Arcanjo Miguel - Os Conselhos Universais

Atualizado: 16 de mai.


Queridos! EU SOU O ARCANJO MIGUEL!

Vamos retomar as nossas aulas. Eu já estava sentindo falta dos nossos assuntos. Vamos elevar um pouco as nossas vibrações. Chega de tanta confusão. As coisas vão se acalmar; as coisas vão se organizar; e pronto, tudo continuará da melhor forma possível. Na melhor forma que vocês encontrarem. Tudo vai dar certo. Então continuando os nossos ensinamentos.

Hoje, vou continuar o que eu estava falando da última aula, em que eu falei sobre mim; sobre nós os Arcanjos. Então eu vou continuar um pouco nesse assunto. Como eu já disse, nós os Arcanjos, somos um desdobramento de nosso Deus Pai/Mãe. Então, não somos um pedaço dele; somos uma parte que se desdobrou para que nós saíssemos, para que nós fossemos criados. Eu vou usar os termos mais comuns na linguagem de vocês. Então vamos lá! Foi um pedaço de nosso Deus Pai/Mãe que se multiplicou para que nós fossemos criados; não apenas nós; muitos outros Arcanjos. Não somos os quatro únicos que temos todo este poder; não, existem “n” outros; muitos outros. Só que pelo conhecimento, e pelo interesse de diminuir o nosso poder, fomos colocados, misturados com “n” outros Anjos, numa categoria, vamos dizer assim, das mais baixas entre as hierarquias conhecidas como angelicais.

Sim, existem Hierarquias entre nós, mas não Hierarquias como vocês conhecem. Não Hierarquias de tamanho, nem de poder, não, o que vocês costumam chamar de Hierarquia, nós entendemos como grupos; grupos de seres Angelicais, que cada grupo tem determinada função. Então não existe aqueles mais fortes, aqueles menos fortes. Cada grupo tem a sua incumbência. Cada grupo tem a sua função. É o que eu digo para vocês: vocês têm sempre que criar alguma coisa para entender o que acontece. Como sempre o poder vem a mente de vocês, vocês colocam como hierarquia para quê, vocês entendam como graus de poderes. Interessante. Muito interessante.

Então, os Querubins, os Tronos, os Principados, Arcanjos, Anjos; não existe hierarquia de poder; não existe aqueles que estão mais altos; aqueles que estão mais baixos. Cada grupo tem uma função. Ninguém é melhor que ninguém, porque este sentimento não existe em nosso Deus Pai/Mãe. Não existe ele criar grupos de seres melhores que outros; não, este nivelamento por poder não existe para nós, seres de luz. Somos todos iguais perante o Pai. Não existem sentimentos de inferioridade; nem sentimentos de superioridade. Isto é coisa da cabeça de vocês, porque vocês tinham que nos colocar de alguma forma; então saíram inventando grupos de poder.

Então estou lhes dizendo que isto não existe. Cada grupo de nós se preocupa com determinados aspectos da vida humana; da vida de todos os seres. Eu já disse para vocês: vocês não são os únicos no Universo. Então vocês não têm, os Arcanjos, os Querubins, os Tronos presos à vocês tomando conta apenas de vocês; eles têm todo um Universo para tomar conta. Eles têm todo um Universo para controlar. Não controlar no amplo sentido da palavra que vocês conhecem, de manipular, de exigir que seja feito que eles querem; não, é o controle para que o equilíbrio aconteça; é o controle do equilíbrio; não o controle da manipulação; nem o controle pela escravidão.

Todos trabalham no sentido de manter este Universo em equilíbrio; de criar sempre as situações, as regras; sim, o Universo também tem regras, mas não regras impostas. São regras que são apreciadas por um grande Conselho. Então vamos começar a falar sobre determinados aspectos do que acontece à sua volta. Sim, nosso Deus Pai/Mãe, é onipresente, onipotente, onisciente; sabemos de tudo isso, mas ele não é egoísta, ele não é egocêntrico, e nem quer cuidar de tudo. Não, ele separou determinados grupos para que o ajudem a comandar tudo neste mundo; todo o Universo.

Então existem vários Conselhos, e que muitos de vocês já ouviram falar nos Conselhos de Anciães. Por que Anciães? Porque nesses postos a experiência é que conta, e não, não venham com as mentes de limitantes de vocês acharem que porque são velhos, estão ultrapassados, pois o que vocês chamam de velhos, aí no seu planeta, nós chamamos de anciães. E esses Anciães nunca param de aprender; nunca param de se atualizar. Então eles sim, possuem todo o conhecimento necessário para opinar e para orientar, o que deve ser feito nas situações de conflito do Universo. São regras, ensinamentos que são passados de grupos em grupos.

Então não existe aquela possibilidade de um Ancião ter uma opinião própria, porque todas as decisões são tomadas em conjunto, para o bem do Todo. Então não existem decisões unilaterais; não existem decisões individuais; todos são ouvidos. Este Conselho é composto de muita gente, e todos têm direito à fala; todos têm direito de opinar, e tudo é decidido quando o Todo entra em consenso. Enquanto um, deste Conselho não concorda, o assunto não é encerrado, porque não pode haver discordância. Todos têm que estar plenamente envolvidos na decisão, mas envolvidos no amor; na ideia de que aquilo que está sendo decidido é bom para o Todo; não bom para si mesmo.

Então se tem um, que não está confortável, que não concorda, a decisão não é encerrada. Voltamos a conversar, porque talvez ele esteja percebendo alguma coisa que os outros não estejam. Então sempre estamos prontos para ouvir, e o que ele não concorda, nós analisamos; e muitas vezes acontece, de vermos mais alguma coisa que tinha passado. Então percebam meus irmãos, não existe conflito, não existe atrito. As decisões têm que ser tomadas em uníssono. Não existem decisões, meio a meio; não existem decisões 51 A 49; não, existem somente decisões 100%; onde todos os seres que estão ali concordam com que está sendo decidido. Porque se fosse permitido um único ser, ser vencido na sua ideia, aquilo gera um desequilíbrio, e aquele ser poderá expandir esse desequilíbrio para o Universo e não é isso que nosso Deus Pa