Arcanjo Miguel - Raio Vermelho

Atualizado: 5 de mai.


Queridos! EU SOU O ARCANJO MIGUEL!

Voltando a série dos raios. Hoje voltarei a falar sobre eles, e falaremos sobre o Raio Vermelho. Mas antes de iniciar, vamos a oração do dia. A oração de hoje é sobre os vícios. Então vamos lá!

“Meu Arcanjo Miguel! Que vós me ajude a me livrar de todos os vícios que tenho. A reprogramar a minha mente para que eu não sinta necessidade de cada uma das coisas que me afetam hoje em dia. Que eu seja capaz, de com a minha simples vontade, largar um a um, os vícios que tenho. Me ajude meu Arcanjo, a superar esta necessidade, este apego, às coisas que supostamente acho que me fazem bem, e que ao contrário me fazem muito mal”.

Para aqueles que não têm vício algum, se quiser fazer uma outra oração será essa:

“Meu Arcanjo Miguel! Que vós me ajude, que eu me mantenha sempre equilibrado e sem vícios. Que eu me mantenha sempre com estrutura, a nunca me apegar a nada, que supostamente eu ache que vá me fazer feliz. Gratidão meu Arcanjo”.

Voltando ao Raio Vermelho. Acho que alguns já sabem quem comanda este raio: é o Arcanjo Uriel. Mais uma vez, vou ter que fazer um aparte, informando que ele também não é um Arcanjo; ele também é um desdobramento de nosso Deus Pai/Mãe.

Uriel é o Arcanjo, vou continuar chamando ele assim, da abundância e da prosperidade; da materialização das coisas materiais, das coisas terrenas. É ele que se preocupa em dar abundância a quem merece e não permitir que ela chegue até alguns.

“Como assim meu Arcanjo, não permitir?”. Entendam meus irmãos, muitas vezes vocês têm que passar por situações financeiras difíceis, para aprenderem a lição; para aprenderem alguma coisa. Então sim, ele tem que, vou colocar bem fácil para que vocês entendam, ele tem que fechar as torneiras da abundância, para que vocês aprendam essa lição. E enquanto vocês não aprenderem, a abundância não chegará.

À medida que vocês vão aprendendo, a abundância volta; as torneiras são abertas, e vocês voltam a receber aquilo que é de direito de cada um. Todos vocês que estão na face da terra, têm direito a abundância. Todos. Aí muitos já estão se perguntando: “E por que há fome? Por que há miséria?”.

Percebam o seguinte: volto a repetir, são lições que vocês têm que aprender; são lições que vocês têm que passar, para que possam evoluir. De alguma forma, em outras encarnações, ou até nessa mesma, vocês não souberam lidar com a energia do dinheiro; foi uma energia mau usada. Então agora vocês têm que aprender; e uma das formas de aprender a lição, é a miséria, é a pobreza, é a falta de recursos.

É meus irmãos, isso não é castigo. É consequência dos atos que vocês já fizeram. É por isso que há tanta desigualdade no mundo. Isso não é planejado pelo alto, porque nosso Deus Pai/Mãe, quer todo mundo tendo direito a tudo. Mas vocês estão colhendo alguma coisa que um dia vocês plantaram.

Então é desta forma que vocês aprendem, e na grande maioria das vezes, não. Vocês veem a sua situação de pobreza, em situação de miséria, e só fazem reclamar; só fazem se afundar cada vez mais nessa situação. Não conseguem se equilibrar; não conseguem dar um passo adiante; pelo contrário, acumulam dívidas, e cada vez mais dívidas, pela total falta de controle. Este é o grande problema, a falta de controle.