Arcanjo Miguel - 9o. Procedimento - A Solidariedade

Queridos! EU SOU O ARCANJO MIGUEL!


Iniciamos um novo mês; praticamente o mês inicia hoje. Muitas novidades. Primeiro, vou tentar ser bastante objetivo para causar o menos de dúvidas possível.


Não posso deixar de falar, sobre o que vocês estão fazendo em prol do outro. Realmente está dando tudo certo. Vocês estão livres, saem e entram os dias que querem, doam a energia quando vocês querem. Então, está tudo perfeito. Quem precisa de tratamento está se tratando; está participando do processo. Tudo está se equilibrando, e o mais importante, as vitórias estão acontecendo. As pessoas estão melhorando e isso é muito bom. Eu só tenho a dizer à vocês, que continuem. Não que essas pessoas que estão sendo tratadas não serão curadas, elas serão, e estão sendo curadas; mas é que justamente, o fato de curar uma, isso se propaga e novas pessoas chegarão.


Então mantenham esse ritmo; mantenham a doação; mantenham os pedidos. Não se preocupem, se algum dia chegar o momento em que não tiver ninguém dentro da egrégora. Não se preocupem, pois nós saberemos quem colocar lá dentro. Ela nunca estará vazia. Então não fiquem preocupados de curarem todos os que estão aqui no grupo, ou as pessoas que são tratadas por pessoas do grupo, e um dia todas se curarem, e a egrégora ficar vazia. Não, ela nunca ficará, porque nós saberemos quem colocar ali dentro.


Então isso é um processo de doação, e de muito amor ao próximo. Vocês estão simplesmente mostrando o Amor Incondicional; porque vocês não sabem quem está ali; vocês não sabem o que cada um que está ali fez. Então não existe julgamento, não existe preconceito, não existe nada. Vocês simplesmente doam a energia de cura. Isto é o Amor Incondicional; e vocês estão praticando ele. Vocês não têm ideia do que isto está sendo de bom, para cada um de vocês que está participando. Vocês não têm ideia. Não têm. Vocês acham que é uma simples doação; não, isto está reverberando no Universo, de uma forma muito forte. E eu já disse aqui, vocês terão retorno, porque vocês estão mandando Amor Incondicional para o Universo, e ele lhes devolverá em bênçãos, e em tudo de bom que vocês precisarem. Acreditem. Nada é ao léu; nada é sem propósito; nada é sem retorno. Tudo tem retorno. A toda ação sempre há uma reação.


Então tudo que vocês jogam para o Universo, vocês recebem de volta. Jogar Amor Incondicional para o Universo, é a certeza de receber bênçãos e mais bênçãos. É como eu já disse, não que vocês tenham que fazer isso pelo simples fato de querer receber bênçãos, porque aí vocês não receberão nada; a doação do Amor Incondicional é aquela sem esperar nada; apenas se doar. Aí sim, o Universo devolve. Então que isto fique muito bem claro na mente de vocês, que vocês simplesmente estão sendo doadores independente do que vai acontecer; independente do que está ali, mas vocês estão doando, Amor Incondicional.


Muito bem. Agora sim, podemos voltar a falar dos novos procedimentos. Como eu havia dito, encerramos mais um ciclo de procedimentos. Muitos ficam perguntando o que fazer com os copos; o que fazer com tudo; vocês são muito apressados. Se nada foi dito é porque não era para fazer nada. Então vamos lá! Hoje vamos encerrar tudo o que vocês estavam fazendo. Tudo. Tudo será mudado. Então podem tirar a água dos copos, podem lavar os copos, façam uma limpeza. Então vamos, ponto a ponto.


1. Vocês têm dois copos: um em cima da lista dos desejos, e um copo em cima do caderno. O caderno continua. Continuem colocando nomes. Não tem problema. Continuem colocando. A energia que já está ali, já está absorvida naquele caderno. Vocês não precisam fazer mais nada. Apenas deixá-lo aonde ele está; aonde vocês mantiveram até hoje. “Ah, não precisa colocar mais copo com água?”. Não, não precisa, porque ele já está suficientemente impregnado de energia. Já existe uma egrégora em volta dele, e que não será apagada. Então basta que vocês deixem o caderno aonde está. Pode colocar novos nomes, não tem problema. Colocando novos nomes não precisa fazer nada, porque a egrégora de luz, já saberá o que fazer com cada um dos nomes que estão ali.


2. Muitos têm perguntado, então eu vou reafirmar: se alguém que estiver com nome no caderno falecer, vocês têm que tirar o nome da pessoa do caderno. Refaçam a folha. Apenas isso.


3. Em relação à lista de desejos. Vocês vão queimar esta lista. Não, vocês queimando não vão queimar os desejos, pelo contrário, vocês estarão transformando esses desejos em fumaça; em energia que irá para o astral. Apenas isso. Então, queimem o papel e guardem o copo. Não precisa jogá-lo fora. Guardem o copo.


4. O procedimento da limpeza com alecrim já terminou a muito tempo. Alguns continuam fazendo, porque não tiveram como terminar. Não tem problema. Vocês podem continuar fazendo a limpeza, o tempo que vocês precisarem; mas não faz mais parte do procedimento. Será bom para a casa de vocês, porque circula as energias; ajuda vocês a limparem aquilo que não é mais útil.


5. Muito bem. O procedimento da caminhada, que foi o último que passei, isto continua para o resto da vida de vocês. Não é porque o procedimento encerrou, que vocês vão parar de caminhar; muito pelo contrário, eu espero que vocês tenham adquirido o hábito, e visto o quanto isso foi importante para movimentar as energias de vocês. Nem que seja aquela pequena caminhada de ir até a porta e voltar. Muitos realmente não têm condições, mas procurem fazer por onde. Não se entreguem. Não partam do princípio que: “Eu não consigo”, e ponto final. Esta frase, “Eu não consigo”, é um decreto. Cada vez que vocês falam: “Eu não consigo”; vocês estão decretando para vocês mesmos, que vocês não conseguem, e qual é o resultado? Vocês não conseguem mesmo. Então o decreto tem que ser ao contrário: “Eu consigo. Eu vou dar o meu melhor. Eu vou superar os obstáculos. Eu vou melhorar”. Isso é o que vocês têm que fazer. Esses são os decretos que vocês têm que fazer.


Muito bem. Então finalizamos aqui todo e qualquer procedimento. “Ah, meu Arcanjo e quem entrar agora. Como será?“. Eu vou falar isso mais à frente. Então vamos iniciar o Quarto Ciclo e o nono procedimento. Como será este procedimento?


Meus irmãos eu tenho tentado trabalhar em vocês alguns sentimentos; é o que eu tenho dito, sempre por trás daquilo que faço tem uma segunda intenção. Eu tenho trabalhado em vocês alguns pontos: o desapego, a organização, a conscientização de ter apenas o necessário. Não que vocês não possam ter coisas em excesso, podem, mas não tudo; porque vocês acumulam energia de coisas que não usam. Então é um aprendizado meus irmãos. É um grande aprendizado.


Então esse, nono procedimento, será um pouquinho mais complicado; um pouquinho mais trabalhoso. Eu tenho tentado fazer com que vocês mudem as suas perspectivas; mudem as suas consciências. Então nós vamos trabalhar agora, um sentimento muito importante, que é a solidariedade. Aqui neste grupo, neste grande grupo, temos gente de todos os cantos do mundo. Temos gente de outros países, temos pessoas de muitas cidades aqui deste país, o Brasil. Muito bem. Aqui eu faço uma pergunta: o que vocês têm feito pelo outro?

Se compadecer pelas notícias que aparecem em sua mídia, é muito fácil, é muito simples. Qual ação vocês tomam a respeito? Qual ação vocês efetivamente tomam? Ter pena, chorar, se comover, não resolve o problema do outro. Então o que será esse nono procedimento? Não existirá uma regra. Eu não vou dizer aqui o que cada um de vocês vai fazer. Eu quero que cada um encontre, dentro da sua realidade financeira, dentro da sua vida, dentro daquilo que lhe é possível, uma forma de ajudar o outro; uma forma de colaborar com o outro.


Muitos de vocês conhecem pessoas que têm necessidades, que precisam de ajuda, e não fazem nada a respeito. Então vocês sempre hão de conhecer alguém. Se não conhecerem ninguém, tem muitos espaços: orfanatos, casa de idosos, casa de doentes. Vocês têm muitas formas de poder ajudar. Mas é aquilo que eu disse, e eu já disse isso aqui, não é simplesmente chegar…”Quanto vocês precisam?”; pegar um tanto em dinheiro e doar. Não é isso que eu quero. Eu quero o envolvimento. Eu quero a celebração do amor. Eu quero a solidariedade plena.


Vou dar aqui um exemplo. Um exemplo. Vocês vão num orfanato, chegam aos responsáveis; “O que vocês estão precisando?”. “Ah precisamos disso, disso, disso, disso, disso, disso e disso”. Muito bem. O que vocês podem fazer? Façam uma campanha; busquem com os amigos, e tentem ter em mãos aquilo que eles precisam. E aí vocês fazem um mutirão, e levam até lá, o que eles precisam. Não é doar dinheiro. Eu quero o envolvimento. Eu quero que vocês vejam a alegria de cada criança que vai receber aquilo que está precisando: seja uma boa alimentação, seja um brinquedo, seja roupas, o que for. Eu quero envolvimento. Eu não quero uma coisa fria, de chegar lá, toma, aqui você tem tanto; compra o que precisar. Não, não. Isto é comodismo. Isto é transferir para o outro uma coisa que você não quer ter trabalho. Então você transfere para ele.


Ser solidário, é participar; é tirar um dia e ajudar. Você não pode doar nada, perfeito, passe um dia ajudando; passe um dia tomando conta. Perceba ali o que eles precisam; você tem, tem ideias de organização? Dê sugestões para que eles se organizem melhor; para que eles tenham mais controle. Eu quero participação.


Então como eu disse no início, este é um procedimento um pouco mais complicado. Muitos não irão fazer. É decisão de cada um. Eu não estou aqui obrigando ninguém a fazer nada. Apenas eu digo para vocês, vocês estão numa grande caminhada. Aquela estrada que vai para a Quinta Dimensão; e cada procedimento que vocês fazem, que vocês passam com amor, com boa vontade, vocês passam um pedaço daquela estrada. É como se algumas portas fossem se abrindo ao longo dessa estrada, à medida que vocês vão evoluindo.


Então este é mais um ponto. Por favor, não interpretem esta minha atitude, em relação a data que vocês terão no próximo mês; porque para nós na espiritualidade esta data não significa nada. Nada. Porque foi tudo uma grande orquestração, que foi feita para a criação desta data. A única pergunta que faço é: as pessoas que precisam, precisam apenas nesta data? As pessoas que têm fome, comem apenas nesta data? Eu entendo que não. Quem tem fome, tem fome o ano todo. Quem precisa de roupas, de calçado, de comida na mesa, precisa o ano todo. Não apenas no fim do ano. Nada tem a ver uma coisa com a outra.


É um procedimento que vocês vão fazer. E eu diria o seguinte: ele não tem prazo para acabar; poderá não acabar nunca mais, porque muitos de vocês vão se adaptar tão bem, vão gostar tanto de fazer, que vão se especializar nisso, em ajudar aqueles que precisam; em se envolver em campanhas por aqueles que precisam. Hoje, a sua Internet facilita muito isso. Se cada um com seu grupo de amigos, ajudar um local, pensem, quantas pessoas vocês ajudarão. Pensem nisso. Pensem nisso.


Apenas peço mais uma vez: não doem apenas dinheiro. Aí muitos vão perguntar: ”Ah, mas e se o local tá cheio de dívidas, eu posso doar o dinheiro e eles saírem das dívidas”. Pague você, a dívida. Aí sim eu concordo, que você chegue para eles: “Me dê o que você tem para pagar”. E você pague. Aí você estará fazendo uma boa ação. Agora não dê o dinheiro para que eles paguem. “Ah, mas eu não estou invadindo o livre-arbítrio deles?”. Não, o dinheiro é seu; o dinheiro é seu. Você faz com ele o que você quer, não o que eles querem. Quem está doando? É você. Então você faz com seu dinheiro o que você quiser. Não transfira para eles a responsabilidade, porque aí você acabou de quebrar todo o processo. Eles têm dívidas; você quer pagar? Pague você. Perfeito.


Muito bem. Meus irmãos não transfiram para o outro o processo que vocês têm que fazer. Não é transferir para o outro. “Ah, vocês precisam disso, então tome aí o dinheiro e vocês compram”. Não, não, não; vocês acabaram de transferir a responsabilidade para o outro. Vocês têm que fazer. Então é isso. É muito livre, o que cada um vai fazer; é muito livre.


Bom. Então está passado o nono procedimento. Aí vocês perguntam: “E quem está entrando agora, faz o quê?”. Quem está entrando agora vai fazer apenas o caderno e a sequência das 30 orações, mais nada. Se quiser assumir os outros procedimentos, da limpeza com alecrim, do perdão, da caminhada, tudo está aí. Obrigatoriamente só tem que fazer o caderno e as orações. E agora o nono procedimento. Os outros se não fizer, não tem problema.


Então acho que ficou tudo muito claro. Não têm que ficar perguntando. Cada um faz aquilo que tiver vontade. “Ah, eu não tenho vontade de fazer nada”. Não faça. Eu não estou lhe obrigando a nada. “Ah, eu tenho dificuldade”. Muito bem. Então não faça nada. Lembre-se, aquela porta vai ficar fechada. Apenas isso. Muitos que farão o procedimento, passarão pela porta e você não, porque você não quer fazer. Então tudo bem. É uma escolha sua. Essa é a frase: a cada escolha tem uma consequência. Muito bem. Então fique parado.


E mais uma vez eu repito: isto não tem nada a ver com a data de fim de ano que vocês comemoram. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. A princípio, meus irmãos, esse será o nosso último procedimento. No próximo ano, as coisas vão mudar um pouco. É como se... não, eu vou deixar de surpresa para vocês; eu não vou falar nada por enquanto. Mas no próximo ano não teremos mais procedimento nenhum. Serão novas etapas. É como se fossem pequenas preparações, para que vocês se tornem cada vez mais preparados para o momento certo.


Então não serão mais procedimentos; serão determinadas tarefas, em que cada um vai ter que fazer. No próximo ano vocês saberão. Será uma preparação muito mais profunda, do que vocês têm tido até agora. Então é isso meus irmãos. Aí estão as orientações. Hoje como vocês podem ver, não teremos a nossa aula, pois já me estendi bastante; e a oração da semana, será referente exatamente à isso. Então vamos lá!


“Meu Arcanjo Miguel! Que vós ilumine meus pensamentos, abra o meu coração, elimine meus medos, aumente a minha sabedoria e me faça pronto para exercer a solidariedade para com um irmão. Que eu seja capaz, com cada gesto de solidariedade meu, aplacar a fome, aplacar o frio, aplacar um pouco do sofrimento de cada irmão, que eu puder. Que eu aprenda, que a solidariedade deve ser exercida a cada momento, e não apenas em algumas datas”.


Bom, meus irmãos. Então está aí. Começamos uma nova semana; um novo mês; novo procedimento; e eu acho que não tem muita dúvida. Cada um vai fazer aquilo que o seu coração mandar; aquilo que puder; porque nem todos têm condições financeiras de ajudar o outro. Mas será que você não pode tirar um dia da sua semana, para ajudar, dar a sua força física? Eu acho que pode.


Basta que você queira. Então cada um, vai agir da maneira que achar mais indicado; da maneira que achar mais conveniente; e que traga paz ao seu coração. Não adianta vocês fazerem as coisas, obrigados, nem contrariados, porque aí não funcionará. Muito amor no coração é necessário para esta ação. Então é isto. Façam desta forma, e continuamos rumo à Quinta Dimensão.


EU SOU O ARCANJO MIGUEL! E estou aqui, sempre pronto para orientar vocês da melhor forma nesta caminhada para a Quinta Dimensão. Pode ser que para alguns eu esteja apenas provocando algumas situações, mas eu sei exatamente cada ponto que eu estou fazendo.

552 visualizações

CNPJ - 29.898.085/0001-59 - Anjos e Luz Terapias - RJ

Copyright 2020 - Anjos e Luz Terapias - Todos os Direitos Reservados à www.anjoseluz.com