Magia do Pentagrama

 

A Magia do Pentagrama envolve um ritual onde os arcanjos Rafael, Miguel, Uriel ou Gabriel são evocados para atender às mais diversas necessidades: amor, dinheiro, prosperidade, saúde, proteção, justiça, força, alegria, harmonia, sucesso, riqueza, fertilidade, etc.

É efetuado tendo como base as fases da lua e dos planetas bem como o horário energético de cada um deles.

A Prática da Magia

A magia é uma prática inerente ao ser humano. Desde a antiguidade a magia vem sendo usada para equilibrar energias, acelerar as colheitas, saber lidar com uma perda, amores etc. A magia é um fenômeno natural e qualquer pessoa pode praticá-la e receber seus benefícios. A naturalidade vai de encontro no que cada pessoa acredita. Para quem já teve algum tipo de experiência mística, parece totalmente natural, para os demais pode ter várias interpretações.

 

Na antiguidade os povos antigos, druidas e africanos praticavam magia livremente por acreditar que existiam reinos distantes prontos para atender aos seus pedidos. Estas crenças ao longo do tempo foram sendo esmagadas pelos dogmas das religiões, causando o desequilíbrio com as forças da natureza.

 

Ao realizar uma oração já estamos praticando magia, pois ao elevar nosso pensamento à Deus, criamos a atmosfera adequada para que o astral leve nosso pedido. Temos de acreditar que podemos contatar o astral sempre que quisermos, mas não somente para pedir, principalmente para agradecer por tudo que temos e pela vida que levamos. A magia é a forma que temos de canalizar a energia do astral para alcançar nossos objetivos.

 

Para começar a compreender o significado do Pentagrama, inicialmente devemos analisar o uso do simbolismo dentro dos estudos ocultos. Antes do histórico e atrasado desenvolvimento dos alfabetos fonéticos, a língua escrita consistia apenas de símbolos, que eram compreendidos apenas pela elite instruída das sociedades antigas, como o sacerdócio e a realeza. Estes hieróglifos e ideogramas foram a evolução linguisticamente composta de símbolos culturais básicos. Eventualmente evoluiu para as personificações antropomórficas das forças da natureza, os símbolos se tornaram as representações visuais de ideias universais e motivos. Como se diz popularmente, "uma imagem fala mais que mil palavras". Esta teoria é de fato, a premissa básica por trás do sistema de símbolos universais, conhecido pela maioria como o Tarot.

 

Para entender a forma geométrica do Pentagrama e perceber por que tem o poder de banir todas as forças inferiores de um determinado domínio, uma recapitulação precipitada da Cabala é necessária. Um dos nomes divinos pelos quais os judeus conceberam a força criativa universal foi YHVH, que, denominado Tetragrammaton, veio a ser considerado o equivalente aos quatro elementos do cosmos. Também foi concebido para representar o homem comum não iluminado.

 

O ritual da Magia do Pentagrama utiliza os quatro pontos cardeais, a invocação dos quatro elementos e a invocação dos quatro arcanjos.  Integra o ritual,  a Cruz Cabalística, que é o elo entre o mágico e o universo. O triângulo mais superior do pentagrama representa a Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo. 

 

O Pentagrama é um símbolo poderoso que representa o Espírito Eterno (ponta superior) e os Quatro Elementos (fogo, ar, terra e água) sob a Divina Presidência. Cada ângulo reentrante do pentagrama, representa uma radiação divina. Nos rituais do pentagrama, utilizamos os seres elementais do fogo, da terra, da água e do ar, que são seres formados por energias puras, energizando o pentagrama para proteção ou defesa.

 

O Pentagrama como símbolo positivo (ponta apontando para cima), possui uma energia protetora bem conhecida das energias negativas, que evitam ou fogem aterrorizadas, quando visualizam locais protegidos por este símbolo, pois, suas forças positivas protetores possuem o poder de neutralizar, congelar e até mesmo dissolver essas energias negativas, podendo também segurar e enviar para o tubo de Luz, seres espirituais desencarnados, por sua vontade ou não.

 
Um momento de reflexão

 

"Vivemos um momento sem precedentes na história humana, em um momento ímpar em toda a nossa existência. Como ilustram os exemplos reais, nossa dualidade representa o sábio e o monstro, o anjo e a besta. Com uma mão aberta, criamos medicamentos e terapias que curam as multidões. Com a outra, desenvolvemos mísseis nucleares e bombas de nêutrons que ameaçam nossos futuros. Independentemente do individualismo que era necessário numa fase anterior da evolução social, agora entramos em uma nova era, a de Aquarius, em nosso desenvolvimento como espécie. Entramos em uma idade em que temos uma extrema necessidade, para nossa própria sobrevivência planetária, de escolher um caminho coletivo que conduzirá a um bem maior para o conjunto.

 

Governos e religiões, idealmente destinados a ser os fornecedores de segurança e verdade, frequentemente tem sido motivados pelos seus interesses egoístas e não pelas necessidades comuns dos cidadãos. Cabe a nós, como indivíduos soberanos, buscar uma consciência maior, procurar o próximo passo do impulso evolucionário dentro de nós mesmos, até que um dia possamos fazer apenas o que é amoroso, justo e verdadeiro. Como o Cristo nos falou:  "Sedes vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus." (Mateus 05:48).

 

No século anterior e neste, tem-se visto uma explosão, uma expansão exponencial absoluta em todos os reinos intelectuais, alcançando desde a filosofia à tecnologia. Pode-se legitimamente argumentar que o conhecimento alcançado no século XX superou a soma total do conhecimento alcançado por nossa espécie antes deste tempo. Usamos a palavra "conhecimento", ou seja, fatos e informações, como destaque neste nosso crescimento em sabedoria e busca. A humanidade não sabe como utilizar corretamente o conhecimento que obteve. Com a nossa lamentável falta de sabedoria e arrogância, a única coisa que alcançamos com o nosso conhecimento precioso, foi levar-nos à beira do eco-suicídio e bio-genocídio.

 

Apesar dos nossos incríveis avanços de aprendizagem, os grandes sofrimentos da condição humana, tais como: a morte física, idade avançada, doença, pobreza, solidão, ódio, avareza e assim por diante, continuam existindo, além desses a raiva, que segue como um fogo selvagem avançando como uma praga sobre o planeta. Nossos avanços enormes em informações e máquinas, em vez de trazer paz e ordem maiores ao nosso mundo, provaram ser um inimigo terrível. Essa explosão de conhecimento, sem a temperança da sabedoria, provou haver um crescente sentimento interior de confusão espiritual e instabilidade sócio-política. Religião, ciência e governo, apesar de seus muitos sucessos óbvios, também foram responsáveis por inúmeras falhas. Tais crises globais como a marginalização econômica dos povos, poluição planetária desprezível, destruição de habitat e a biodiversidade, e a barbárie crescente das guerras, fornecem alguns exemplos básicos das catástrofes mais comuns.

 

Se não desejamos para nossa espécie, e a maioria das outras sob a influência humana, as várias profecias apocalípticas, temos de seguir uma sabedoria superior, através da mudança e da autoevolução para uma consciência superior. Não o chamado externo, o progresso materialista que tem trazido tantas formas de infelicidade e de destruição, pelo contrário, devemos procurar um progresso interno e espiritual, caracterizado por uma visão profunda em nós mesmos, juntamente com um inflexível empatia e compaixão por todas as formas de vida. Temos de nos tornar nosso próprio Messias.

 

Temos de nos tornar mais que humanos se quisermos sobreviver como espécie, e não colocar a maioria das magníficas e belas formas de vida em extinção, e devemos como Cristo disse a nós, renascer. Esse renascimento é uma progressão em um verdadeiro estado universal e evoluído do ser. É preciso mais que comprometer-se verbalmente e ser fiel a um carpinteiro palestino que foi pendurado em uma cruz para renascer. Esse renascimento é, de fato, a mudança mais profunda para ser experimentada e testemunhada na história biológica e cultural da humanidade, e está em nossas próprias mãos realizar. De homo sapiens nascido, deve evoluir, o homo novus, o  homo spiritus; o que Jesus chamou a nova criatura.

 

Este elevado objetivo não pode ser realizado somente pela razão ou fé. Nem pode ser conseguido por suas respectivas disciplinas, ciência ou religião. Nosso progresso e nossa sobrevivência só serão possíveis pela fusão, pela síntese integral, dessas abordagens intelectuais aparentemente concorrentes e conflitantes da fé e da razão; religião e ciência. É a essência desta síntese que constitui a filosofia e prática da verdade. É esta essência que orienta todos os candidatos sobre o caminho certo, sobre a estrada de retorno que cruza o oceano para a outra margem.

 

Apesar das origens pré-históricas da prática da Magia escondidas no alvorecer dos primeiros xamãs da humanidade, a filosofia da Magia detém um significado profundo para este novo milênio, para nos aproximamos rapidamente do círculo completo de nossa história. Magia, como corretamente entendida hoje, não é uma crença em superstições, nem uma sistematização de dogmatismo e metafísica. Pelo contrário, é a correlação e a hibridação de todas as formas de conhecimento e sabedoria; ou expressando mais coloquialmente... .de toda a "verdade". O divino deixou uma missão para cada um de nós. No entanto, Cristo, com precisão informou que tudo que fosse secreto  (occulto em latim) seria conhecido. Magia é essa busca consciente e artística para o oculto em nós mesmos, no universo e no divino. Sem Magia nunca seríamos capazes de desvendar o mistério de um estado superior do ser; de criar um link para uma outra ordem de energia; e de sustentar o surgimento de um novo nível de consciência.

 

É tempo para o estabelecimento deste link! É hora de novos paradigmas e modos de pensar! No entanto, não é para substituir as antigas ideias, conhecimentos e tradições, mas sim reinterpretar os fundamentos e os mistérios, e promover a compreensão das nossas origens ancestrais, à luz das nossas atuais condições. É hora para um nível mais elevado de consciência na humanidade; para um passo evolutivo para a frente e para cima, abnegadamente direcionadas para nossa fonte divina. A magia é para todos, mas é talvez mais necessário para nós hoje do que em qualquer outro momento. No ápice de nossa história é necessário não menos do que um panacéia para nossa doença coletiva."

 

MB (Rockford, Illinois February 2013). Tradução livre.

  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook Social Icon

CNPJ - 29.898.085/0001-59 - Anjos e Luz Terapias - RJ

Copyright 2016 - Anjos e Luz Terapias - Todos os Direitos Reservados à www.anjoseluz.com