Arcanjo Miguel - Falando do Amor Incondicional

Queridos! EU SOU O ARCANJO MIGUEL!

Não poderia encerrar o assunto de ontem, da forma que foi encerrado. Ainda há muito o que falar, principalmente a respeito do amor incondicional. Mas ainda ficaram algumas observações a serem feitas. Então continuaremos falando sobre o amor; os tipos de amor.

Então ontem mencionei sobre vários tipos de relacionamento: amizade, paixão, amor de irmão, amor de mãe, amor de pai, amor de filho. Muito bem. Mas hoje eu quero antes de falar do amor incondicional, eu preciso citar o amor abusivo; que posso até acrescentar que de amor não tem nada. Então é aquele ser que adora ver o outro submisso. Pratica violência, porque se acha no poder de humilhar o outro, através da violência. Isto se dá de muitas formas: se dá entre pais e filhos, se dá entre companheiros e companheiras, se dá entre amigos, entre desconhecidos, não importa. É aquela necessidade de resolver tudo no tapa. De resolver tudo na briga, na violência.

Então este ser, que não entende o poder da palavra, não aceita aquele NÃO, lembra? Provavelmente foi aquela criança, que cresceu sem nunca ouvir o NÃO. Tudo que pedia tinha nas mãos, e quando não tinha achava um meio de conseguir. Não importa se era lícito ou não; o importante era ter o que queria. Então esse mesmo ser humano é aquele que não admite, que o companheiro ou companheira, não aja do jeito que ele, ou ela, acha que é o certo. Não, não. Não entendam que apenas a violência masculina existe, a feminina também. Que muitas vezes pode não ser uma violência física, mas tem a violência verbal. Ambos são capazes de provocar isso, tanto o homem quanto a mulher.

E aí esses seres entendem, que o outro não tem voz, o outro não tem pensamento, o outro não tem vontade, o outro é ele; o outro é extensão dele. Então não pode ir contra ao que ele pensa, já que aquilo é um pedaço dele. Eu ainda estou falando em companheiro ou companheira. Então se o outro coloca uma opinião, jamais, não pode. A opinião tem que ser sempre a dele/dela; não admite ser contrariado em nenhum aspecto. E isso se expande para qualquer tipo de relacionamento com aquele ser. E quando ele não é atendido, quando ele é extremamente contrariado, ele parte para violência, para mostrar quem é que manda. “Se você não me obedece, você apanha.” Como se aquele companheiro ou companheira, fosse uma criança, que aliás também não pode ser criada com pancada.

Eu gostaria que alguém me dissesse aqui, se apanhar é bom? Se alguém me responder que sim, você é tão doente quanto quem bate. Porque apanhar é se submeter, é receber um castigo através da violência física. Então não é bom, em nenhum sentido, de nenhuma forma. Então aquele ser que se acha, O superior, resolve tudo assim, na pancada, na violência. E tudo tem que ser como ele quer. A vontade dele tem que ser sempre satisfeita e quando não é, ele se revolta.

“Como, como não é como eu quero? Então vai aprender a fazer como eu quero!”. E aí parte para a violência. Posso estender isso a filhos também, porque acham que os filhos por serem pequenos...; aí a covardia ainda é maior, porque um adulto bater em um pequeno; olha a desproporção. Então existe aí uma total falta de bom senso; em estar batendo num ser, que não tem a menor condição de se proteger. E aí espanca e muitas vezes, até bate tanto que mata. Não, eu não estou falando aqui absurdos, isso está nos seus noticiários diariamente. Basta que vocês procurem.

É aquele marido que não aceita a esposa ter personalidade, e a mata. Menos um problema na vida dele. Ele mostrou quem mandava. Ela não vai mais contrariá-lo. É realmente, ela não vai mais contrariá-lo. Mas na maioria das vezes, ele vai pagar pelo seu crime, algumas vezes não. Não, aos olhos da justiça humana, mas da justiça divina, nada passa impune.

Não estou aqui para comentar o porquê, que aquela alma se sujeita a isso. Isso é outro assunto. Estou falando de consciência humana, não estou falando de alma. Então para vocês que se acham superiores; porque também tem mulher que bate no homem e bate feio. E elas fisicamente, muitas vezes, são fortes o bastante para machucar o outro. Então eu diria aqui para vocês, se tem algum exemplo de vocês aqui, desta forma; comecem a repensar as suas posições. Porque posso lhes dizer com toda a certeza: aquela passagem, por enquanto, não tem a menor condição de aparecer na sua mão. Porque você não respeita o outro. Você não respeita ninguém. Então esse seu sentimento; ou você se transforma e muda radicalmente, como vocês dizem; da água para o vinho, ou aquela passagem nunca estará na sua mão. Se você está dando de ombros, ótimo. Você vai exercer a sua violência em outro lugar, não mais aqui no planeta Terra.

Então, quando falo para vocês, não criem seus filhos permissivamente, para que vocês não gerem adultos desta forma. Se achando o centro do mundo, e que quando são contrariados, dão um jeito de eliminar o outro, que o contrariou. “Aquele não vai me contrariar mais”. Volto a repetir, eu não estou falando aqui de alma, nem de obsessão, isso é outra coisa. Então pensem a respeito, pensem muito.

E aí têm aqueles também que no ápice do absurdo, molestam suas crianças. Veem ali um ser totalmente indefeso, que não se defenderá contra ele. E ele faz o que ele quer; e ameaça, apodrece a mente daquela criança. Porque ela vive totalmente no medo. Muitas nem entendem o que acontece, mas sentem que aquilo não é bom. E se deixam levar pelo pânico, pelo medo, pelas ameaças. Que tipo de ser é esse. Aí eu pergunto: este pai ou a mãe; também existem casos de mães que violentam os filhos. Esses pais têm algum tipo de amor no coração por aquela criança? Se você perguntar à eles, eles vão dizer que sim; que eles amam. “São meus filhos”. Mas na mente doentia, aquelas crianças não são nada, são apenas uma forma de satisfazerem os seus desejos de poder.

E não existe humilhação maior, do que o sexo desta forma. É fazer do sexo uma arma. É a mesma coisa que um pai ou uma mãe, pegar uma arma e atirar num filho. Porque vocês acabaram com a vida daquela criança. Ela terá problemas para a vida inteira. Isto se sobreviver né, porque em alguns casos, a violência é tamanha, que a criança não sobrevive. O que dizer deste pai? Vou dizer para vocês, que ele é o representante exato daqueles que dominam vocês.

Se vocês querem buscar representantes deles encarnados, procurem os estupradores; procurem os pedófilos, procurem aqueles que fazem do sexo infantil, a forma de ganhar dinheiro, as suas formas de vida; a forma deles sobreviverem no planeta. É, muito ainda vocês vão saber. Mas este é o alimento para eles. O medo que aquela criança exala, é o alimento deles literalmente falando.

Então nesses casos não há amor, porque esses seres não são capacitados com amor. “Ah, então podemos generalizar todos?”. Sim podem, porque aquele que estupra, não existe aquele momento de: “Ah, eu fui pego por alguma coisa, não sei o que fiz”. Isto não existe. Se ele foi obsediado; ele já emanava isso. Apenas teve uma mãozinha para ir até o fim. Porque isto não é amor, isso é humilhação, é desrespeito, é invasão do outro. É tornar aquela criança, ou mesmo um adulto, em que o sexo não é consentido... Um adulto que seja violentado; a vida para aquele adulto, ou para aquela criança, se torna muito complicada por causa desses seres que se travestem de humanos.

Mas não é esse aqui o foco. Então quando digo para vocês, não se entusiasmem com as relações, só porque é um belo humano/uma bela humana, que eles são perfeitos. Vocês têm este péssimo conceito de avaliação. ”Ah, tem uma aparência bonita; então ele é perfeito.”. É onde muitos de vocês se enganam, porque às vezes, aquele que tem realmente muita beleza, segundo os conceitos de vocês; porque para o Alto, todos vocês são iguais; não existe belo ou feio, vocês muitas vezes desprezam o mais feio, mas que seria um excelente marido ou seria uma excelente esposa para se unir àquele belo, que no fundo só lhe trará problemas e decepção.

Então aprendam a conhecer quem vocês tem ao lado. Não se entusiasmem de primeira. Não queiram viver a vida, como se o mundo fosse acabar amanhã. O mundo não acabará, vocês terão ainda muito tempo para viver. Mas não queiram viver aceleradamente, sem ter oportunidade de conhecer o outro ou a outra. Porque muitas vezes, vocês colocam dentro de casa, esse tipo de gente, que não é humano; está travestido de humano. E aí vocês depois se arrependem. Só que aquele ser, não admite a separação, ele irá fazer tudo para lhe matar. Porque ele não admite, que você tenha tomado uma decisão tão radical, de se separar dele. “Como? Sou eu quem mando. Então você não pode fazer nada.”. E vai lhe perseguir a vida inteira, até que consiga o seu tento, que é matar você.

Mas isso você não viu, quando conheceu ele. Porque você ficou encantada pelos olhos, pelo rosto, pelo físico atlético, era um homem perfeito. Perfeito para quem? Perfeito aonde? Aos seus olhos? Essa beleza não leva à nada. E agora, você descobre quem efetivamente era aquele ser tão lindo. Como pode? São os feios que são maus, não os lindos. É assim que vocês pensam. Os feios não têm vez, porque vocês só vem as aparências; vocês não veem a alma, o caráter, a doçura no coração. Vocês são atraídos pelo físico, porque vocês foram ensinados à isso; a valorizar a carcaça, essa roupagem aí que vocês vestem. E que quando vocês desencarnam apodrece. Então para que tanto, tanto culto à esta roupagem? Para que tanto culto ao belo? Se um dia aquele belo envelhece, enruga, morre e apodrece e vira pó? Qual o sentido nisso?

Mas é assim que vocês fazem. Vocês são atraídos pelo belo. Então vamos imaginar... Por favor, eu não estou aqui dizendo que todos os belos são do mal. Existem muitos belos, que têm o coração maior do que o próprio corpo. Por favor não generalizem o que eu digo. Mas exatamente esses seres, que não têm amor no coração, que fantasiam o amor para vocês, na maioria das vezes estão travestidos de seres perfeitos fisicamente; para justamente chamar a atenção; para justamente você se aproximar e cair na teia.

Então como descobrir? Vivendo. Não junto. Vivendo simplesmente; tendo cuidado antes de levar para dentro de casa. Procure saber da vida da pessoa; procure os amigos. Aí tem aquele assim: “Não, você é só minha; ou você é só meu. Não quero você se dando com amigo nenhum meu”. Por que? Porque os amigos vão contar exatamente o que ele, ou ela, é. Então a primeira providência é isolar você do mundo. Aí proibe você de falar com os amigos, com a família; às vezes até com os filhos. Para que você não tenha ajuda de ninguém; para que a sua mente não abra e você continue dependente daquela violência.

Meus irmãos, é o que eu disse aqui ontem, a relação mais fácil de dar certo é aquela entre amigos; amigos de longa data. Porque vocês conhecem aquele ali a fundo. Ninguém vai se enganar. Vocês sabem exatamente o que estão colocando no bolso. Não no bolso para diminuir; não, é no bolso para carregar para a vida toda. Os dois se conhecem. Agora os belos não, vocês conhecem hoje, e amanhã já querem casar; porque não pode perder a oportunidade, porque se não vem outra, ou outro e pega aquele ser belo. E você não vai poder exibi-lo quando passear na rua, porque é isso que vocês gostam; de exibir o ser belo que vocês atraíram.

Grande vantagem. Grande vantagem. Então ele sempre se traveste de um ser perfeito. Envolve você naquele amor lindo e maravilhoso para que você caia, e em pouco tempo vocês estão juntos; e aí acabou. A sua paz foi para o espaço. É meus irmãos, é este mundo de Terceira Dimensão que vocês vivem; que exatamente faz com que vocês ajam impensadamente, e depois o arrependimento não é suficiente para se livrar daquele ser. Porque eles não admitem ser contrariados. São extremamente violentos e aquele suposto amor que eles diziam que sentiam, nunca existiu, porque eles não sentem isso. Não existe amor, nos escuros encarnados; eles só querem machucar, humilhar, manter em rédea curta, para fazer valer a sua superioridade; e ver o medo na face do outro com quem ele vive

É desta forma que ele se alimenta, porque se ele não tiver o medo, aquela carcaça humana começa a ficar esquisita; já não mantêm mais aquela beleza toda, porque ele precisa se alimentar do seu medo. Então ele faz tudo para manter você cada vez mais apavorado ou apavorada; e isto alimenta a roupagem humana dele.

É meus irmãos, muitos olhando para o lado e tentando entender se o companheiro é ou não um ser da não luz. E vou dizer para muitos de vocês, que vocês descobrirão exatamente isso; que tudo que eu disse aqui vai se encaixar. E aí o que fazer? Sair correndo não adianta, ele irá atrás de você. Não adianta correr. Vocês tem que lutar; e lutar com quê? Com armas de luz. É só isso. A guerra é envolvê-los, eles ou elas, em Luz todo o tempo. E eu garanto para vocês que, em pouco tempo eles sairão das suas vidas, porque perdeu a graça para eles. Eles não estão mais lutando com um ser bobinho que eles ameaçavam e se diminuía, e se calava. Eles agora estão vendo um poste de luz e aquilo não é bom para eles. E aí vão deixar você de lado. Vão embora.

É. Então saibam como se libertar meus irmãos. As energias estão aí. Vistam-se de luz todo o tempo. Não se deixem submeter. Envolva-os em Luz, em luz branca, luz amarela, luz violeta, luz verde; a luz que vocês quiserem, mas que seja luz. Peçam ao Universo que tire esse ser de perto de vocês. Aí muitos, estão aqui pensando: “Ah, mas existem os escuros que são da Luz”. Sim, concordo. Agora, escuros que são da luz não agem desta forma; agem como seres humanos iluminados. Não precisam ter o medo do outro para sobreviver. Por que não? Porque eles transmutaram aquela maldade em amor.

Então é como se ele se tornasse efetivamente um humano. Então estes vocês podem confiar. Não é porque a alma dele é, Reptiliana ou Draconiana, que vocês têm que crucificar à todos. Não. Aqueles que são iluminados agem como tal. Não humilham ninguém; não violentam ninguém; não batem em ninguém; são seres da Luz, efetivamente. Eles se tornam da luz, e não precisam do medo para se alimentar. Então não julguem também todos, por alguns.

Então, acho que desta forma eu encerrei os tipos de amor. E agora vou falar do amor incondicional. O que é o amor incondicional? É aquele que, como eu já disse aqui tantas vezes; não julga, não critica, não pede nada, não barganha, não força, não se humilha, não impõe vontades, não se superioriza, não se acha o centro do Universo perante os outros. E eu ficaria aqui falando um vídeo inteiro, explicando o que é o amor incondicional.

Aí muitos aqui já me perguntaram, como praticar o amo,r incondicional neste mundo tão feio que vocês vivem da Terceira Dimensão. Realmente precisaria que vocês estivessem afastados, como eremitas nas montanhas. Fácil não? Muito fácil. “Eu me afasto de tudo e de todos e vou viver o amor incondicional”. Com quem? Ficaram um eremita na montanha, e dizer: “Ah, eu amo à todos igualmente”. Interessante. É fácil falar, não? Agora eu quero ver vocês, aí vivendo o dia a dia, convivendo com toda a violência e a maldade que vocês veem, praticarem o amor incondicional, 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Então o que é viver o amor incondicional dentro da Terceira Dimensão? Eu já expliquei aqui, mas vou explicar de novo: é sempre bom; é procurar mudar os hábitos – este é o primeiro ponto. Quando olhar alguém que está fazendo algo errado, não o critique, não o julgue. Quem está errando é ele, não você. Então não julgue ninguém. Não seja juiz, promotor e júri, nem advogado de defesa de ninguém. Você tem que estar preocupado com a sua caminhada, não com a caminhada do outro. A caminhada, como o próprio nome já diz, é do outro. Se ele fez uma coisa errada, ele vai colher aquilo que ele plantou. Não é você dizendo: “Ah, que absurdo que este homem fez!”. Quem é você para julgar?

Quem é você? A sua alma é perfeita? A sua alma nunca fez nada errado?

Eu já disse aqui para vocês que não existe almas perfeitas encarnadas. Se vocês fossem almas perfeitas já teriam ido para o astral, não estariam encarnados mais; porque não precisam mais viver nesta dimensão para aprender nada. Então quem são vocês para julgar o outro, para botar o dedo, apontar o dedo, falar um monte de asneiras para o outro, só porque não concorda com que ele pense o que ele faz? Quem são vocês?

Então eu gostaria de dizer para vocês que viver o amor incondicional, é em primeiro lugar; se colocar em primeiro lugar. Então, não é que o mundo vá rodar de acordo com a sua vontade, não é isso; mas antes de você fazer qualquer coisa você tem que se perguntar: “Isto é bom para mim e para o Todo?”. Se as duas respostas forem sim, aí sim, você pode fazer. Agora se você for fazer algo para alguém, que não vai lhe agradar muito, então não faça; porque você tem que pensar, que você tem que estar bem todo o tempo.

Então você irá agradar o outro, mas irá ficar mal. Está errado. Se aquilo não vale fazer bem, você terá que dizer: “Olha, eu não vou fazer porque eu não concordo com isso. Não quero fazer”; e não faça. É claro, meus irmãos, que isto é uma forma generalizada de falar. Mas, por exemplo, vocês não vão escutar isso de uma criança, onde vocês estão educando; e ela vai dizer: “Não, eu não vou fazer”. Vocês têm que sentar e conversar com essa criança; o porquê que você está orientando ela fazer aquilo. Vocês têm que ter o poder do convencimento. Isto é educar; isto é mostrar o certo e o errado, para que aquela criança, quando se tornar um indivíduo, saiba se comportar na sociedade.

Então não generalizem tudo que eu estou falando. Eu estou falando em linhas gerais. Vocês têm que ter sempre vocês em primeiro lugar. “Isto é bom para mim?”. Sim ou não. Isto é bom para o Todo? Sim ou não. Efetivamente as duas respostas têm que ser sim. E aí vocês estão respeitando a primeira regra do Amor Incondicional: amar a si mesmo. Segunda regra, dita por Cristo, “Amar o próximo como você gostaria de ser amado”. Então não façam ao outro, aquilo que você não gostaria que fizessem com você. Isto é amor incondicional; é perceber que o que você está fazendo, está machucando o outro.

Então não faça, porque se você recebesse aquilo, você não ia gostar. Então não faça. Amor incondicional é olhar para uma pessoa e não julgá-la pela aparência, só porque ela não é tão bonita ou bonito; é olhar para aquela pessoa e ver que ali tem um ser; uma alma, e uma consciência humana. Aquela roupa ali, não diz nada. É aceitar à todos igualmente; não rotular ninguém. Ah, rico e pobre. É pobre pelas circunstâncias, e é rico, porque será? Então não rotule ninguém. Apenas existe um ser à sua frente, sem rótulos.

Aí vocês já costumam rotular: “Ah, Fulano é gordo. Fulano é feio. Fulano é chato. Fulano é baixinho”. Tudo vocês rotulam, sempre para o negativo. Raramente vocês rotulam para o positivo. Vocês colocam rótulos, porque já viram aquilo naquele ser, segundo a sua ótica; e aí vocês o rotulam. Não rotulem ninguém. Aquela alma está cumprindo o caminho dela. Ah, ela está fazendo algo errado segundo o seu entendimento. Muito bem. Quem vai colher o errado que ela está fazendo? Não é você, é ela. Agora será que ela realmente está fazendo errado ou este é um conceito errado que você tem? Ou você não quer admitir que você pensa de forma errada? Então você a julga. “Ela está errada!”. Você acabou de julgar.

Então meus irmãos, não julguem; não critiquem; não apontem o dedo; não discriminem ninguém. “Ah, porque Fulano ou Fulana é homossexual, não presta!”. Por quê? A opção sexual dele afetou o caráter? Afetou a forma de pensar do ser? Ele estava usando a roupagem dele do jeito que ele quer; é apenas uma roupa. Se o relacionamento homossexual é bom para aquele ser, o problema é dele, não é seu. Se você não concorda, e você é heterossexual, muito bem, fique com o seu conceito e ele fique com o dele. Ele não está obrigando você a ser homossexual, está? Não ele respeita você, em ser hetero, ótimo, então respeite ele ser homo. Qual problema?

Eu já disse isso aqui, esta era, esta encarnação, veio para derrubar muitos dogmas, muitos pré conceitos. Muita gente sendo discriminada, por quê? Por que esta avalanche de almas, que perante a sociedade são almas que deveriam ser combatidas, porque estão fora do eixo normal, por que? Seria porque essas almas têm que aprender muita coisa, porque em tempos passados, fizeram a mesma coisa com alguém? É exatamente, meus irmãos. Por outro lado, eu diria que vocês passaram a amar as almas não a roupagem.

Então Amar Incondicionalmente primeiro, é pensar em si próprio; não com egoísmo. Cuidado! Existe uma linha tênue aí. Não é pensar com egoísmo. “Ah, eu vou pensar só em mim”, e aí faz tudo e machuca um monte de gente. Então é onde eu disse, a pergunta é: “Isto é bom para mim e para o Todo?”. O que é o Todo? Os que estão à sua volta. Você não estará machucando ninguém pela sua atitude. Isto é não ser egoísta. Agora o egoísta é: “Vou pensar só em mim. O resto que se dane”. Esse é o egoísta.

Amar Incondicionalmente, é perdoar. Exatamente o que eu disse há pouco. Aquele outro lhe fez algo, você ficou magoado, ficou sentido, muito bem. Que lição você tirou do que ele lhe fez? Ah, não tirou lição nenhuma. Você apenas ficou com raiva, ficou magoado, sofreu, chorou. Qual lição você aprendeu disso? Porque tem uma lição aí. Você que não consegue perceber, porque você é o coitadinho. Ele fez algo contra você. Então você é o coitadinho.

Então, antes de vocês terem raiva, ódio, quererem se vingar, quererem fazer mal àquele que lhe fez mal também; parem e pensem: “Por que o outro fez isso comigo. O que eu emanei para ele, para que ele reagisse dessa forma? O o que eu emanei para o Universo para que o Universo me devolvesse dessa forma?”. Porque foi devolução de algo que você fez. Mas vocês não pensam assim. Você já afasta aquela pessoa, crucifixa, julga e condena, porque magoou vocês. Por quê? Façam essa pergunta: “Que lição esta mágoa está me tentando me dizer?”.

Então, Amar Incondicionalmente, é fazer essa pergunta, e entender o porquê do outro ter feito aquilo, e perdoá-lo. Mas é aquele perdão do fundo do coração; não é aquele perdão “Ah, não, está tudo bem”; e no dia seguinte quando olhar a pessoa: “Ah, eu não suporto Fulano!”. Então não houve perdão. Você continua magoado com ele. E aí vai ser muito mais difícil, porque como você perdoou o Fulano, ele vai achar que você voltou a ser aquele que era antes. Então você vai passar a ser falso. Na frente dele você se coloca, como se tivesse perdoado tudo; ele vira as costas e você fala: “Não, suporto”. Então o perdão foi falso, e você está sendo falso.

Então este é o Amor Incondicional; é pensar em si em primeiro lugar, e pensar no Todo; fazer algo para si que seja bom para si e para o Todo. Entender que cada um tem uma caminhada. Você também magoou muitas pessoas, mas você sempre se achou no direito disso, porque você estava certo. Quem disse? Segundo a sua ótica, você estava certo. O outro pode não ter entendido assim, e ficou magoado com você. Então cuidado! Cuidado, com o que vocês fazem para o outro, porque tudo que vai, volta. Se vocês praticam o bem, o bem volta muitas vezes multiplicado; se vocês praticam o mal, da mesma forma. Dependendo do grau da maldade ela volta cada vez mais intensificada, para que vocês sintam na pele, o que vocês fizeram o outro sentir.

Então, para encerrar este vídeo de hoje, Amar Incondicionalmente é, em primeiro lugar amar à vocês mesmos, sem egoísmo; amar à vocês mesmos e amar ao Todo. Praticar ações que sejam boas para você e para o Todo. Não julgar, não criticar, não condenar, não discriminar, não apontar o dedo, não falar mal, não fazer fofoca, em relação à ninguém. E aí de repente, se vocês se pegarem fazendo isso...respira fundo, toma um copo d'água. Eu Já ensinei isso aqui. Toma um copo d'água e pede que aquela água elimine todo aquele sentimento que você emanou. Porque você emanou.

Então o arrependimento foi instantâneo; não dá nem muito tempo de bater na parede e voltar. Você se arrependeu do fundo do coração, então aquilo foi considerado como uma primeira chance, que o Universo está lhe dando. Agora, se você repete isso 20 vezes por dia, aí o Universo vai entender que não; aí tem coisa errada. Então ao perceberem que agiram errado, consigo ou com outro, imediatamente peçam perdão. A si mesmo, peçam perdão ao outro, desculpas, não importa; e tomem um copo d'água, e limpem esse sentimento.

E estejam prontos para aceitar tudo e à todos, porque numa dimensão onde não existe o meio, que existe aqui na Terceira, não existe poder, não existe a maldade, não existe a violência; existirá apenas o amor. Então não haverá o meio para atrapalhá-los. Mas vocês têm que começar a aprender a viver este amor, porque lá... se aqui vocês fazem e o Universo devolve intensificado, lá vocês estarão sendo avaliados. E é como se fosse uma caixinha; cada vez que vocês pisarem fora da linha, aquilo é colocado naquela caixinha; e aquela caixinha tem um limite. E quando você atingir aquele limite você será gentilmente convidado a conversar: “Por que você está agindo assim? Não está sabendo viver na Quinta Dimensão?”. Então vá estudar, e você será preparado. Agora, se você continuar insistindo em encher aquela caixinha, você será gentilmente convidado à ir para outro lugar. Então aprendam a viver o Amor Incondicional.

EU SOU O ARCANJO MIGUEL! Amo vocês incondicionalmente. Para mim, não há diferença entre nenhum de vocês. Mesmo aqueles, que dentro da ótica de vocês, não seriam merecedores da minha atenção.



0 visualização
  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook Social Icon

CNPJ - 29.898.085/0001-59 - Anjos e Luz Terapias - RJ

Copyright 2016 - Anjos e Luz Terapias - Todos os Direitos Reservados à www.anjoseluz.com