bom para ele, porque receberá, uma boa parte dessa bola violeta. E se você quiser fazer, para os seus vizinhos, para o seu prédio todo, perfeito. Não, não precisa ir para o centro do prédio; você irá fazer, irá gerar a bola violeta, a partir do ponto em que você está. E irá crescê-la, até o ponto em que absorva a todos. “Ah, vai sobrar bola?”. Não tem problema. Façam isso! Imaginem uma grande bola violeta, envolvendo a todos.

O que é a luz violeta? A luz violeta, ela transmuta tudo, em amor e luz. Então, vocês estarão atraindo, mais amor, mais luz, para dentro das suas casas e para os seus vizinhos também. Por que não? Neste tempo agora, é uma boa coisa a fazer. Vocês que têm, algum conhecimento no trato das energias, cuidem dos seus vizinhos, façam por eles: “Ah, mas eles não acreditam!”. Não interessa! Se fosse assim, eu não estaria aqui falando, porque eu sei que o grande número de pessoas, que estão aqui, estão só para ouvir as minhas bobagens, porque não acreditam em nada. Estão aqui, para de vez em quando, dar uma alfinetada e dizer, que não acredita no que está sendo dito aqui.

Se eu fosse me importar com isto, eu não falaria mais nada. Então, eu não estou me importando, em quem não acredita. Eu estou me importando, em fazer o bem; eu estou me importando, em passar a minha mensagem, nem que seja para um só; para mim não tem problema, passarei para um só. Mas a minha energia está aqui, recebe quem quiser, acredita quem quiser. Então; não pensem em fazer as coisas, porque o outro vai acreditar ou não; problema do outro não é seu, você está fazendo a sua parte. Não julgue o outro, esqueça o outro; esqueça o outro no sentido da reação que ele terá. Isto não é problema seu, você está fazendo a sua parte. Fazendo um bem para ele.

“Quando eu envio energia, para alguém nesse sentido, eu invado o livre arbítrio dela?”. Não! O livre arbítrio só é invadido, quando você pede cura para alguém, porque a cura é caminhar da alma, é diferente; aí você está invadindo, o livre arbítrio sim. Agora, quando você lança energia, aí não. Você está fazendo um bem pelo Todo, porque você está elevando, a frequência do planeta. Então, não é invasão de livre-arbítrio. Você está pensando no Todo e isto reverbera no Todo; e é maravilhoso! Imaginem, vocês fazendo essas bolas violetas, em cada local onde vocês moram. O mundo, o planeta, vai ficar bonito, cheio de pontinhos violetas, porque serão grandes bolas; porque os edifícios são grandes.

E quem morar em casa, pense nos seus vizinhos. E não é uma meia bola, é uma bola inteira. Então quem mora em casa, vai entrar por dentro de Gaia. Maravilha, Gaia vai amar! Não é meia bola, é uma bola inteira. Então façam a bola, do tamanho que vocês quiserem. Ah, se vocês quiserem, ser bastante ousados e fazer uma bola, do tamanho do planeta, por que não? Mas eu acho, que vai ficar meio complicado, vocês imaginarem essa bola. Então, façam o necessário; façam um pouco maior que o prédio, um pouco maior que a casa e vocês já estarão atingindo, muitas pessoas, E isto é importante. Neste momento então, é mais do que importante.

E por falar neste momento, vou terminar o vídeo, deixando um pequeno recado. Muitos de vocês, têm vontade de ajudar o outro, mas sempre tem aquele pensamento mesquinho: “Ah, eu vou ajudar. Será que vai chegar mesmo, na pessoa que eu tô ajudando, ou aquela pessoa, vai se aproveitar da minha boa vontade?”. Isso é um pensamento mesquinho, porque você está doando, não de coração. Você está doando condicionalmente. “Eu doo com a condição, de que aquela pessoa chegue, aonde tem que chegar”. Então a doação, já não tem mais validade. É o que eu acabei de dizer, aqui agora; vocês estão doando uma energia violeta, não importa, se quem está dentro daquela bola, acredita ou deixa de acreditar, isto não é importante. O importante é a sua ação, pelo Todo. Então, se você vai doar, não tenha esse pensamento, porque se você tiver esse pensamento, não doe; porque você já está, junto com o que você está doando, você já está emanando energia negativa.

Então não pense assim. Doou, acabou. O que vai acontecer na outra ponta, não é problema seu. Lembre-se, você neste momento, nesta situação, em que está sendo solicitado, que vocês permaneçam nas suas casas, até admitimos que vocês, possam fazer as doações à distância, mas não é desse jeito, que se faz doação. Doação é ao vivo, é entregar para quem precisa, ao vivo. Não é passar para o outro, a incumbência de se encarregar, da sua doação. Eu entendo que o momento agora, é diferente. Mas quem puder fazer a doação ao vivo, faça.

Agora, quem está dentro de casa, cumprindo as regras dos seus governos, pode fazer a doação a distância. Mas não tenham o pensamento do que irá acontecer na outra ponta. “Eu estou doando”. Pronto. “Que esta doação seja, o que for de melhor, para quem a receber”. Acabou. Se aquele no meio do caminho, pegar o que você doou e não entregar para quem devia, o problema não é seu; ele arrumou um problema para ele, porque ele interceptou, o que uma pessoa que precisa muito mais, receberia. Então, o problema não é seu. Doe com amor, acreditando que aquilo vai chegar, em quem realmente precisa. E que aquela energia, faça o bem para alguém. Pronto.

Então façam meus irmãos, façam o que vocês puderem, ajudem quem precisa. Tem muita gente precisando. Se vocês pudessem meus irmãos, a cada mês, aqueles que têm condições; não é simplesmente jogar a doação. Se vocês fizessem, um grande mutirão, em que vocês escolhessem famílias, e que a cada mês, vocês enviassem aquilo que vocês pudessem, para aquela família. Não é para ser distribuído; é como se vocês apadrinhassem uma família; família pobre, que realmente precisa. Isso seria magnífico, porque aquelas famílias, saberiam que poderiam contar, com aquela ajuda a cada mês. Aí, vai aquele pensamento de novo: “Ah, se eu começar a doar, daqui a pouco eles nem trabalham. Vão viver só, com o que eu doo”. Então, não doe. O que eles vão fazer, com a sua doação, não é problema seu. Então não doe.

Cada um tem o livre arbítrio. Se eles receberem de coração, será bom para eles; se eles receberem aquilo, como uma humilhação, será mal para eles. Porque eles precisam. Por quê, que é uma humilhação? Então, procurem. Quem puder, procure apadrinhar uma família, apadrinhar uma criança pobre, em que vocês possam vestir, cuidar da escola, comprar material; porque desta forma, vocês criam vínculos; desta forma vocês podem acompanhar aquela família. E sempre que vocês puderem, ajudar.

Então é aquilo, também saibam escolher. Se vocês querem uma coisa com critério, saibam escolher. Mas procurem fazer isso. Este seria um grande movimento de ajuda. Mas não só nesse momento. As pessoas têm fome, não somente neste momento. É o que eu digo; quando tem campanhas no Natal, para dar comida as pessoas. Por quê só no natal? As pessoas só comem no Natal? É claro que não! As pessoas têm fome o ano inteiro. Então escolham uma família, se puder, visitem, saibam como é a casa, o que você pode doar, para aquela família. Muitos não têm uma geladeira, muitos não têm um fogão, muitos não têm cama. Não é que vocês tenham, que abastecer a casa toda, mas por quê não? Se Deus lhe deu, condições financeiras para você, ter bastante; o que é uma cama? O que é uma geladeira? O que é um fogão, para você que têm muito? Não é nada! Então aprendam a dividir, aprendam a ser solidários. Se cada um adotar uma família, o mundo vai melhorar muito; vai melhorar muito. Pensem a respeito.

Pensem, como vocês podem fazer, este tipo de trabalho. Esta aqui que vos fala, tem muita vontade de fazer projetos grandes. Então, por que que vocês não começam com esse? Seria esse o momento. Muitos de vocês, têm funcionários em casa, que os ajudam, que são pobres; às vezes não tão pobres, mas que conhecem pessoas, que sejam pobres, que precisam. Então entrem em contato. Façam alguma coisa pelo outro, não fiquem sentados nos sofás, vendo televisão o tempo todo. Façam alguma coisa, efetivamente pelo outro. Mas não só agora, façam sempre! Assumam um compromisso. E se não quiserem dar dinheiro (porque o dinheiro, muitas vezes é mal usado, concordo); então deem algo que eles precisam; ajudem na casa, ajudem com a comida, com roupas; deem um pouco mais, de conforto.

Às vezes, são famílias que não têm um ventilador, no verão é muito quente, dormem tudo juntos, embolados. Então meus irmãos, vamos se mexer, vamos fazer alguma coisa. Eu entendo, que as pessoas que mais precisam, moram nas comunidades, como vocês chamam. E que é complicado, vocês entrarem lá; concordo. Concordo plenamente, mas vocês sempre conhecerão alguém, que conhece alguém, que precisa. Então façam essa ponte; façam esse contato. Entrem nas associações, eles representam, toda aquela comunidade e procurem por pessoas, que realmente precisem. Porque muitos, muitas vezes, se apresentam e não precisam. Então, procurem saber; quem realmente está precisando, ser adotado.

Meus irmãos, muitos já estão aqui pensando, no perigo que isso poderá ser. Digo uma coisa a vocês: enquanto vocês fizerem as coisas, pensando desta forma, realmente vocês atrairão o perigo. Com toda certeza. Com toda certeza. Mas vocês saberão como fazer, quem quiser, realmente saberá como fazer. Tudo tem solução; tudo tem jeito. Então saibam fazer, acreditando que vocês estão atraindo, uma família, que realmente é do bem e merece. É só vocês emanarem isso. Agora se vocês já emanam o medo, aí vocês não vão atrair coisa boa. Saibam procurar, que vocês vão encontrar como ajudar essas pessoas. Tem tanta gente na rua; uns dependendo apenas de um emprego, para sair daquela situação. Será que você não pode ajudar?

Então meus irmãos, existem muitas formas, de cada um fazer a sua parte; de cada um fazer um pouco pelo outro, doar um pouco do que têm, para o outro. Eu já falei sobre isso, há um tempo atrás. Então se mexam! Façam alguma coisa. Não emanem apenas medo. Emanem amor, emanem solidariedade, porque é isto, que o mundo precisa agora. Neste momento, mais do que nunca. Mas quem sabe, essa já não é uma oportunidade, de começar alguma coisa? Quem sabe? Vamos pensar a respeito?

EU SOU O ARCANJO MIGUEL! Estou aqui, tentando ajudar cada um de vocês, nesta caminhada, mostrando exatamente, como vocês podem melhorar a cada dia.


537 visualizações

CNPJ - 29.898.085/0001-59 - Anjos e Luz Terapias - RJ

Copyright 2020 - Anjos e Luz Terapias - Todos os Direitos Reservados à www.anjoseluz.com