Arcanjo Miguel - Como Encarar o Dia de Hoje

Queridos! EU SOU O ARCANJO MIGUEL!

Não poderia deixar de vir aqui hoje. Dentro de um dos rituais criados no seu planeta, para espalhar o sofrimento, espalhar a dor, cultivar a perda, foi criado o dia de hoje. Com que finalidade? Trazer aquele que se foi de volta, ou apenas chorar por aquele que se foi? Sofrer novamente? Eu não desprezo e nem minimizo o sofrimento de nenhum de vocês. É claro, não precisamos sentir o que vocês sentem quando perdem alguém que amam. Vemos o sofrimento sendo expandido na energia de vocês. É uma energia de dor, muito clara para todos nós. Não somos insensíveis e nem muito menos não damos valor ao sofrimento; este tipo de sofrimento.

Vocês foram ensinados ao apego; foram ensinados a entender que quando a pessoa morre, acabou; aquela existência terminou. Não achem que a grande maioria sabe que ali tem uma alma, e que a alma é eterna. Não, a grande maioria não acredita nisso. Então acha que ali acabou tudo. E aí ficam se perguntando por quê? Por que eu estou passando por este sofrimento? Por quê? O que fiz para merecer isso?

Sempre vocês se colocam como aqueles que são prejudicados. Em nenhum momento vocês pensam no outro, naquela alma que se foi. Que se foi para viver como espírito, não mais encarnada. Algum momento vocês se perguntam: Qual foi a caminhada daquela alma? O porquê dela estar indo embora naquele momento? Subitamente, ou por uma doença, ou por um acidente; não importa. Aquela alma tem uma caminhada, e ela fez uma escolha. Sim, todos vocês escolhem como vão morrer e quando vão morrer.

Então não adianta, mesmo que na trajetória de vida, vocês tenham formado famílias, tenham formado amigos, sejam importantes para o mundo; naquela hora, a decisão será respeitada; porque é um acordo que vocês fazem com o universo. Então por quê? Por que ficar achando que você é que é o coitado; porque você perdeu aquele que ama? Também não é o fato de sentir raiva daquele que se foi, por ele ter ido cedo; é a caminhada daquela alma.

Então eu posso dizer para vocês, que todos vocês que têm famílias, que têm parentes, que têm marido, esposas, filhos, amigos; essas conexões não são à toa; não são criadas definidas no momento do nascimento. As conexões são criadas pelas lições que vocês têm que aprender. Então vocês atraem aqueles que vão lhe passar as lições; e aqueles que vocês poderão passar aquilo que vocês aprenderam. Então existe sempre uma troca, nada é em vão.

Quando um simples bebê nasce e parte rapidamente, por quê? Qual o sentido? O sentido era uma lição para aquela mãe, para aquele pai, para entenderem o que é a perda. De alguma forma eles fizeram alguém sentir isso; então estão sentindo o mesmo que fizeram alguém sentir. Não, não é castigo; isto é lição. O que você provoca volta para você. Então aquela alma que veio naquele bebê, é uma alma extremamente evoluída, que sabe que virá e irá embora rapidamente; veio para aplicar uma lição.

Então meus irmãos, mais uma vez não diminuo o sofrimento de ninguém; sei o quanto vocês amam e o quanto vocês sofrem por perderem aqueles que amam. Mas não se esqueçam, são almas; e que num futuro muito breve, se são almas de luz, que tiveram uma caminhada em toda a sua existência, (que fique bem claro, de luz) vocês terão contato com todos eles; porque a Quinta Dimensão permite isso. Agora, caso vocês cheguem lá e não façam contato com eles, não se sintam diminuídos nem sintam raiva; é porque aquela alma não era tão iluminada quanto vocês pensavam; e ela ainda tem muito que aprender, para chegar ao estágio que vocês estarão.

Não tenho muito a ficar falando aqui. A lição é uma só: vocês são almas independentes. Filhos não são produtos de duas almas; filhos são almas independentes do pai e da mãe. Passem a ver as pessoas à sua volta como almas independentes. Ninguém está preso à ninguém. Ninguém é propriedade de ninguém. Ninguém é escravo de ninguém. Então vivam o momento; vivam aquele momento em que vocês são felizes com aquelas almas ao seu lado, porque amanhã vocês não sabem como será.

Então respeitem o outro; amem o outro como vocês querem ser amados. Vivam o momento com aquele ser que vocês amam, cada minuto. Não deixe para dizer que o ama amanhã, porque poderá ser tarde demais. Mas não é aquele “eu te amo” como uma máquina falando, apenas para agradar o ego do outro. Porque muitos de vocês fazem isso; dizem “eu te amo” para escutar o outro dizer de volta, mesmo que o outro não esteja com vontade de dizer aquilo.

Vocês falam para que o outro fale de volta, e o ego fica inflado. “Ah, então ele me ama também”. Ledo engano. Muitas vezes vocês ouvem o outro responder, e ele não lhe ama como você pensa. Então o dizer, “eu te amo”, tem que ser aquele momento de muito amor, aquele momento de entrega, aquele momento de pura paixão para os dois; em que um olha no olho do outro e vê ali o seu complemento. Então neste momento vale você dizer “eu te amo”, porque ali realmente você está se entregando, você está expondo todo o seu sentimento. Agora diga sem esperar o retorno, porque aquele outro pode não gostar de ficar dizendo isso toda hora. O amar não é palavras; o amar são atos, são momentos, é atenção, é carinho; isto é amar. Não é dizer “eu te amo”. Isto é muito folhetinesco. Vocês aprenderam isso nas suas novelas; em que quando alguém diz “eu te amo”..., oh, que grande cena vem ali.

A vida não é assim. Amar é amar. Você ama porque você ama. O outro não é obrigado a lhe amar do jeito que você o ama. Ele pode lhe amar, lhe respeitando, lhe dando carinho, lhe dando atenção, e não ter o amor que você tem; mas ele é um companheiro, ele é um amigo, ou uma companheira, uma amiga, e que está com você em todos os momentos. Será que o “eu te amo” é que é o mais importante? Vocês ouvirem isso; ou o dia a dia; ou aquela cumplicidade; ou aquele carinho, aquela amizade entre os dois?

Então da mesma forma, pensem em relação à todas as pessoas. Respeitem cada um o seu jeito de ser. Não queiram que o outro seja como vocês querem. Ninguém se molda ao que você quer; isto pode acontecer um tempo, mas depois a pessoa acorda, e você não vai gostar nada do que você vai ver, porque ela deixou de ser aquele bonequinho que você manipulava. Por que estou dizendo tudo isso? Porque a morte tem amor no meio. O amor de respeitar aquela alma; o amor de olhar para o céu, e dizer: “Gratidão Deus Pai/Mãe por eu ter vivido com esta alma maravilhosa. Gratidão de eu ter feito parte da vida dela, de eu ter aprendido com ela e ter podido ensiná-la também muita coisa”.

Então olhem por um outro lado. Agradeçam por terem feito parte da vida daquela alma, da caminhada daquela alma. Esta conexão jamais será encerrada. Uma conexão, uma vez criada, nunca é encerrada. Ela se enfraquece, mas vocês sempre terão essas pessoas presas à vocês. Então em vez de ficar chorando, achando que o mundo acabou, porque aquela alma se foi, agradeça por ter vivido, pelo tempo que tiver sido, ter vivido com aquela alam; ter feito parte da caminhada dela e saber que você criou uma conexão com ela; e que esta conexão, se desejada, você voltará a vê-la.

Então não se entreguem ao sofrimento. Não se entreguem ao desespero. Não se entreguem à vontade de morrer junto. Por quê? A sua caminhada de alma é outra. Você não vai parar a sua caminhada porque o outro, ou a outra, morreu. Era a caminhada dele, e você teve a oportunidade de estar com aquela alma pelo tempo que foi; e você aprendeu muito com ela e ensinou também. Então, não sofra por aquela alma porque você faz mal à ela. Quando vocês choram, vocês se desesperam, aquela alma não se vai, aquela alma fica presa à matéria, sofrendo, vendo o seu sofrimento; e não vai para a luz. Se torna uma alma vagante, que não lhe abandona nunca, porque você não deixa. Você fica chamando por ela todo o tempo. Então ela não vai embora. Isto é o quê? É amor? Não, isto é egoísmo. Isto se chama egoísmo. Deixe a alma seguir o caminho dela. Você pode sofrer, você pode até chorar. Não é você sofrendo e chorando o tempo todo, que trará ela de volta, pelo contrário, você estará fazendo mal aquela alma. Então cadê o seu amor?

Então chore, sofra, acabou; não há mais o que você possa fazer. Então é levantar, orar muito por aquela alma, mostrando à ela que você está bem, que ela pode seguir o caminho dela, e que você vai ficar bem. Isto é amor, porque você entende que aquela alma tem o caminho dela. Então ame-a; deixe-a livre; e pronto, siga sua vida. Você vai chorar algum dia, você vai sofrer algum dia, mas a sua caminhada continua. Não é você se apegando, mostrando um sofrimento, muitas vezes até exagerado, que você vai fazer bem aquela alma. Isto é egoísmo. Então libertem as almas que se foram. Não se apeguem à elas. Vocês podem orar por elas, mas sempre deixando elas livres.

Não é perguntar: “Por que você me deixou?” Deixou, porque era o momento dela. Isto não é pergunta que se faça. Porque a alma entende que não era o momento, e ela fica presa. Então libertem suas almas; libertem as almas daqueles que foram. Você está aqui ainda, vivo, porque tem ainda uma caminhada a continuar. Então continue a sua caminhada. Respeite a caminhada da outra alma. Ela se foi, muito bem, então entregue ela para a luz. Diga para ela: “Vá! Eu ficarei bem. Vá para onde você tem que ir”. E a alma irá, porque sabe que você ficou bem.

Então esse sofrimento desmedido, o desespero, não faz bem nem à vocês e nem à alma. Aí muitos, entram nesse desespero sabendo que a alma fica presa, e fazem isso de propósito. Como quem diz: “Se você está me fazendo sofrer eu também vou te fazer sofrer.” Cuidado! Cuidado com suas decisões, porque amanhã quando a sua alma se libertar deste corpo que você veste, aquela outra alma se libertará, agora você não; você não irá para o caminho que você está imaginando, porque você fez de uma alma sua escrava, presa por um sentimento que você na verdade não sente. Você apenas está maltratando aquela alma. Então cuidado! Cuidado com as ações que vocês têm.

Então para finalizar, não há muito mais o que dizer. No dia de hoje vocês podem até derramar algumas lágrimas, mas não se esqueçam de agradecer à Deus Pai/Mãe pelo tempo que aquela alma viveu com vocês. Vocês tiveram este privilégio; então agradeçam. E digam para a alma: “Eu estou bem. Fique em paz. Eu estou seguindo a minha vida. Fique em paz. Vá em paz para a luz”. E se for o caminho daquela alma ela irá para a luz; porque sempre tem anjos para levar as almas embora; aquelas que se libertam de vocês.

Então no dia de hoje aproveitem, libertem as almas, porque muitos de vocês continuam prendendo elas. Então libertem. Façam uma boa ação no dia de hoje. Já que foi um dia criado para o sofrimento, para diminuir a vibração do planeta, então pelo menos façam alguma coisa boa. Liberte a alma; se você é daqueles que a está prendendo, achando que mantendo ela presa, porque você também está sofrendo, é um castigo para ela. E entenda, é mesmo. Cuidado! Cuidado com suas decisões.

Então, lembrem-se dos seus mortos hoje. Sim, mas com carinho, com gratidão. Sejam gratos à Deus Pai/Mãe e à eles, por terem vivido com eles. Não é sofrendo; não é sofrendo que vocês mostram amor por aquela alma. E todo o tempo que ela viveu com vocês, acabou? Então demonstrem alegria, gratidão, pelo tempo que vocês viveram com elas, e tenham certeza que elas ficarão muito mais felizes do que vocês ficarem na beira de um túmulo frio, onde ali não há nada, chorando por aquela alma que se foi.

O que existe ali naquele túmulo? Osso, cabelo, mais nada. Ali não tem nada. Ali não tem nada daquela alma que esse foi. Aquela roupa não é mais dela, ela se livrou dela há muito tempo. Então porque chorar em cima de um túmulo frio? Por quê? Que ato macabro foi esse que foi criado para vocês? Morreu acabou, o corpo físico morreu. Ele foi consumido ficou apenas os ossos, que não é mais daquele que se foi; é um osso. A alma não fica preso aos ossos. A alma se libertou daquela roupa. Esse é o final da roupa. Então para que ficar em cima de um túmulo chorando?

Pensem meus irmãos. Pensem, o tanto de mentiras que foi dito para vocês. Aí não tem nada. E muitas almas, vou dizer para vocês, muitas almas não dão nem bola vocês irem lá no túmulo chorar, porque elas estão tão altas, tão evoluídas, que não vão ficar se importando se você está lá chorando por elas em cima de um túmulo; porque elas entendem que você não aprendeu nada. Você continua preso à essas crenças, à esses rituais macabros que não levam à nada. Se vocês querem no dia de hoje, serem lembrado por suas almas, sejam gratos à ela Mostrem a alegria de ter vivido com elas. Ah, este sentimento chegará nelas; esse chega. E elas vão ficar muito felizes de saber que construíram uma caminhada bonita com vocês, e que deixou saudade, não sofrimento. Então pensem bem o que vocês estão cultuando. Pensem bem o que vocês estão entendendo que é cultuar os mortos.

Vocês que estão aqui, nesta evolução para a Quinta Dimensão não podem mais agir assim. Isso acabou. Eu acho que eu já ensinei o bastante para vocês para vocês se desapegarem dessas crenças, desses rituais macabros que não levam à nada; não levam à nada para a luz; porque para o outro lado leva. Porque vocês vão para lá e choram, choram, choram. O que acontece com a vibração de vocês? E naquele lugar onde todos os mortos são cultuados, ali tem uma egrégora de dor, ali tem uma egrégora de maldade, porque ali se concentram muitos espíritos de pouca luz. Então vocês vão para lá choram, choram, choram..., aqueles espíritos de pouca luz gostam de ver você chorando, e ficam perto; e vocês acabam levando para casa um monte de amiguinhos. Aí vocês não sabem por que depois que foram naquele local, ficaram se sentindo mal. Claro estão cheio de amiguinhos aí à volta.

Então pensem. É isso que vocês querem para vocês? Vocês querem acabar com a vibração de vocês? É isso mesmo? Então pensem duas vezes antes de irem até lá. Vocês querem cultuar seus mortos, sejam gratos por terem vivido com eles; é isso que vocês têm que fazer. Não chorar sofrendo porque ele se foram. Agradeçam por terem vivido uma vida, um tempo, o tempo que for, com eles. É isso que vocês têm que fazer. Quem está se preparando para a Quinta Dimensão é isto que tem que fazer; não ir para aquele local onde a egrégora é maligna, porque é ali que eles se reúnem; porque eles ficam lá só esperando as almas se desligarem do corpo, e quando a alma não sabe muito bem para onde vai, eles captam a alma. É nesse ambiente que vocês querem ficar? É nesse ambiente que vocês querem derrubar as vibrações de vocês?

Pensem bastante. O que vocês estão fazendo com suas vibrações. A alma é eterna. A conexão com aquela alma também é eterna, mas não por apego, por amor. Quem ama, quer ver o outro bem. Então libertem suas almas, e sejam gratos. É este o sentimento que vocês têm que ter hoje: ser gratos por terem vivido o tempo que foi junto àqueles que vocês, dizem, que amaram.

EU SOU O ARCANJO MIGUEL! Espero, que vocês efetivamente Ouçam as minhas palavras


615 visualizações0 comentário

CNPJ - 29.898.085/0001-59 - Anjos e Luz Terapias - RJ

Copyright 2020 - Anjos e Luz Terapias - Todos os Direitos Reservados à www.anjoseluz.com