Arcanjo Miguel ao Vivo 06-09-2021

Atualizado: 23 de jun.

Queridos! EU SOU O ARCANJO MIGUEL!


Sim, peguei vocês de surpresa hoje. Mas, o assunto que me traz aqui, digamos que eu não poderia deixar de colocar a minha opinião, de colocar os meus ensinamentos. Agora antes de mais nada, não estou aqui para puxar ninguém pela mão, não estou aqui para prender ninguém, não estou aqui para obrigar ninguém a nada. Cada um de vocês é adulto, dono da sua vida e dono das suas escolhas. Então, neste momento esta é a palavra fundamental: Escolha.


Então, eu vou começar falando um pouco sobre o meu papel no Universo. Muitos me veem como um Santo Guerreiro, como o Arcanjo Guerreiro, como ser de Luz Guerreiro, que gosta de batalhas, nunca neguei isso, nunca neguei. Sou Guerreiro, sou um comandante, sou um General, como vocês queiram. As grandes transformações do Universo me tiveram como comandante, porque para isso fui criado, para isso sou um desdobramento de Deus Pai/Mãe, com esta função e com esta missão. Mas o que são as minhas guerras? Eu brigo pela paz. Eu brigo pelo pela liberdade. Eu brigo pela transformação. Não entro em batalhas pequenas, são grandes batalhas. Batalhas que mudam uma raça, batalhas que mudam um planeta, batalhas que façam a diferença no Universo. Não me preocupo com pequenas guerrinhas de ego, de poder, pois não almejo poder algum porque já o tenho. Então quando vocês me ouvem falar que gosto de batalhas, gosto. Gosto de batalhas onde a Luz vence. Gosto de batalhas onde as energias negativas são consumidas, isso para mim é uma grande batalha. Por isso tenho os meus exércitos em todo o Universo, não é só aqui neste planeta, em todo o Universo. Escolha a dedo cada alma que fará parte do meu exército, pois as almas são criadas para isso, com este fim de fazerem a diferença, de brigarem grandes batalhas, não essas batalhas que vocês conhecem aqui.


Exatamente por eu ser um grande Guerreiro, ser um Estrategista, ser um General, eu me dou o direito de abordar qualquer assunto. Porque todo e qualquer assunto tem que ter estratégia, tem que ter sabedoria, tem que ter manobras para que se consiga o que se quer, então me sinto capaz sim de falar sobre qualquer assunto. Então agora eu vou descer um pouquinho mais, vou falar das grandes guerras do seu planeta, por quê? Qual o motivo das grandes guerras? Poder. Conquista. Ego. E qual o resultado das grandes guerras? Morte, morte, morte. Violência. Dor. Sofrimento. Não venham me dizer que muita coisa melhora após uma guerra, isso é o que eles querem que vocês acreditem. Pois, nenhuma guerra traz paz. Nenhuma guerra traz desenvolvimento. Nenhuma guerra traz felicidade para ninguém, só para os que ganham e comandam e simplesmente vivem o seu ego.


Então pensem talvez alguns aqui não tenham passado, mas tem alguns que passaram por algumas guerras. O que foi ganho? Mais poder. Nações se sobressaem. Nações se tornam poderosas, quase donas do planeta e se acham no direito de dominar, atacar, sucumbir, matar em nome do que mesmo? Ah, em nome do desenvolvimento! Sim, para quem? Para eles. Porque o povo, aquele que é massacrado, que é esquartejado, que é morto, ferido não leva nada. É bom para quem ganhou a guerra, para quem dominou. Além de guerras, vocês tiveram muitas batalhas, aí muitos poderão dizer: “Ah, mas grandes territórios foram criados. Novos países foram criados”. Aqui preço? Ao preço da morte, ao preço da dominação, ao preço da escravidão, ao preço da violência, do ataque a crianças, a mulheres, a velhos. Isto é domínio? Isto é batalha? Isto é poder. Isto é ego. Quem manobra as batalhas? Os poderosos. Ninguém manobra uma batalha para salvar ninguém, me apontem uma, uma única guerra que tenha sido feita para matar a fome do povo no mundo, para acabar com as doenças no mundo, para acabar com a miséria no mundo, alguma teve? Não, não teve e não terá. Porque ninguém tem esse interesse. Toda guerra, toda batalha tem sempre interesse majoritário por trás e que não são os interesses daqueles que ficam embaixo, seguindo que nem carneirinhos, acreditando naqueles que estão em cima, nunca. Porque depois que a guerra, a batalha, o conflito acaba os poderosos continuam atrás das mesas, protegidos. E aqueles que estavam lá brigando por eles, muitos morreram, muitos se feriram, muitos foram presos. Quem saiu ganhando? Quem orquestrou tudo. Não quem foi lá para rua brigar por eles.


Então, aqui deixo uma pergunta: A quem vocês efetivamente devem alguma coisa? A quem? Hoje se eu fizer essa pergunta, a quem vocês devem algo? Não me venham com ironia de dívidas do seu planeta. Eu quero uma resposta profunda, a quem vocês devem algo? Eu respondo por vocês: A ninguém. Não, vocês não devem nada a Deus Pai/Mãe. Deus Pai/Mãe nunca lhes cobrou nada e nunca cobrará, então vocês não devem nada a Ele. Vocês não devem nada a ninguém. Então, eu faço uma outra pergunta: Por quem vocês brigariam? Ah, muitos vão responder: pelos meus pais, pelos meus filhos... eu até admito que para defendê-los vocês até brigariam, mas tenho cá minhas ressalvas. Porque continuo dizendo que a caminhada é de cada um, ninguém tem que brigar por ninguém.


Então, eu quero que vocês pensem muito no rumo que o seu mundo está tomando. E vou ser um pouco mais claro, no mundo que este país, que a maioria que está aqui está me ouvindo, está tomando. O que vocês querem? Brigar por quem? Para quem? Não, não me venham com respostas baratas de que sem revolução não há mudança. A mudança, a verdadeira mudança, aquela que muda um povo, que muda uma civilização, que muda um país vem do coração. Não da discussão, da guerra, da violência, não é isso que traz a mudança. A mudança tem que vir do coração de cada um de vocês. Cada um tem que mudar, tem que fazer a sua parte que se somará ao todo, e aí o todo se modifica. Não é brigando por A, por B, por regime A, por regime B, por ser contra ou a favor, que vocês vão mudar nada. Vocês só vão encher o ego daqueles que estão orquestrando tudo. Eles estão lá aprontando tudo e vocês, os tolinhos, são a massa de manobra deles.


Então, eu deixo aqui apenas uma reflexão: A mudança tem que vir do coração, não é a ação física e violenta que traz a mudança. Isso só traz tristeza, fracasso, decepção, morte, violência, é só isso que traz. Sinceramente a minha preocupação é tamanha, porque muitos estão enganados, estão si deixando enganar. Porém, como eu disse no início da minha fala: São escolhas. Cada um fará ou já fez a sua. Agora só digo uma coisa, o momento é de Luz, o momento é de elevação. O momento não é de confronto, o momento não é de briga, o momento não é de covardia contra um irmão. O momento é de ir para o coração. E através do coração mudar o seu mundo, mudar o que vocês querem mudar. Porque somente pelo coração é que este mundo irá mudar, não da forma que vocês querem. Vocês irão perder tempo porque nada irá acontecer, nada do que vocês esperam. Mas continuo repetindo: Cada um de vocês já fez uma escolha. Agora que fique muito claro, mais uma vez, o momento é de elevação, o momento é de olhar para dentro, para o coração. E se vocês fazem a escolha pelo contrário, se vocês escolhem brigar por alguém, brigar por algo, isto é incompatível com elevação. Isto é incompatível com a Quinta Dimensão. Porque quem quer brigar para a Quinta